Posted in:

Cosméticos MEI: Como formalizar seu negócio em 15 passos

Imagem 1 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos

Ser um vendedor de cosméticos MEI é uma ideia que agrada você?

Então, já pode começar a elaborar a sua estratégia para se formalizar como microempreendedor individual e ter uma empresa bem-sucedida.

Iniciar uma loja de cosméticos ou um site de cosméticos é, com certeza, um negócio promissor.

Conforme dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o mercado de beleza e estética fatura quase R$ 40 bilhões por ano no país.

É dinheiro a perder de vista!

Quer mais uma informação para se motivar?

Conforme pesquisa do Instituto Sophia Minds, em média, as mulheres das classes A e B investem R$ 117,00 por mês em beleza e estética.

Por sua vez, consumidoras das classes C e D gastam R$ 69,00 em média no mesmo período.

E estamos falando só das mulheres.

Muito empreendedores, ao investir em uma loja de cosméticos, acreditam que seu público-alvo será exclusivamente feminino.

Mas é aí que se enganam, pois os homens estão cada vez mais vaidosos e menos envergonhados em se assumirem assim.

Então, é ou não é uma boa ideia ser um vendedor de cosmético e artigos de perfumaria?

Como um bom empreendedor, basta estar atento às oportunidades do setor para seu negócio decolar.

E para começar com o pé direito, nada melhor do que se tornar um microempreendedor individual.

Mas quem não pode ser MEI? Será que representante comercial pode ser MEI? E existe vendedor de cosmético MEI?

Vou esclarecer tudo a partir de agora.

Se o assunto é do seu interesse, siga a leitura e abra as portas para um novo momento empreendedor na sua vida.

Para comercializar cosméticos vale a pena ser MEI?

Se você se preocupa com o seu futuro e o do seu negócio, então esteja certo de que a formalização é o melhor caminho para você!

Antes de abrir uma empresa, a escolha do formato jurídico é fundamental.

Para os pequenos negócios, não há dúvida alguma de que ser MEI é vantajoso.

Mas antes de dar esse passo, é preciso saber se a sua atividade é permitida ao MEI e se você se enquadra nos demais requisitos exigidos.

Mas vamos começar falando das vantagens?

Veja só alguns dos principais benefícios ao se formalizar como microempreendedor individual:

Veja só quantas notícias boas a quem quer iniciar um negócio.

Mas tem mais uma que é ótima e merece destaque especial.

Se você pensa que tudo isso tem um preço alto, aí é que se engana.

O recolhimento de impostos do MEI é totalmente simplificado e barato.

Todo dia 20 de cada mês, ele paga os tributos em uma guia DAS MEI, que é o documento de arrecadação do Simples Nacional.

E o valor?

Ele varia conforme a atividade, mas no caso de quem se estabelece como atividade comercial, que é o caso do vendedor de cosmético MEI, o custo é de apenas R$ 47,85.

É o menor valor entre todos os microempreendedores individuais.

Ele é formado por R$ 46,85 pagos como contribuição previdenciária (que equivale a 5% do salário mínimo) e R$ 1,00 de ICMS, o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

Percebe como o custo-benefício pode ser recompensador para os seus negócios?

Cosméticos MEI possui um CNAE permitido ao Microempreendedor?

Imagino que você esteja ansioso para saber se pode ser MEI depois de conhecer todas as vantagens da modalidade empresarial.

Então, pode ficar tranquilo, pois o vendedor de cosméticos pode ser um microempreendedor individual.

Para tanto, o seu código CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) é o 4772-5/00, que indica o  comerciante de cosméticos e artigos de perfumaria.

Agora que já sabe que ser MEI é uma possibilidade real para seus negócios, é chegada a hora de preparar o seu plano de negócios.

E para que nenhuma etapa fique fora do planejamento, até o estabelecimento estar em funcionamento, você precisa conhecer tudo que é exigido do empreendedor.

Como a lista é grande, preparei um tópico exclusivo sobre isso.

Se liga só, a seguir, nas 15 dicas para formalizar seu negócio como microempreendedor individual comerciante de cosméticos.

Como formalizar seu negócio de cosméticos em 15 passos

Imagem 5 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Sem burocracia e sem complicação, você pode obter seu CNPJ MEI pelo site do Portal do empreendedor em poucos minutos.

Para preparar esta lista de ações para formalização e registro da empresa, busquei as referências do Sebrae, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Que é um dos principais parceiros do empreendedor no país.

A propósito, você vai ver na dica 1 que faço questão de reforçar esse aspecto.

1. Buscar suporte à formalização

Todo MEI tem direito à assistência gratuita de um contador para a sua formalização.

Então, por que desperdiçar essa chance, não é mesmo?

Com toda a sua experiência e o domínio de leis e normas, esse profissional pode ajudar muito.

Inclusive para que você reúna todas as licenças e documentos que são necessários para tirar a empresa do papel.

Além dele, como já destaquei, não se pode abrir mão do apoio do Sebrae, que é um grande parceiro dos pequenos negócios e, inclusive, oferece cursos online que podem qualificá-lo como gestor.

Partiu estudar?

2. Conhecer e Consultar a Legislação da Vigilância Sanitária

Fique de olho nas regras!

A leis de vigilância sanitária que regem estabelecimentos de cosméticos e perfumaria são:

  • (1) N. 6.360/76
  • Decreto 79.094/77
  • (2) N.9.782/99
  • Decreto 3.029/99.

É importante que você conheça essas leis, pois o órgão fiscalizador fará uma vistoria no seu ambiente de trabalho para verificar se está em conformidade com as normas.

Como se trata de produtos que entram em contato com a pele das pessoas e que serão consumidos por elas.

Podendo afetar sua saúde, é preciso que o órgão competente ao Ministério da Saúde realize a vistoria.

3. Verificar possível necessidade de autorização da Anvisa

A Anvisa é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Ela prevê que:

se o seu ramo de atividade for extrair, produzir, fabricar, transformar, sintetizar, embalar, reembalar, importar, exportar, armazenar, expedir, fracionar, distribuir ou transportar qualquer produto cosmético, de higiene ou perfume, ele precisa da autorização de funcionamento da Anvisa.

Dessa forma, como uma loja é uma distribuidora de produtos cosméticos de um fornecedor para o consumidor final, essa autorização é exigida.

Não esqueça de providenciá-la.

4. Definir o tipo de empresa para solicitar autorização de funcionamento

Como já comentei, é importante você definir se o seu estabelecimento será realmente uma loja de cosméticos MEI.

É que o fabricante e o importador possuem responsabilidades diferentes do distribuidor.

Nesse caso, eles devem assumir toda a responsabilidade pelo produto que for colocado no mercado.

O distribuidor, por sua vez, é responsável pela conexão e relacionamento entre esses e um consumidor final.

5. Preparar o pedido de autorização de funcionamento

Antes de solicitar a autorização, você pode fazer uma consulta ou vistoria prévia.

Nessa consulta, você vai ao órgão do seu município munido dos documentos do local onde pretende estabelecer o seu negócio.

Assim, a prefeitura realizará a vistoria prévia e verificará se o local é compatível com a atividade que você deseja exercer.

As leis municipais devem ser rigorosamente seguidas.

6. Preparar os documentos que serão apresentados ao município e ao estado

Imagem 6 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Faça um checklist dos documentos necessários e confira se já está com todos eles em mão para poder prosseguir com sua formalização.

Para apresentar ao município, você deve providenciar os seguintes documentos:

  • Contrato social registrado na Junta Comercial do Estado com o objetivo claro da atividade que irá exercer (no caso do MEI, o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, recebido no ato da formalização, resolve a questão)
  • Um comprovante de endereço (conta de luz atualizada é a melhor opção)
  • A escritura de propriedade do imóvel ou o contrato de locação
  • Uma cópia do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)
  • Uma cópia dos documentos pessoais do representante legal da empresa (RG e CPF ou CNH)
  • Verificar se o município exige a apresentação de outros documentos.

Já para apresentar aos órgãos estaduais, além desses documentos, você também vai precisar de uma vistoria do Corpo de Bombeiros.

Além disso, também precisará providenciar documentos para a autorização de funcionamento, a saber:

  • CCMEI atualizado
  • O documento de inscrição do CNPJ
  • Preparar uma relação sucinta da espécie e natureza dos produtos que a empresa pretende trabalhar e como serão vendidos
  • Agendar com a vigilância sanitária inspeções regulares no seu estabelecimento
  • Emitir e pagar a taxa de fiscalização correspondente.

7. Estabelecer as atividades que serão realizadas para a autorização de funcionamento da empresa

Qualquer empresa só pode iniciar sua operação após definir quais atividades serão realizadas no local escolhido para funcionamento.

No caso de uma loja, essa atividade é a distribuição e venda de produtos cosméticos.

Após essa definição, a autorização de funcionamento da empresa será publicada no Diário Oficial, com suas atividades claramente descritas.

Somente após essa publicação a empresa pode iniciar suas atividades.

8. Alterações nas atividades da empresa ou no CCMEl

Quaisquer mudanças nas atividades da empresa ou no contrato social (CCMEI), como mudança do proprietário ou do endereço do estabelecimento, devem ser informadas na autorização de funcionamento.

Quando há mudança de CNPJ, uma nova autorização deve ser emitida, não sendo possível utilizar a mesma.

9. Efetuar o pagamento dos impostos de arrecadação para autorização de funcionamento da empresa

Imagem 7 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Como MEI, mensalmente você quitará todos os impostos devidos por meio da Guia única do DAS, é muito mais prático!

MEIs possuem benefícios quanto ao pagamento de taxas e podem usufruir de descontos e isenções.

Esses descontos são dados com base no faturamento presumido.

Enviando à Gerência de Gestão da Arrecadação da Anvisa a declaração de faturamento anual registrada em cartório.

Mas nunca é demais lembrar que o microempreendedor já é beneficiado por pagar todos seus impostos no DAS MEI.

Em qualquer caso, ele é isento de impostos federais.

10. Cadastrar a sua empresa na Anvisa

Para cadastrar sua empresa, basta entrar no site da Anvisa na opção Cadastramento de Empresa.

Em seguida, você deve preencher seus dados cadastrais e os de sua empresa.

É simples e fácil.

11. Enquadrar no CNAE fiscal correspondente à atividade da sua empresa

Esse número corresponde à atividade econômica da empresa, que é representada pelo código 4772-5/00, como já mencionei antes.

O número consta no cartão CNPJ da empresa.

12. Cadastrar o responsável legal pela empresa

Imagem 8 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Não esqueça de definir e cadastrar quem será o responsável jurídico pela empresa de cosméticos MEI.

É importante designar quem será o responsável legal pela empresa.

No seu caso, é o MEI, já que essa é uma empresa individual e sem sócios.

13. Como proceder se esquecer a senha de acesso da sua empresa na Anvisa?

Caso você esqueça a sua senha de acesso na Anvisa, é importante que se lembre de alguns dados.

Como o e-mail para o qual a lembrança da senha deve ser enviada, por exemplo.

Acesse esta página da Anvisa para realizar o processo e criar uma nova senha.

14. Alterar dados cadastrais no site da Anvisa

No site da Anvisa, também é possível alterar dados cadastrais da sua empresa, se necessário.

Vale a pena ter a sua senha sempre em mãos e seu cadastro ativo.

15. Mantenha-se em dia com as obrigações do MEI

Todos os meses, o MEI deve preencher o Relatório de Receitas Brutas, que é onde informa todo o faturamento obtido no período anterior, sem descontar as despesas.

Esse documento será muito útil para a entrega do DASN-SIMEI, que é a declaração de faturamento do ano anterior, que deve ser apresentada anualmente até 31 de maio.

Além disso, não se esqueça de pagar o boleto MEI em dia.

Se atrasar, além de arcar com juros e multa, terá os benefícios suspensos até regularizar a situação.

Dicas para seu negócio de cosméticos MEI ter sucesso

Imagem 9 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
O segredo para o sucesso? Planejamento, organização, determinação e amor pelo que faz!

Agora, você já tem quase tudo o que precisa para abrir a sua loja de cosméticos MEI.

E o que falta?

Preparar-se para ser um ótimo gestor do negócio!

Confira as principais dicas para aumentar as chances da sua empresa ter ainda mais sucesso.

Definir um público-alvo

Quando se está começando, é claro que você quer atingir o máximo de pessoas possível.

No entanto, o melhor a fazer no início é segmentar o seu mercado.

Conhecer um cliente de cada vez e ir a fundo para atendê-lo de forma satisfatória pode aumentar as suas chances de você ser reconhecido por um diferencial.

Entenda se o seu público é predominantemente masculino ou feminino, a média de idade, faixa de renda, seus hábitos e interesses.

Isso vai ajudar a determinar exatamente em qual tipo de produto você deve investir e qual a melhor forma de divulgar o seu negócio.

Segmente as opções

Essa é uma extensão da dica anterior.

No mercado de perfumes, por exemplo, há uma variedade infinita de opções.

Dependendo do seu público, você vai saber se eles preferem marcas nacionais ou importadas e quais tipos de fragrâncias.

Mas sempre invista em qualidade.

Além disso, ofereça também as extensões daquele produto.

Se o seu foco são os perfumes, você pode oferecer também desodorantes.

Invista em produtos de uso diário

Procure oferecer aos seus clientes aqueles cosméticos que são de uso constante, como xampus, esmaltes e sabonetes.

A não ser que não tenha nada a ver com o seu segmento, invista nisso.

Produtos orgânicos e antialergênicos

Muitas pessoas são alérgicas ou sensíveis a alguns produtos para a pele.

E é por isso que esse mercado cresce a cada dia.

Além disso, cada vez mais pessoas são a favor de produtos naturais, que não são testados em animais.

É também uma boa escolha e pode ser um diferencial para o seu negócio.

Faça uma vitrine bacana

Se a sua loja é online, onde lê vitrine, entenda como site e seu layout, combinado?

Então, separe os produtos de uma forma que seja fácil de encontrar.

Além disso, dentro dessa separação, faça ligações para que uma compra leve à outra.

Coloque os esmaltes perto da acetona, que ficará perto do algodão, que ficará perto do palito de unhas, que ficará perto do esfoliante para os pés. Entende?

É claro que tudo isso deve ser feito dentro do limite possível, mas é uma excelente opção para elevar o seu ticket médio.

Além disso, capriche na vitrine.

O neuromarketing explica detalhes que levam as pessoas a quererem comprar.

É claro que você não precisa ser um especialista, mas que tal usar a ciência a favor do seu negócio?

Compartilhe o seu conhecimento

Muitas vezes, você quer ter um comércio de cosméticos porque ama cosméticos.

É possível que saiba muito sobre os produtos, novidades e tendências.

Então, compartilhe o seu conhecimento com os clientes. Isso traz credibilidade, confiança e gera autoridade.

Explore as redes sociais para interagir.

Não deixe de se desenvolver e de se aprimorar.

Para comercializar cosméticos MEI é necessário emitir nota fiscal?

Imagem 10 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Sabia que como MEI você não é necessariamente obrigado a emitir nota fiscal? Confira em quais situações você deverá trabalhar com o documento.

Essa é uma dúvida comum.

E a resposta pode surpreender você.

Afinal, talvez não seja obrigado pela lei a emitir nota fiscal, mas sim pelo mercado.

Confuso? Vou explicar.

A legislação não exige que o MEI faça a emissão do documento fiscal quando vende produtos.

Mas ela estabelece que, se desejar, essa é uma possibilidade real. Para isso, você precisa de um sistema emissor e de um certificado digital como qualquer empresa.

Vai dar um pouco mais de trabalho, mas pode elevar seu negócio a outro patamar.

Sua empresa vai ganhar maior visibilidade, novos clientes e, com eles, novas oportunidades podem surgir.

Assim, se empresas quiserem comprar seus produtos, você já terá tudo o que precisa para emitir nota fiscal.

Como emitir nota fiscal para cosméticos MEI?

Para que você entenda melhor, existem alguns tipos de notas fiscais que são utilizadas pelos MEIs:

  • Nota Fiscal Avulsa: essa é a forma mais comum de MEIs emitirem notas fiscais. No entanto, esse serviço só está disponível a alguns estados. Para liberar, o MEI deve procurar a Secretaria da Fazenda do seu estado e fazer a solicitação.
  • Nota Fiscal Avulsa Eletrônica: é uma forma eletrônica e gratuita de emitir a nota fiscal. Mas também não é um serviço disponível em todos os estados. Funciona da mesma forma da nota fiscal avulsa, porém online.
  • Nota Fiscal Eletrônica: o MEI pode ter um sistema emissor e um certificado digital para emitir as notas. Isso é indicado principalmente se a emissão não for uma demanda eventual, mas frequente. 
  • Nota Fiscal de Venda ao Consumidor: essa nota é utilizada para realizar a venda de produtos. O ideal é recorrer ao formato eletrônico, que substitui o cupom fiscal, também consultando a Secretaria Estadual da Fazenda.

Para maior controle, o ideal é anexar as notas fiscais de vendas ao relatório mensal de faturamento da empresa.

Exemplos de cosméticos que você pode vender sendo MEI

Imagem 11 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Vai abrir uma loja física? Que tal investir em uma ampla variedade de cosméticos MEI?! Assim, você pode atender a uma gama maior de clientes.

As possibilidades são muitas para o comerciante de artigos cosméticos e de perfumaria que se formaliza como microempreendedor individual.

Além de poder vender em uma loja própria, em casa, porta a porta, pela internet, para consumidores pessoa física e mesmo para empresas.

Ele ainda conta com uma série de produtos a ofertar.

Nunca esqueça que a escolha dos itens que farão parte do seu catálogo deve levar em conta o seu público-alvo.

Mas fique muito atento com a procedência das mercadorias. Infelizmente, há produtos cosméticos falsificados, principalmente no caso de marcas famosas.

Se você não tiver comprovação da origem desses produtos e algum cliente tiver prejuízos, é a sua empresa que será responsabilizada.

É fundamental sempre primar pela segurança e qualidade dos produtos com os quais você trabalha.

Outra dica importante é sobre as tendências.

Invista no que está em alta, mas não deixe de apostar também no trivial, que vende o ano todo também.

Veja só exemplos de alguns produtos que você pode vender:

  • Batom
  • Gloss
  • Maletas de maquiagem
  • Pincéis de maquiagem
  • Perfumes
  • Base
  • Creme
  • Hidratante
  • Blush
  • Corretivo
  • Paleta de sombras
  • Máscara para cílios
  • Delineador
  • Rímel
  • Lápis de olho
  • Demaquilante
  • Pó compacto
  • Pó iluminador
  • Primer
  • Esmalte
  • Xampu
  • Condicionador.

E muito mais!

Vídeos sobre cosméticos MEI

Para você ampliar seu conhecimento sobre o mercado de cosméticos e a possibilidade de abrir a própria empresa, selecionei dois vídeos bem bacanas. Veja só:

Conclusão

Imagem 12 - Cosméticos MEI como formalizar seu negócio em 15 passos
Empreender é um desafio, mas conduzindo seu negócio pelo caminho certo, não terá erro. O tão desejado retorno financeiro poderá ser sentido no seu bolso.

Ao final deste artigo, você já deve ter feito uma boa análise que vai além dos aspectos deslumbrantes do empreendedorismo.

Por isso, se você chegou à conclusão de que esse negócio é realmente para você, então comece já.

Com certeza, é um mercado com grande potencial.

No entanto, é importante que você tenha foco no que irá fazer e busque sempre por novidades e tendências.

Essa é uma área que se movimenta rápido e é muito dinâmica.

Espero que esse artigo tenha te ajudado e que você consiga iniciar o seu negócio.

No que precisar, conte com a conta.MOBI para crescer e se desenvolver.

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.