Posted in:

Cartão digital: por que você precisa ter um cartão virtual?

Imagem 1 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual

Se você ainda não tem um cartão digital, ou cartão virtual, em breve terá.

Não se trata de uma previsão no estilo Mãe Dináh ou outro vidente da moda.

É apenas a constatação da realidade, uma tendência motivada por um avanço da tecnologia que não se pode brecar.

E tudo isso acontece para o bem da sua inclusão financeira, além da proteção de sua integridade física e do seu próprio patrimônio.

O futuro vem chegando, marcando presença com várias funcionalidades e já transforma o seu dinheiro em uma versão eletrônica.

Não vai demorar muito até não poder mais vê-lo, nem mesmo tocá-lo.

Talvez você já soubesse disso, principalmente se tem acompanhado como o mercado se movimenta, especialmente fora do Brasil, onde as cédulas em papel vem desaparecendo.

Mas quando falo de um cartão digital, quero dizer que até mesmo aquele pedaço de plástico que é utilizado eletronicamente em demandas financeiras vem perdendo espaço.

Afinal, no mundo moderno, o físico cada vez mais cede lugar ao virtual.

A velocidade com que tudo muda por vezes assusta.

Mas não há o que temer se os avanços se dão por razões positivas, como é o caso de um cartão virtual internacional e nacional.

É sobre esse novo instrumento financeiro que quero falar neste artigo.

Ao longo da leitura, você vai saber do que se trata essa ferramenta e como ela funciona, quem já a oferece e quais são as suas vantagens.

Até o final do texto, garanto que você se sentirá mais bem preparado para lidar com o que vem pela frente na sua vida financeira.

Seja bem-vindo ao futuro!

O que é um cartão virtual?

Imagem 2 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Ainda não tem um cartão digital? Saiba que você está fincado para trás.

Se você tem conta em banco, certamente possui um cartão físico.

Quando oferece a opção crédito ou débito, ele é chamado de dinheiro de plástico, pois substitui as cédulas de papel em operações de compra e venda.

O cartão virtual, ou digital, é uma evolução do cartão físico.

Com ele, você não precisa nem mesmo ter essa ferramenta em mãos para realizar compras e movimentar sua conta bancária, por exemplo.

Sua criação vai ao encontro de um novo comportamento de consumo, que na verdade nem chega a ser novo, mas que se afirma como realidade.

Estou falando das compras online, via internet.

Pois o comércio eletrônico, ou e-commerce, vem quebrando recordes ano após ano.

Tendência:

Em 2016, o crescimento no Brasil foi de 11%, com 179 milhões de pedidos e faturamento de R$ 53,491 bilhões.

Os dados são da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Para 2017, a entidade projeta um salto de 12%, faturando R$ 59,9 bilhões e registrando mais de 200 milhões de pedidos nas lojas virtuais.

Nesse tipo de transação, o cartão físico perde importância.

A menos que você decida quitar no boleto, imprima o documento e o leve até um caixa eletrônico, onde irá inserir o cartão para confirmar o pagamento.

Cansa até de ler, imagina para fazer tudo isso.

E como ir até um banco para pagar contas está fora de questão no mundo atual, seja por praticidade, segurança ou conveniência, talvez você esteja precisando de um cartão virtual.

Acho que agora você já sabe bem do que se trata. Quando falo em cartão digital ou virtual, me refiro a um instrumento de uso exclusivamente eletrônico.

No próximo tópico, vou falar mais sobre o seu funcionamento e você irá descobrir outras utilidades para essa moderna ferramenta.

Como funciona um cartão virtual?

Imagem 3 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
O cartão digital funciona praticamente como o cartão físico. Você pode usá-lo para movimentar sua conta e fazer compras online.

Você talvez esteja se perguntando se pode utilizar o cartão virtual para outras operações, além de compras online.

Se for esse o caso, a resposta é sim.

Assim como um cartão físico, a versão digital também possui uma numeração exclusiva e um código de segurança.

Não custa repetir:

ele é absolutamente igual ao cartão que você tem em mãos ou que está na sua carteira, com a pequena, mas fundamental diferença de só existir eletronicamente.

Dessa forma, pode ser utilizado para debitar valores de assinaturas de tv paga, de revistas, de jornais e de contas de consumo, por exemplo.

Quando disponível a função crédito, o limite é estabelecido pela operadora ou pelo próprio usuário, dependendo da instituição com a qual se relaciona.

Nesse tipo de transação, as movimentações realizadas aparecem na fatura mensal, que também pode (e deve) ser eletrônica, com recebimento via e-mail.

Já na função débito, quem utiliza o cartão digital pode:

acompanhar a sua conta bancária da mesma forma que faz quando usa o internet banking, verificando saldo e extrato pelo computador ou aplicativo de celular.

Assim, seja no crédito ou no débito, o cartão tem funcionamento simples e bastante seguro.

Já a forma como ele é oferecido depende da empresa que o disponibiliza.

Alguns bancos geram um cartão virtual diferente para cada uso no celular do cliente, sendo ele exclusivo para uma única operação.

Outros o oferecem como uma cópia virtual do cartão físico. Mas as opções não param por aí.

Você pode ter um cartão vinculado à sua conta digital, que é uma proposta moderna de relacionamento financeiro, movimentada exclusivamente por via eletrônica.

Nesse caso, o cartão físico é opcional.

E pode encontrar também uma versão virtual do cartão pré-pago, que é recarregado antes de ser utilizado, em valor definido pelo próprio usuário.

Ainda neste artigo, vou falar sobre os bancos e outras instituições que oferecem o cartão digital.

Mas antes quero tirar algumas dúvidas que talvez ainda estejam presentes.

Posso usar meu cartão virtual para qualquer compra?

Imagem 4 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
No geral, você pode sim fazer qualquer tipo de compra com o cartão virtual.

A resposta a essa pergunta vai depender da empresa que você escolher para lhe oferecer um cartão virtual.

Mas falando genericamente sobre a ferramenta, sim, ela pode ser utilizada em qualquer compra.

E veja bem: isso vale tanto para transações realizadas em sites brasileiros quanto estrangeiros.

Se você ainda não comprou nada em lojas fora do Brasil, é bastante provável que venha a fazê-lo.

Em 2014, pesquisa da Nielsen Ibope já identificava que 11,7 milhões de internautas brasileiros buscavam opções no comércio eletrônico de produtos importados.

Já no ano passado, a 33ª edição do relatório WebShoppers, produzido pela E-bit, apurou que:

a quantidade de consumidores brasileiro em sites internacionais saltou de 38% em 2014 para 54% em 2015.

Para 67% deles, o preço foi o principal motivador para concretizar a compra fora do Brasil.

O que dizem os dados:

Diante de tamanho avanço, o presidente da ABComm, Mauricio Salvador, classificou como um “tsunami” a onda de brasileiros no e-commerce internacional.

Em entrevista à Folha de São Paulo, o executivo confirmou que os preços baixos são a razão principal para tamanho crescimento e apontou um fato curioso.

Nas lojas virtuais chinesas, nem o tempo médio de espera de 42 dias pelo produto desanima o comprador brasileiro.

“Se fosse assim no Brasil, o consumidor iria achar um absurdo e abandonar o carrinho”, disse ele.

O preço, de fato, é um bom argumento para usar seu cartão digital em compras internacionais.

Mas há outras vantagens que elevam o interesse pelo instrumento, não importa onde esteja a sede da loja virtual.

E uma das principais é a segurança.

Vou falar sobre ela no próximo tópico.

Por que o cartão virtual é mais seguro?

O que torna o cartão virtual mais seguro que o físico é o mesmo motivo pelo qual você não deve andar com dinheiro no bolso.

Estou falando do maior risco de assaltos que corre no mundo real, na comparação com o virtual.

“Ah, mas os bandidos também migraram para a internet”, você pode alegar.

Eles tentaram, não tiveram sucesso, continuam tentando, mas são combatidos com muito mais rigor do que nas ruas de todo o país.

Explico:

Você já leu e ainda vai ler muito sobre golpes virtuais. Afinal, como sua avó certamente dizia, “gente ruim tem em todo lugar”.

Mas o fato é que a tecnologia de segurança da informação tem vencido com alguma folga os cibercriminosos, como são chamados os “bandidos da internet”.

Essa indústria investe bilhões todos os anos para aperfeiçoar os sistemas.

E não é só colocar uma tranca em casa arrombada, pois ela age preventivamente.

Como resultado, acessar a sua conta pelo celular, pagar contas via internet e movimentar seu dinheiro de forma online são ações muito mais seguras.

Quando se compara com o fato de andar com dinheiro pelas ruas ou ir ao banco para pagar uma conta, por exemplo, a segurança é muito superior.

Você – e nem eu – faz ideia de quantos pequenos crimes financeiros são cometidos diariamente pelas ruas brasileiras.

Alguns são tão banais que não viram ocorrência policial e não entram para as estatísticas.

A ação dos punguistas (batedores de carteira) é um bom exemplo.

E sem registro, é como se o crime não ocorresse.

E sem crime, vem aquela falsa sensação de segurança.

Como tudo parece estar tranquilo, você sai carregando dinheiro de forma até certo ponto despreocupada.

É o cenário perfeito para o bandido lhe surpreender.

Aliás, tanto no meio físico como no virtual, a conduta do usuário é determinante para a ação criminosa se concretizar.

Se você abre e-mails desconhecidos, acessa sites potencialmente maliciosos E clica em links sem cautela:

abre as portas da sua casa (no caso, do computador ou celular) para aqueles que gostaria de ver bem distantes.

Então, para não ser surpreendido, reveja suas ações em prol da própria segurança.

Uma delas talvez seja abandonar o cartão físico e se restringir ao virtual.

Se eu quiser, posso ter uma versão física do meu cartão digital?

Imagem 6 - Cartão digital por que você preisa ter um cartão virtual
Quer uma versão física do seu cartão digital? Algumas instituições financeiras oferecem essa possibilidade.

Você pode não ter gostado muito do rumo da conversa até aqui, especialmente se ainda é adepto das finanças à moda antiga.

Não se sinta constrangido por isso, afinal, muita gente ainda evita o internet banking e movimentar o dinheiro pelo celular.

O medo do novo é compreensível.

Se for o seu caso, talvez você não queira se limitar ao cartão digital e gostaria de tê-lo em versão física também.

A pergunta é: “Será que posso?

Mais uma vez, isso dependerá do banco ou instituição financeira através da qual você solicitar o cartão digital.

Como expliquei antes, muitas vezes, o processo é o contrário.

Ou seja, você pode ter uma versão digital do cartão físico.

É assim que os bancos costumam trabalhar.

E na conta digital?

Mas no caso de uma conta digital, que já nasce voltada exclusivamente para operações eletrônicas, o cartão físico pode ser solicitado como um serviço adicional.

Seu uso, no entanto, só é necessário em operações presenciais, que no caso da conta digital se aplicam especialmente aos saques.

Isso significa que, se você quiser movimentar o dinheiro fisicamente, com cédulas em papel, pode usar o cartão físico para isso.

Realizando saques em caixas eletrônicos autorizados.

Outro possível uso do cartão físico se dá em compras fora do ambiente online.

Se você for a uma loja física e quiser pagar no crédito ou no débito, poderá inserir o cartão na maquininha, desde que o serviço esteja disponível na sua conta digital.

Nesse caso, como qualquer cartão, a transação se completa mediante senha.

É fácil, rápido e sem surpresas.

Uma dica: consulte junto à instituição que mantém a sua conta sobre a disponibilidade do cartão físico e possíveis taxas aplicáveis ao seu uso.

Onde receberei meu cartão digital?

Imagem 7 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Não espere receber seu cartão virtual pelos Correios, o mais provável é que ele chegue em seu email.

Como estamos falando de um cartão restrito ao ambiente digital, você não poderá recebê-lo pelo correio, não é mesmo?

Assim, o mais provável é que ele seja enviado para o seu e-mail ou funcione integrado a um aplicativo no seu smartphone.

Tão logo tenha acesso ao seu cartão virtual, é indicado que leia as orientações quanto ao seu funcionamento.

As condições de uso e as dicas de segurança e privacidade das suas informações.

Da mesma forma que um cartão físico, a sua versão digital representa o seu dinheiro e, como tal, exige todos os cuidados possíveis.

O primeiro deles é saber que seu cartão é pessoal e intransferível, não funcionando como um simples “anexo” a ser repassado para amigos e familiares, por exemplo.

Por que vale mais a pena o cartão digital do que o físico?

Imagem 8 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Umas das grandes vantagens são não correr risco de perdê-los e realizar compras e transações mais seguras.

Já falei bastante sobre as vantagens do cartão digital na comparação com físico.

Mas vou agora elencar situações corriqueiras e usá-las como exemplos, para que fique claro qual vale mais a pena.

Você se considera azarado, desorganizado ou mesmo desastrado?

Em qualquer um desses casos, ter um cartão físico pode ser um problema.

Entenda:

  • Entre os azarados, se inclui o sujeito que tem a carteira roubada na rua, na estação do metrô ou a caminho do ônibus. E lá se vão documentos pessoais, algum dinheiro e seu cartão físico.
  • Entre os desorganizados, está aquele que nunca acha o que precisa na hora que precisa. E aí, encontra uma oferta relâmpago online, quer aproveitar, mas não sabe onde colocou o cartão físico.
  • Já entre os desastrados, podemos lembrar de alguém que vive perdendo pertences por deixá-los cair sem perceber. Esse é o tipo de pessoa que, ao abrir a carteira na rua, não nota quando seu cartão físico vai parar no chão.

Como você pode ver, o problema do cartão físico não está apenas na insegurança.

Mas também na dependência de um pedaço de plástico para confirmar suas transações.

Aliás, esse pedaço de plástico é valioso demais, tão valioso que é único e, se você o perder, terá sempre um grande problema a resolver.

Mas no que o cartão virtual é diferente?

Vou fazer uma breve analogia que será útil para entender.

Você já fez uso de algum serviço de armazenamento na nuvem?

Talvez você já tenha produzido um texto em meio online ou mesmo guardado apenas no aplicativo do celular as fotos de sua preferência.

Todos esses arquivos existem apenas no mundo virtual e estão seguros, inclusive, contra o seu azar, desorganização ou falta de jeito com as coisas.

Assim como eles, seu cartão digital resiste a esquecimentos e está sempre disponível.

Para acessá-lo, basta abrir seu e-mail ou o aplicativo no celular.

E se apagá-lo por qualquer razão que seja, pode recuperá-lo facilmente junto à instituição que o forneceu.

E tudo isso sem precisar registrar ocorrência policial por perda de documentos.

Vai dizer que não é mais prático e seguro?

A popularização do cartão digital quer dizer que é o fim do cartão físico?

Imagem 9 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Vá se despedindo do cartão físico, pois seus dias estão contados. Logo, logo eles deixarão de existir e vagarão espaço na sua carteira.

Essa previsão apocalíptica para o cartão físico deve se confirmar, mais cedo ou mais tarde.

Ela acompanha tudo aquilo que se fala, especialmente fora do Brasil, quanto ao possível fim do dinheiro em papel.

O mundo é cada vez mais digital – e contra isso não há como lutar.

Ao passo que suas finanças assumem a forma eletrônica exclusivamente.

E as cédulas tendem a desaparecer como meio de pagamento, o dinheiro de plástico também tende a ser substituído.

A indústria tem se movimentado nesse sentido.

E um bom exemplo é a tecnologia NFC, que confirma a transação por aproximação da maquininha, sem precisar inserir o cartão nela.

Você possivelmente já viu o comercial da Visa, uma gigante da área de pagamentos.

A publicidade foca nas diferentes maneiras já existentes para realizar um pagamento, como pelo celular e até pelo relógio.

Esse é o futuro marcando presença já no presente.

Então, quer dizer que o fim do cartão físico é esperado para muito em breve? Não necessariamente.

As próprias previsões acerca do fim do dinheiro em papel consideram pelo menos mais 10 ou 15 anos.

O que deve ocorrer é uma redução gradativa na demanda, com mais consumidores preferindo usar a versão digital.

Esse sim, parece ser um movimento inevitável e com adesão crescente.

Como faço para ter um cartão digital?

Imagem 10 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Quer pedir um cartão digital? Confira ao lado as 3 diferentes formas de obter o seu e peça já!

Para ter um cartão digital, há basicamente três opções.

Vou falar rapidamente sobre cada uma delas para que você possa escolher qual lhe agrada mais.

Cartão digital como espelho do cartão físico

Como funciona: esse tipo de instrumento é disponibilizado por alguns bancos como um complemento ao cartão físico já em uso por seus clientes.

Mas como qualquer cartão virtual, seu uso se restringe a operações via internet.

Quem oferece: Caixa e Banco do Brasil

Cartão virtual com validade limitada

Como funciona: um número exclusivo de cartão para cada compra via internet é solicitado via aplicativo.

Assim que gerado pelo banco, há um prazo curto e pré-determinado para a sua validade expirar, não podendo ser renovado.

Quem oferece: Itaú e Santander

Cartão vinculado a uma conta digital

Como funciona: contas digitais são movimentadas apenas eletronicamente e o cartão virtual é o meio pelo qual isso acontece.

É a ferramenta que dá acesso à conta e permite a realização de serviço financeiros online.

Quem oferece: conta.MOBI, Banco Original, Intermedium, ContaSuper

Cartão pré-pago digital

Como funciona: é como um cartão pré-pago tradicional, com a diferença de existir apenas virtualmente.

Depende de uma recarga, no valor desejado pelo usuário, podendo a partir de seu saldo ser utilizado em compras online.

Quem oferece: Brasil Pré-Pagos

Por que o cartão virtual da conta.MOBI é a melhor opção para você?

Imagem 11 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
A conta.MOBI é a única conta digital 3 em 1 que oferece serviços de internet banking, diferentes formas de recebimento, cartão virtual e físico e ainda suporte gratuito do contador.

Eu acredito que, agora que conhece como funciona um cartão virtual e o que ele oferece, você esteja disposto a mudar a forma como se relaciona com as suas finanças.

Se estou certo na previsão, quero dar uma dica valiosa antes de encerrar este artigo.

A melhor opção para você é a conta.MOBI – e vou explicar o porquê.

O que a conta.MOBI oferece é muito mais que um cartão.

Ela é uma conta digital com soluções completas tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

E é justamente por se colocar como parceira do empreendedor que ela disponibiliza serviços muito além de qualquer outra opção.

Todos nós nos beneficiamos de organização e controle dos gastos. 

Certo?

E nisso a conta digital da conta.MOBI pode ajudar bastante.

Por meio dela, é possível realizar pagamentos e recebimentos, construir uma reserva financeira e cadastrar um sonho.

Sua meta se tornará mais próxima ao ser guiado por um sistema inteligente, com as melhores orientações para poupar.

Além da função de gerenciador financeiro, tem ainda cadastro de clientes transferências ilimitadas, emissão de boletos.

E até mesmo uma máquina de cartão de crédito e débito, se desejar.

Ah, quase ia esquecendo do cartão digital da conta.MOBI e seu parceiro físico.

Com a bandeira Visa, ambos são aceitos internacionalmente e permitem realizar compras em todo o mundo, tanto em lojas virtuais quanto físicas.

É uma dobradinha e tanto!

Conclusão

Imagem 12 - Cartão digital por que você precisa ter um cartão virtual
Todo empreendedor, precisa contar com facilidades no seu dia a dia para que assim possa dedicar mais tempo para seu negócio. Por isso, está na hora de repensar sobre o cartão digital e ter o seu!

Neste artigo, apresentei a você as novas possibilidades que se abrem com o cartão virtual.

A forma como você gerencia seu dinheiro ou mesmo as finanças da empresa ganham em praticidade e segurança com essa ferramenta.

Você viu ao longo da leitura que um cartão digital vale mais a pena que um físico, mas que pode ter os dois, se desejar.

Agora, está quase pronto para fazer compras em sites estrangeiros e desfrutar de mais benefícios.

Só falta escolher qual será o seu próximo cartão. E se minhas dicas foram úteis, tenho certeza de que você irá de conta.MOBI.

Traga essa grande parceira para ajudá-lo a cuidar da sua vida financeira.

Um comentário

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.