Posted in:

Lanchonete MEI: quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio?

Imagem 10 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio

Ser microempreendedor individual e empreender no ramo de lanchonete MEI está entre as suas metas? Então, é hora de arregaçar as mangas e tirar a sua ideia do papel.

O caminho para o sucesso não é fácil, haverá desafios e obstáculos, mas lanchonete se enquadra no MEI e essa é a melhor notícia para começar este artigo.

Ao longo da leitura, você vai saber como montar uma lanchonete, qual o seu código CNAE entre as atividades permitidas MEI 2017 e todos os passos para ter uma lanchonete pequena, mas lucrativa.

Como qualquer estabelecimento envolvendo alimentação, ser proprietário de lanchonete MEI pode representar a sua independência financeira, mas é preciso servir bem aos clientes.

É por isso que reuni neste texto as principais dicas para começar atrás do balcão de lanchonete, mas não se contentar em ser apenas mais um.

Você vai descobrir a partir de agora como conquistar e manter uma clientela fiel.

Está pronto para iniciar nessa jornada empreendedora? Então, vamos lá!

Qual o código CNAE para lanchonete MEI?

No momento da formalização como microempreendedor individual, uma das informações a preencher se refere ao código CNAE.

Você sabe o que é isso? Ele se refere à Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

É um número único, que identifica a atividade sobre a qual estamos falando.

Para o MEI, o CNAE é ainda mais relevante, pois não são todas as ocupações que podem se enquadrar nesse programa federal repleto de benefícios.

Felizmente, lanchonetes MEI lá está, com seu código CNAE 5611-2/03.

Conforme a descrição, se indica o proprietário de lanchonete, mas também pode ser utilizado por quem abre uma empresa como casa de chá ou de sucos e similares.

Veja só todas as atividades que fazem parte desse CNAE:

  • Açaiteria
  • Bar sem serviço completo
  • Cafeteria
  • Caldo de cana
  • Casa de doces e salgados; serviço de alimentação
  • Casa de suco
  • Casas de chá
  • Fast-food
  • Pastelaria
  • Sorveteria.

Como você pode ver, o código se relaciona aos serviços de alimentação para consumo no local, com venda ou não de bebidas, em estabelecimentos que não oferecem serviço completo.

Qualquer tipo de lanchonete pode ser formalizada como MEI?

Pelos exemplos que acabei de apresentar, dá para ter uma ideia do quão amplo é o Código CNAE das lanchonetes MEI e similares.

Mas isso não significa que qualquer tipo de lanchonete pode ser formalizada como microempreendedor individual.

Na verdade, quem possui uma cantina privada ou estabelecimento especializado na venda de bebidas alcoólicas até pode se tornar um MEI, mas com outros códigos CNAE.

Imagem 1 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Siga o passo a passo e se formalize já!

O mesmo vale para quem atua com a fabricação de sorvetes.

Formalização lanchonetes MEI: passo a passo

  1. Acesse o Portal do Empreendedor
  2. Em Nova Inscrição, informe seu CPF e a data de nascimento
  3. Após, será preciso incluir o número do recibo do Imposto de Renda de uma declaração como pessoa física. Ela deve ter sido entregue nos últimos dois anos. Se não tiver, informe o número do seu título de eleitor
  4. Na aba Identificação, insira o nome empresarial, nome do empresário, nacionalidade, sexo e nome da mãe, número do documento de identidade, estado emissor e também um telefone para contato
  5. Depois, em Atividades, declare Proprietário de Lanchonete como a sua ocupação principal e o código CNAE referente a ela: 5611-2/03
  6. Agora, é preciso preencher o endereço comercial e o residencial do MEI, que podem ser iguais
  7. Para a formalização, também será preciso informar o valor do capital social, que corresponde ao investimento inicial para a abertura e manutenção da empresa (pode ser a partir de R$ 1,00)
  8. Para terminar, assinale as caixas com declarações de desimpedimento e capacidade, além da opção pelo Simples Nacional e o enquadramento como microempresa
  9. Pronto! Você já tem um CNPJ
  10. A inscrição confirmada gera o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, que possui validade de 180 dias
  11. O processo de formalização depende ainda do comparecimento à prefeitura, garantindo seu alvará permanente e verificando se novas licenças precisam ser atendidas, o que é comum no caso de lanchonetes.

Quais cuidados você deve ter ao abrir uma lanchonete MEI?

A ideia de abrir uma lanchonete pode parecer extremamente simples, ainda mais como MEI.

De fato, até obter o CNPJ, muitas são as facilidades. Mas há particularidades envolvendo o tipo de negócio que exigem atenção redobrada do empreendedor.

Vamos conhecer mais sobre elas?

1. Planejamento

No cenário ideal, nenhum negócio começa sem um planejamento bem definido.

Imagem 8 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Um bom planejamento é fundamental para o crescimento do seu negócio.

Na prática, porém, a necessidade urgente de renda nem sempre permite elaborar qualquer estratégia. Ingressar na guerra do mercado dessa forma tem grandes chances de não dar certo.

O planejamento pode ser a chave para evitar que o seu negócio entre na lista daqueles que fecham as portas antes de completar o primeiro aniversário.

Aliás, segundo o IBGE, 22% das empresas abertas no Brasil não alcançam o primeiro ano.

Planejamento é importante para aspectos básicos, como cálculo do capital de giro que será necessário para manter o negócio aberto, identidade da marca e estratégias de crescimento.

2. Localização

Qual o melhor ponto comercial para a sua lanchonete? Um bairro nobre? Boêmio? Empresarial?

Tudo depende do seu modelo de negócio. Afinal, como será sua lanchonete MEI?

No planejamento, essas perguntas serão respondidas e você poderá escolher um ponto que tenha demanda para o seu empreendimento. Isso aumenta as chances do seu negócio ter ainda mais sucesso.

3. Definição do cardápio

Imagem 4 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Um menu ou cardápio bem definido contribuirá para manter e atrair clientes.

E aí surge outra questão: a escolha do cardápio.

O cardápio do happy hour não é o mesmo do cardápio do almoço de todo dia, certo?

Então, qual demanda sua lanchonete MEI vai atender? A comida é o produto principal nesse estabelecimento.

Ela precisa ser boa e ter um preço adequado. Além disso, os pratos devem ter qualidade e padrão. Você precisa entregar tudo exatamente conforme foi prometido ao seu cliente.

Por isso, pense no melhor cardápio possível, para ser oferecido no menor tempo, atendendo seu cliente da melhor forma, sempre.

4. Identidade do seu negócio

A comida também é uma das peças essenciais para definir a identidade do seu negócio.

Mas não somente isso. Quando seus clientes chegam até você, eles possuem uma expectativa. Essa expectativa precisa ser minimamente atendida.

Não adianta atrair um público que não vai se sentir confortável no ambiente que você oferece. Por isso, seja estratégico ao oferecer os serviços de acordo com a sua demanda e criar uma identidade para isso.

Locais que servem almoços comerciais possuem uma identidade diferente de locais que servem petiscos.

Qual é a sua proposta? Oferecer os dois? Apenas um? A identidade da sua marca deve representar exatamente isso.

5. Serviço de qualidade

Outra questão que é vital diz respeito à qualidade no serviço oferecido. Praticamente toda ideia já foi inventada.

Assim, fica difícil inovar, em especial quando falamos de um segmento de mercado tão concorrido como o de alimentação.

Isso só reforça a necessidade de encontrar uma diferenciação, algo que o coloque em vantagem frente aos concorrentes. Um desses diferenciais é um serviço de qualidade.

Todas as pessoas buscam bom atendimento e um local que as faça se sentir bem, principalmente quanto à alimentação. Cuide dos detalhes e crie um clima especial que se conecte ao seu público.

6. Paciência e foco

Se você seguir a “cartilha” do bom empreendedor, o sucesso é questão de tempo.

O problema é que nem todos têm paciência para se manterem focados em seu propósito até que o negócio se pague. Essa é a etapa mais difícil, mas passa!

Depois disso, a empresa começa a dar lucro e alcançar o equilíbrio.

Por isso, é importante que o MEI tenha paciência e confie no seu planejamento.

Se você perceber que está fazendo tudo certo e, mesmo assim, não está tendo os resultados que esperava, peça ajuda a um consultor de negócios.

Quer uma dica? O contador é o parceiro ideal.

7. Escalabilidade

Imagem 9 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
O crescimento fará parte daquele bom planejamento feito no inicio.

O negócio vai bem, o lucro aumentando e a clientela não para de chegar?

É hora de repensar se existe a vontade de fazer o seu negócio crescer.

Digo repensar, pois isso já deve ser pensado na hora do planejamento.

Se você pensa em crescer, vá reinvestindo parte dos lucros com essa finalidade para que essa transição seja segura e seu negócio continue a prosperar.

Caso decida expandir e abrir uma filial, é importante ter um modelo escalável, ou seja, que pode ser replicado da mesma forma como funciona hoje.

Mas vale lembrar: até chegar a essa etapa, você já deixará de ser MEI em razão do maior faturamento e terá que migrar para microempresa.

7 dicas para conquistar e manter uma clientela fiel com uma lanchonete MEI

Seu cliente precisa sair da sua lanchonete com as expectativas atendidas e, se possível, até superadas.

Atender será uma das suas atividades diárias e isso não deve ser passado ao seu cliente como se fosse um peso para você.

Deve haver muita dedicação e carinho envolvidos em seu negócio. Todo cliente precisa se sentir especial.

Veja que atender bem não torna apenas o seu dia a dia mais prazeroso, como faz com que o seu negócio seja mais lucrativo também.

Veja agora as principais dicas para caprichar no atendimento e colher os frutos dessa relação com os clientes.

1. Manter clientes é mais barato que atrair clientes

Para você ter ideia de quanto custa atrair um cliente, pense no valor de propagandas e investimento em mídias.

Qual o custo para manter um cliente? É bem provável que manter e aumentar a qualidade do serviço que você já oferece tenha um custo bem menor.

Além disso, atrair um novo cliente depende do momento certo, inclusive de despertar o interesse da parte dele.

Veja como o processo é bem mais complexo.

Imagem 6 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Clientes satisfeitos trarão cada vez mais lucros e fará com que o seu negócio cresça.

Por isso, é muito importante que você trabalhe para manter os clientes que já são seus, sem deixar de seguir prospectando, é claro.

2. Clientes fiéis podem ser a melhor propaganda

Os clientes que já possui são uma forma de propaganda também. Se ele voltar, é porque gostou do que você ofereceu ali.

Se a experiência foi boa, certamente ele contará a outras pessoas sobre isso.

As boas notícias sobre sua lanchonete MEI têm grandes possibilidades de correrem por aí.

Um cliente atrai outros! Não é ótimo?

Além disso, é bom você ter estratégias para que seu cliente cativo tenha “vontade” de falar do seu negócio.

Lance promoções, programas de fidelidade, bonificação, cupons de desconto, ofertas especiais para aniversariantes, enfim, tudo que ele veja como uma vantagem para investir nessa relação.

Tem uma lanchonete e está procurando um web site para divulgá-la? Clique aqui.

3. Seja consistente em atender bem

Se você imaginar que a qualidade no serviço e o bom atendimento estão em um gráfico, pense que ambos devem ser uma reta.

Não pode ser uma curva, nem um eletrocardiograma, com picos entre alto e baixo.

Se você ficou conhecido pelo bom atendimento, atenda bem sempre.

Se você ficou conhecido pelo bom, serviço ofereça o melhor serviço sempre.

Se o seu destaque é a comida, permita que ela se destaque sempre.

Já se existe algo que pode melhorar, é importante que faça isso.

Seja consistente em oferecer o melhor.

4. Permita que o ambiente seja espelho do seu atendimento

Carisma é uma palavra fundamental para quem está à frente de um comércio. As pessoas esperam estar em um ambiente de energia positiva e agradável.

Sendo uma pessoa amigável, que se importa com o bem-estar alheio, você irá transmitir essa energia para o ambiente.

Certamente, seus clientes sentirão isso enquanto estiverem no seu estabelecimento. E quem não gosta de se sentir bem em algum lugar, não é mesmo?

5. Conheça muito bem os seus clientes

Imagem 7 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Atualmente, temos muitas ferramentas que podem te auxiliar na busca e identificação de seus clientes. Aproveite!

Se você não sabe o que seu cliente gosta, não saberá o melhor a oferecer. Essa relação de fidelidade depende do seu interesse em identificar o que ele mais valoriza.

Por isso, vale a pena fazer uma pesquisa de satisfação após o atendimento e organizar todas as informações para que você possa aplicar à sua lanchonete MEI.

Mesmo que seja um comércio pequeno, tenha a opinião do seu público em mãos para poder oferecer o melhor.

6. Seja simples e objetivo

Se você conhece o seu cliente, fica mais fácil oferecer o que ele gosta.

Isso é simples e esse relacionamento pode ser cultivado de forma simples e objetiva.

Tratar seus clientes de maneira pessoal, oferecendo aquilo que eles valorizam é a melhor vantagem que você poderá obter sobre a concorrência.

7. Mantenha contato com seus clientes

É interessante que você mantenha contato com seus clientes e, dessa forma, os incentive a voltar.

Um blog e perfis em redes sociais são ferramentas que facilitam esse relacionamento e permitem que a comunicação não seja interrompida quando alguém sai do seu estabelecimento.

Quando o cliente conhece sua lanchonete, vê o dia a dia do estabelecimento e da equipe de trabalho. Ele passa a se sentir parte dela e isso se chama  relacionamento.

Quais as vantagens de um CNPJ MEI para um negócio como lanchonete?

Eu já comentei rapidamente que se tornar MEI é altamente vantajoso.

Mas agora quero ir além e destacar quais são essas vantagens.

Avalie tudo com carinho e veja se abrir uma lanchonete MEI não é mesmo a oportunidade perfeita para você.

Ter o próprio negócio formal e legalizado

Certamente, o principal benefício é a própria formalização do seu negócio.

Quando você tem um negócio formalizado, sua empresa pode emitir notas fiscais e ter acesso a serviços financeiros com melhores taxas de juros e condições especiais.

Isso coloca o seu negócio em outro patamar.

Direito a benefícios previdenciários

Como empreendedor de uma lanchonete MEI, você estará segurado pela Previdência Social e terá acesso a benefícios.

Você terá direito à aposentadoria por idade ou invalidez, auxílio-doença e salário-maternidade. Todos esses benefícios já estão incluídos na sua mensalidade como MEI.

Isenção de impostos

Uma lanchonete MEI fica isenta de tributos federais. Que impostos são esses?

  • IRPJ: Imposto de Renda de Pessoa Jurídica
  • IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados
  • CSLL: Contribuição Social sobre Lucro Líquido
  • COFINS: Contribuição para Financiamento da Seguridade Social
  • PIS: Imposto do Programa de Integração Social
  • INSS: Imposto do Instituto Nacional de Seguro Social

Uma economia e tanto, não é mesmo?

Além da contribuição previdenciária, o proprietário de lanchonete que se formaliza como microempreendedor individual paga apenas mais R$ 1,00 de ICMS, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

No total, ele contribui todos os meses com apenas R$ 47,85 e nada mais.

Simplificação da Escrituração Contábil e Fiscal

A única obrigação fiscal que o empreendedor possui na lanchonete MEI é comprovar que o seu faturamento anual não ultrapassa os R$ 60 mil.

Para tanto, é preciso entregar ao fisco a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI). O envio dessa declaração pode ser feito eletronicamente pelo Portal do Empreendedor, sempre até 31 de maio.

Possibilidade de contratação de um funcionário

O proprietário de uma lanchonete MEI passa a ter direito a contratação de um funcionário – e apenas um. O colaborador deve receber o salário mínimo ou o salário base da categoria.

A preocupação com a higiene e alimentos para a garantia do seu MEI

Esse deve ser um dos principais cuidados do proprietário de uma lanchonete MEI.

Lidar com alimentos e bebidas exige cuidados especiais para evitar contaminação cruzada, causando intoxicação alimentar, por exemplo.

Por isso, a preocupação com conservação, higiene e limpeza desse ambiente deve ser constante. Qualquer deslize na manipulação de alimentos pode implicar uma série de problemas.

O empreendedor deve estar atento sobre quais produtos de limpeza, conservação de equipamentos e utensílios de cozinha seguem as regulamentações da Vigilância Sanitária.

Imagem 3 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Atente-se aos critérios e regulamentações da Vigilância Sanitária, para este mercado é fundamental.

Além disso, caso você tenha um funcionário em seu estabelecimento, ele deve ser treinado para conhecer todos os critérios de segurança alimentar adequados ao manuseio dos produtos.

A Portaria 1.428 do Ministério da Saúde traz as regulamentações necessárias para que a higienização e manipulação dos alimentos seja adequada.

Ela estabelece as boas práticas como ferramenta preventiva para o controle de perigos veiculados pelos alimentos.

Além dos cuidados com a limpeza, também é importante estar atento à validade dos produtos e à forma adequada de armazenamento dos alimentos.

A Resolução 216 da Anvisa também é bastante rigorosa quanto às exigências para as Unidades Produtoras de Refeição.

Ela instrui, inclusive, sobre os exames necessários ao manipulador de alimentos. Esses exames são muito importantes e devem ser renovados a cada seis meses.

A Vigilância Sanitária é muito rigorosa quanto às inspeções e, caso alguma irregularidade seja identificada, o estabelecimento poderá até mesmo ser fechado.

Como evitar erros que podem prejudicar a sua lanchonete MEI

É fundamental que o empreendedor tenha ambição, intuição, autoconfiança e disposição de assumir riscos. Essas são características essenciais e é esse espírito guerreiro que faz o negócio acontecer.

No entanto, junto com todo o preparo emocional do empreendedor vem imposto, concorrência, aluguel, lidar com clientes e fornecedores, comprar, vender… Ufa! Haja fôlego.

Por isso, é importante que o empreendedor mantenha um esforço contínuo para equilibrar todos os seus papéis e manter a demanda da organização.

Para uma empresa amadurecer, o gestor precisa superar os próprios limites.

Dedique-se à gestão do negócio e organização das finanças

A maior parte das empresas não quebra por falta de vendas ou de lucro e sim porque tudo é administrado de forma desordenada.

O que eu gostaria de alertar aqui é que, independente de onde estejam os seus olhos, não deixe de cuidar da gestão do seu negócio, em especial da gestão financeira.

Não se trata apenas de vender e de pagar contas.

Imagem 5 - Lachonete MEI quais cuidados você deve ter ao abrir este negócio
Gerencie e planeje o seu negócio com cuidado. Esta gestão é fundamental.

É necessário investir, reinvestir, gerar capital e criar um caixa. Muitas empresas falham nessa hora. Se você quer crescer, planeje o seu crescimento.

Se não se sentir seguro para isso, busque a ajuda de especialistas para ajudar você a tomar as melhores decisões.

Novamente, o contador é um grande parceiro. E tem mais um disposto a lhe ajudar: a conta.MOBI.

Essa conta digital oferece gerenciamento financeiro para o seu negócio, com fluxo de caixa e formas de recebimento, incluindo maquininha de cartão.

Você já fez a sua?

Dê a devida atenção às burocracias

Além de toda etapa de gestão, dirigir o próprio negócio envolve muita burocracia.

É importante que você conheça detalhes das operações em todos os setores: financeiro, operacional, marketing e até jurídico.

Ainda que você considere a sua lanchonete MEI muito pequena, muitas questões burocráticas estão envolvidas na administração desse negócio.

Dê a devida atenção a cada uma dessas etapas para poder definir a melhor estratégia para seus negócios.

Enfrente e resolva!

Conclusão

Se você concluir que abrir uma lanchonete MEI é a melhor opção, não se esqueça que está entrando em um mercado de oportunidades.

Isso também significa que é um mercado concorrido e que você precisa de uma boa estratégia para conquistar clientes fiéis.

Não ignore o planejamento do seu negócio e a responsabilidade de conhecer os seus clientes.

Essa análise de mercado pode dar destaque competitivo e colocar você à frente de um negócio de sucesso e com muito futuro pela frente.

Grandes desafios também trazem grandes resultados. Nunca esqueça disso.

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.