Posted in:

Vendedor Ambulante: como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas

Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas

Já pensou em ganhar a vida como vendedor ambulante?

“Ah, mas não é aquele que trabalha com produtos de baixa qualidade, sem garantia alguma e é mal visto pelo mercado?”

Felizmente, isso mudou e continua mudando.

É uma nova oportunidade, agora regularizada e ao alcance de todos os brasileiros. 

A atividade está em alta muito em razão da grande aposta nos comércios regionais e tradicionais.

Quer ser um vendedor Ambulante?

Clique aqui e aprenda como conseguir autorização.

Cada vez mais, as pessoas estão valorizando os produtos da sua cidade e isso tem garantido o sucesso de muito vendedores ambulantes.

A atividade realmente saiu dos bastidores para assegurar o sustento de muitas famílias.

O trabalho como vendedor ambulante, além de ser grande parte das vezes histórico e tradicional, pode ser muito lucrativo.

E outro ponto importante está na formalização.

Ao identificar como tirar licença para vendedor ambulante, um novo mundo se abre para os negócios.

As pessoas estão cada vez mais empenhadas em pagar seus impostos para poderem trabalhar com tranquilidade e paz.

Seja qual for a sua classe social, se você pensa em trabalhar como ambulante, saiba que existe um passo-a-passo para que isso seja feito sem grandes dores de cabeça, se quer saber mais como fazer isso, clique aqui.

Por isso, no artigo de hoje, trago dicas valiosas sobre a atuação como vendedor ambulante.

Vou explicar se vendedor ambulante precisa de alvará, quais são os melhores produtos para vendedor ambulante e se virar um vendedor ambulante de produtos alimentícios é boa opção.

Animado para começar? Então, vamos lá!

Afinal, o que é o vendedor ambulante?

Vendedores ambulantes são, basicamente, as pessoas que trabalham em comércios nas ruas, vendendo produtos próprio ou de terceiros, que são de fabricação própria ou para revenda.

Imagem 1- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Vamos descobrir como ser um vendedor ambulante regularizado?

Os vendedores ambulantes podem adotar várias estratégias de vendas.

Elas vão desde se fixar em barracas ou trailers ou se movimentar em carrinhos, bicicletas adaptadas ou até mesmo caminhar enquanto fazem suas vendas.

Quando se fala em vendedor ambulante, muitas pessoas podem acabar fazendo associação com camelô ou outro comércio ilegal.

No entanto, hoje eles podem regularizar a sua situação, trabalhar legalmente, ter negócios lucrativos e de muito sucesso.

Assim, em geral, quem trabalha nas ruas vendendo algum tipo de produto, é considerado vendedor ambulante.

Parece uma boa para você?

Se gosta da ideia, vamos saber no próximo tópico o que é preciso para começar agora mesmo.

Como conseguir a autorização para vender na rua?

Hoje, toda modalidade de venda precisa de autorização prévia da prefeitura para se fixar em um ponto qualquer da cidade.

Portanto,  tirar a licença para ambulante, tem esta obrigatoriedade.

Isso implica na solicitação de autorizações e documentos diferentes.

Eles podem variar da seguinte maneira:

Imagem 2- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Ao optar por ser um vendedor ambulante em feiras, procure a prefeitura e peça autorização.

Vendedor ambulante exercendo atividade em feira livre

Nesse caso, o vendedor deve procurar a prefeitura do seu município ou ser representado por um terceiro que esteja com seu CPF e RG.

Esse tipo de atividade ao ar livre precisa de autorização prévia da prefeitura para funcionar.

Assim, mesmo que a organização envolva outra entidade, como uma ONG, na prefeitura você terá as informações que precisa para se juntar à feira.

Em alguns casos, pode ser preciso se associar a alguma entidade para participar.

Vendedor ambulante exercendo atividade em festas sazonais (como Carnaval)

No caso de vendas de águas e bebidas em festas específicas da cidade, o vendedor precisa seguir os mesmos passos citados no caso da feira livre.

É necessário comparecer à prefeitura com sua documentação e preencher um requerimento que explica a sua maior motivação em atuar nesta atividade.

Como tudo aquilo que envolve alimentação, será preciso obter autorização junto à vigilância sanitária.

Vendedor ambulante exercendo atividade com isopor

Valem as mesmas dicas que acabamos de passar sobre a atividade de vendedor ambulante em festas sazonais.

Para quem tiver interesse em vender alimentos e bebidas, utilizando um isopor ou outra forma de armazenamento, precisa da autorização da prefeitura.

Além disso, também deve buscar a autorização da vigilância sanitária, que garante a segurança na manipulação dos alimentos.

Rede de vendedores ambulantes

Imagem 3- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Atente-se aos editais abertos pela prefeitura e faça sua inscrição.

Algumas cidades abrem inscrições para que os vendedores ambulantes possam atuar em um lugar específico da cidade, reservado ao desenvolvimento dessa atividade.

Quando for o caso, o vendedor deve ficar atento, pois são abertos editais na prefeitura para fazer a inscrição dentro do prazo.

Aqui, algum valor de imposto será recolhido sobre o faturamento ou algum valor de aluguel pelo ponto deverá ser pago.

Como nos outros casos, o vendedor também deverá levar o CPF, RG e comprovante de endereço para fazer a inscrição.

Vendedor ambulante exercendo atividade em quiosque ou área particular

Para solicitar esse tipo de autorização, o interessado precisa dos requisitos já citados acima e também do contrato de locação e da cópia da escritura, no caso de ser o proprietário, croqui de localização do empreendimento onde instalará sua unidade e fotos da fachada do imóvel.

Em todas as situações, se o vendedor for microempreendedor individual (MEI), também poderá apresentar o CNPJ e o certificado de inscrição no programa, o CCMEI.

Vendedor ambulante exercendo atividade em unidade de conservação

Essa é uma situação um pouco mais delicada, pois depende de um licenciamento mais burocrático, em linhas gerais.

Em primeiro lugar, é preciso descobrir quem é o órgão responsável pela unidade de conservação.

Para isso, vale buscar informações junto à Secretaria de Meio Ambiente no seu município.

Será necessário preencher um requerimento que deverá ser entregue para autorizar a atividade.

Nesse requerimento, constam dados básicos como nome, endereço, telefone e descrição do serviço ou produto que está sendo oferecido.

Se informe ainda sobre outras licenças e documentos solicitados.

5 passos indispensáveis para se tornar vendedor ambulante

Para se tornar um vendedor ambulante, além das obrigações burocráticas, existem outras etapas indispensáveis.

Vou falar agora daquilo que está diretamente relacionado à sua atividade.

Fique atento, pois é aí que está a sua oportunidade de oferecer um diferencial competitivo e se destacar da concorrência.

1. Ofereça um produto ou serviço que convença

Ter um serviço ou produto convincente é fundamental.

É importante estar atento ao que as pessoas estão buscando no local em que você está atuando.

Muitas vezes, existe uma lacuna no mercado e um vendedor ambulante preenche perfeitamente esse espaço.

Evite escolher algo que já tenha muita concorrência para que você não seja mais um.

Ser mais um que vende cachorro-quente, em uma cidade que já está cheia dessa opção, não vai ajudar muito.

Entende o raciocínio?

Pense em maneiras estratégicas de trazer um produto único e atraente, que desperte atenção, que cative, que conquiste.

Muitas vezes, você pode gostar de um doce muito doce, mas o público em geral gosta de uma receita mais equilibrada.

Ou você gosta de uma decoração extremamente colorida, mas o público que você está atuando prefere algo mais clean.

Fique atento a todos esses detalhes.

Agora, se você já tem um local em funcionamento e tem um produto que é comum, pense em maneiras para diferenciá-lo ou incrementá-lo.

É importante que esteja atento sobre a canalização da sua energia em coisas que te dão resultado.

Se algo não trás resultados, talvez seja bom você excluir da sua cartela de produtos.

Inovar é sempre fundamental.

Pense a respeito!

2. Adquira os equipamentos necessários

Existem produtos que não precisam de grande aparato para serem vendidos.

Coisas pequenas, de fácil locomoção, são um exemplo.

Imagem 4- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Assim como um chef possui suas ferramentas para cozinhar, um vendedor precisa de suas devidas ferramentas para vender.

No entanto, existem outros que exigem um serviço mais profissional e complexo.

Você está preparado para lidar com isso?

Muitas vezes, não precisa nem ser o produto em si, mas o simples fato de movimentar o seu quiosque pode gerar um problemão.

Portanto, prepare-se para levar os seus equipamentos e os seu produtos para onde for necessário.

Facilite sua vida, pois tempo também é dinheiro.

Se for necessário refrigeração, no caso de venda de produtos alimentícios, fique atento ao acesso à energia elétrica.

Tudo isso pode fazer grande diferença no seu dia a dia.

Quanto mais profissional as pessoas perceberem que você é, mais confiança terão no que você oferece.

Não investir no meio digital pode comprometer a sua imagem.

Atualmente existem pessoas lucrando e alto, trabalhando exclusivamente com a internet.

Ter uma renda online pode te ajudar a expandir o seu negócio e a sua carreira, por isso, avalie esta possibilidade.

Saiba como começar aqui.

3. Anuncie o seu produto e deixe que saibam quem é você

Você sabe fazer marketing?

É importante que as pessoas saibam quem você é e se oferece realmente o que delas desejam.

Imagem 5- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Divulgar e investir em marketing faz parte do crescimento e conhecimento dos seus produtos.

Ter um destaque entre tantas opções exige diferenciação e, nesse ponto, é necessário ter alguns cuidados.

Você deve pensar em uma identidade visual, na estética do seu espaço, na perspectiva que as pessoas têm sobre o seu serviço ou produto.

Principalmente, avalie o quanto você está atendendo ao desejo e à expectativa dos seus clientes.

Contribua para que elas contem uma boa história sobre você.

E esteja presente nas redes sociais e no ambiente digital para interagir com seu público.

Isso faz toda a diferença.

4. Venda em um local apropriado, que favoreça o seu negócio

Pode ser que um local comum, em que todos, estão não seja o melhor lugar para você vender os seus produtos.

Do mesmo modo, pode ser que aquele lugar diferentão, também não o seja.

Por isso, você precisa ser sensível a ponto de explorar as opções.

Seu foco deve ser um lugar onde possa encontrar o seu cliente ideal e ganhar competitividade.

Busque os lugares onde você poderia ter destaque.

Invista naquilo que é apropriado para o seu segmento.

5. Tenha boa noção sobre precificação, você vai precisar

Muitos ambulantes são excelentes vendedores, mas acabam falhando na hora de gerir seu negócio.

A questão da precificação precisa ser muito bem pensada.

Existem duas possibilidades distintas:

  1. A primeira é vender barato e ganhar na quantidade
  2. A segunda é vender caro e esperar que a qualidade atraia os clientes ideais.

Todos os clientes esperam um desconto para sentir como se estivessem fazendo um excelente negócio.

Mas nem tudo é sobre dinheiro.

Cabe a você contribuir para que percebam outras vantagens.

É preciso que eles sintam como se estivessem recebendo algo especial.

Sabe aquilo que nenhum outro lugar oferece?

Faça com que eles acreditem que estão adquirindo com você.

Perceba como diferenciação é fundamental em todas as etapas do seu negócio.

Não pense que copiar a ideia de quem está tendo sucesso vai garantir o seu êxito também.

Agora, voltando aos preços, quem cobra um valor mais baixo acaba se beneficiando na hora de alcançar a maior quantidade de clientes.

No entanto, se ficar muito próximo do custo da sua matéria-prima e operação, arruma um problema.

Você corre o risco de não ter lucro suficiente. Talvez nenhum, inclusive.

Por outro lado, quem opta por vender um pouco mais caro, pode acabar filtrando e até afastando os clientes.

Aqueles que decidirem comprar precisam ter uma alta expectativa atendida para voltarem.

Caso contrário podem pensar: “Por que comprar aqui se eu posso comprar mais barato em outro lugar?”.

Nesse ponto, é importante pensar o quanto seu serviço ou produto é exclusivo.

Por que é vantajoso para o ambulante conseguir uma autorização?

Como já disse no início deste artigo, aquela ideia de que vendedor ambulante é algo ilegal, que vende clandestinamente, ficou no passado.

É claro que isso ainda pode existir em alguns lugares, mas a tendência é que seja extinto com o tempo.

Os órgãos competentes vêm incentivando a formalização e regularização dos vendedores ambulantes.

Além disso, o custo para abrir empresa está cada vez mais baixo.

Imagem 9- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Estar de acordo com a fiscalização te fará ter mais segurança e estar focado em suas vendas.

Isso sem falar que trabalhar de forma regular é muito mais tranquilo.

Um dos maiores benefícios de conseguir uma autorização para trabalhar é que você não precisa ficar “fugindo” da fiscalização.

Afinal, se está de acordo com as regras da prefeitura, pode atuar livremente.

Também o vendedor ambulante pode formalizar sua atividade como MEI, que é a categoria mais barata para empreender no país.

Isso faz com que ele atue de maneira formalizada como pessoa jurídica.

E o melhor: sem ter que pagar vários impostos, mas apenas uma única taxa mensal, o DAS MEI.

E com uma série de direitos e benefícios, como irei explicar ainda neste artigo.

Quais os melhores produtos para vender como vendedor ambulante?

Uma das dúvidas de quem quer começar a atuar nesse ramo é sobre o que vender.

Muitas vezes, as pessoas acabam querendo vender um pouco de tudo para garantir sua parte em todos os públicos.

A verdade é que não é bem por aí.

Você não precisa vender de tudo para ser um vendedor ambulante de sucesso.

Antigamente, isso era até comum.

Ver carrinhos repletos de mercadorias de diferentes segmentos, que iam desde alimentos até brinquedos.

Mas, hoje a concorrência é bem maior e, quem perde a direção sobre qual público quer atingir, pode acabar perdendo competitividade também.

Quanto mais segmentado for o seu negócio, melhor tende a ser o resultado.

Por isso, é importante que você busque a excelência em um setor específico.

Existe uma infinidade de produtos que podem ser vendidos pelos vendedores ambulantes.

Vou listar alguns:

  • Doces
  • Salgados
  • Brinquedos
  • Acessórios masculinos e femininos
  • Produtos de beleza
  • Produtos de limpeza
  • Sabonetes artesanais
  • Quadros
  • Guardanapos bordados
  • Artesanatos em geral
  • Produtos alimentícios.

Qual o melhor?

Essa é uma escolha que depende de uma pesquisa de mercado.

Só conhecendo seus clientes, concorrentes e fornecedores é possível dar uma cartada certeira.

Pode dar um pouco mais de trabalho, pois é preciso desenvolver um bom produto ou trabalhar com qualidade.

Ser vendedor ambulante demanda pouco investimento inicial e essa vantagem pode ser utilizada a seu favor.

Se o investimento inicial é um fator de restrição, alimentos conferem maior lucratividade e muitas vezes, menor investimento, quando comparado a outros setores.

Mas isso, como destaquei, só o seu planejamento pode responder.

Como aumentar as vendas sendo vendedor ambulante?

Após decidir qual produto vender e qual o melhor forma de ofertar esse produto, o sonho de qualquer um é aumentar as vendas.

Imagem 11- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Fale a língua do seu cliente, seja profissional e persista em suas metas para a conquista do sucesso.

Por isso, é importante definir metas.

A primeira dela é descomplicar suas vendas para que seu cliente possa entender facilmente a sua linguagem e o que você está vendendo.

Como vendedor, você deve falar de forma simples, clara e direta.

Não importa o que você está vendendo.

Por mais simples que pareça seu negócio (aos seus olhos), ainda sim é um negócio.

Ou seja, você deve adotar uma postura extremamente profissional.

Mantenha a seriedade e o profissionalismo ao lidar com os seus clientes.

Desempenhe o seu papel da melhor forma possível.

Permita que as pessoas se sintam respeitadas e tenham uma ótima experiência ao chegarem até você.

Isso vai desenvolver uma excelente reputação para você enquanto vendedor e como pessoa de confiança.

E faz toda a diferença na consolidação de um negócio.

Mas fique atento: o sucesso não vai começar no primeiro dia.

Ainda que você fique um pouco frustrado, persista.

Persistir é uma das características do empreendedor.

Você deve saber que todo vendedor, antes de receber um “sim”, levou muitos e muitos “nãos”.

Mantenha-se otimista e positivo, mas busque melhorar seu serviço constantemente.

Um vendedor precisa estar atento ao movimento a sua volta e ficar de olho no que acontece.

Dá para ganhar dinheiro como vendedor ambulante?

Há vários exemplos que podem inspirar você.

É claro que existem muitos negócios bem-sucedidos, passados de pais para filhos e provendo o sucesso de muitas famílias.

Mas tal condição não está ao alcance de todos, por razões diversas.

Imagem 12- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Plante e colha frutos do seu negócio.

Por isso, é importante trabalhar com estratégia e considerar que seu negócio é uma empresa e funciona como tal.

Mesmo como vendedor ambulante, você é uma marca.

Portanto, promova-se e invista em ofertas.

Assim, quando as pessoas começarem a reconhecer o seu trabalho, dê a elas um motivo para voltar.

Fidelizar clientes garante uma clientela em quem você pode contar.

Além disso, uma boa forma de alcançar presença é estar no ambiente online.

Por isso, esteja em todos os lugares e garanta lucratividade em todos os setores.

Se você se fizer conhecido, as pessoas vão começar a procurar pelo que oferece a elas.

Outra estratégia para lucrar um pouco mais é se aliar a vendedores que complementam o serviço que você oferece.

Assim, você cria setores de venda que favorecem o tráfego das pessoas interessadas naquele segmento específico.

E se o dinheiro começa a entrar, pense sobre a expansão.

Até que isso se torne viável, amadureça a ideia de alcançar outros públicos e se tornar um administrador dos negócios que você fundou.

Perceba que dá para ganhar muito dinheiro como vendedor ambulante se você tiver a mentalidade voltada para o seu negócio.

Muitas pessoas estão vencendo mesmo na crise.

E aquela era do preconceito, na qual as pessoas não compravam um produto apenas porque era de um vendedor ambulante já passou.

Atualmente, quem dá valor ao dinheiro, quer sim pagar mais barato por bons produtos.

Portanto, pode ser a sua oportunidade.

Invista nela e invista em você.

Vale a pena empreender como vendedor ambulante?

Em primeiro lugar, o vendedor ambulante não deixa de ser um empreendedor.

Se ele tiver a mentalidade correta e vislumbrar o crescimento, uma hora ou outra terá que desempenhar esse papel.

Por isso, é preciso regularizar a sua situação.

Hoje, como MEI, você pode trabalhar de forma regular, com seu CNPJ constituído, podendo fazer seu cadastro diretamente no Portal do Empreendedor.

É simples, rápido e seguro.

O código CNAE do Vendedor Ambulante de Produtos Alimentícios é 5612-1/00.

Já o CNAE do Comércio Ambulante e Outros Tipos de Comércio Varejista é 4790-3/00.

Para ser MEI, um dos critérios é que seu faturamento anual não pode ser maior que R$ 60 mil.

A partir de janeiro, esse valor sobe para R$ 81 mil ao ano.

Com uma única taxa mensal, você passa a ter benefícios como aposentadoria por idade, auxílio doença, maternidade e contribuição junto ao INSS.

Com um CNPJ em mãos, você também passa a ter todos os benefícios de uma empresa.

Entre eles, posso citar uma conta jurídica, emissão de nota fiscal, acesso a juros e melhores condições de pagamento para necessidades específicas da sua empresa.

E, principalmente, por estar formalizado, pode trabalhar com total tranquilidade e paz.

Afinal, sabe que, diante de qualquer fiscalização, não terá com o que se preocupar.

Conclusão

Expliquei neste artigo por que compensa trabalhar como vendedor ambulante atualmente.

Muitas pessoas estão conseguindo superar desemprego e crise com essa opção.

O sucesso é totalmente dependente do esforço e da dedicação, mas esse é um desafio de todo empreendedor ou autônomo.

O grande benefício do vendedor ambulante é que, ao contrário do comerciante de um estabelecimento fixo, ele pode ir ao encontro do seu público.

Imagem 13- Vendedor Ambulante como conseguir autorização para vender na rua e ter sucesso nas vendas
Agora que já sabemos como ser um vendedor ambulante formalizado e que este mercado rende frutos. Vamos aumentar nossa renda?

Os resultados dependem do trabalho em si, mas todo começo implica perseverança.

O lado bom é que seus ganhos são proporcionais ao seu esforço.

Por isso, utilize as dicas deste artigo para começar o seu negócio.

Procure empreender em uma área que pode oferecer a possibilidade de retorno financeiro.

No futuro, quem sabe você pode ter uma rede de quiosques, empregar vários outros vendedores ambulantes e beneficiar muitas outras pessoas com o seu sucesso.

Sonhe alto e trabalho intensivamente.

Nunca se esqueça que sonhar pequeno ou grande dá o mesmo trabalho!

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *