Posted in:

Conectividade Social: aprenda o que é e como utilizar o programa

Imagem 1 - Conectividade Social aprenda o que é e como utilizar o programa

Se você é empreendedor ou pretende se tornar um, fique ligado no Conectividade Social.

Neste artigo, você vai aprender os benefícios de usar esse sistema criado pela Caixa Econômica Federal.

Uma dessas vantagens está na facilidade de contribuir com o FGTS dos seus funcionários.

Pelo sistema, é possível ficar em dia com essa obrigação, o que também facilita a verificação pelas autoridades.

Isso só é possível porque o programa funciona de maneira online, no portal Conectividade Social, em uma conexão segura.

Assim, as alterações realizadas por você são atualizadas em tempo real.

Antes disso, era preciso baixar Conectividade Social em cada computador que você usasse, além de sempre ser necessário ter a última versão do programa.

Ao longo deste texto, você verá outras boas razões para usar e também como usar o programa Conectividade Social em benefício de sua empresa.

Boa leitura!

Entenda o que é o Conectividade Social

Imagem 2 - Conectividade Social aprenda o que é e como utilizar o programa
Pelo Conectividade Social, você pode ter acesso à informações relacionadas ao FGTS e outros serviços.

Conectividade Social é o canal eletrônico de relacionamento do empreendedor com a Caixa Econômica.

De maneira online, é disponibilizado aos empregadores, escritórios de contabilidade e entidades sindicais o que lhes diz respeito ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Ao utilizar esse serviço, há a vantagem de poder realizar todas as operações disponíveis dentro de seu próprio ambiente de trabalho, de forma segura e ágil.

Além do FGTS, o canal eletrônico permite a transmissão de Informações à Previdência Social (através da SEFIP) e de todas as operações sistemáticas Caixa PIS/Empresa.

É possível, ainda, visualizar e imprimir o relatório de Informação de Saldo (IS), por meio do Visualizador de Relatórios.

É tudo dentro do mesmo sistema, bastante simples e intuitivo de usar.

Qual a diferença do Conectividade Social ICP para o Conectividade Social?

Imagem 3 - Conectividade social aprenda o que é e como utilizar o programa
Se você optar pelo Conectividade Social ICP, contará com a vantagem de ter todo o acesso online, sem necessidade de instalar um software.

O Conectividade Social ICP é a evolução do Conectividade Social no que se refere aos processos relacionados ao FGTS e a outros produtos sociais do governo federal.

A diferença entre os dois é que, na Conectividade Social ICP, o acesso ao canal é totalmente online, eliminando a necessidade de instalação de softwares.

Assim, você não precisa baixar um arquivo no seu computador: em qualquer local com acesso à internet, você poderá acessar o programa.

Ou seja, a Conectividade Social ICP é um Canal Eletrônico de Relacionamento desenvolvido pela Caixa e disponibilizado gratuitamente às empresas.

Isso não só facilita a vida do empresário como também dos órgãos de fiscalização.

Quando for necessário, por exemplo, consultar se o FGTS foi pago adequadamente para os funcionários.

Por meio do programa, também é possível realizar outras transações relacionadas à transferência de benefícios.

Até mesmo alterações cadastrais e comunicações de afastamento do empregado podem ser feitas de maneira rápida e online.

Para ter acesso ao canal Conectividade Social ICP é necessário ter um certificado digital emitido de acordo com as regras da infraestrutura de Chaves Públicas e Privadas (ICP Brasil), conforme determina a Medida Provisória 2.200/2001.

Este certificado serve também para inúmeras aplicações no âmbito federal, estadual e municipal.

Assim como permite que você, sua empresa e pessoas físicas assinem contratos eletrônicos via internet com validade jurídica.

São inúmeros benefícios adquiridos na nova versão, além de trazer a comodidade de fazer todas as transações em qualquer computador.

Principais mudanças ocorridas

Como principal evolução, está a mobilidade do uso do programa, gerada com a versão online.

Dessa forma, em qualquer lugar e independentemente do computador usado, você poderá acessar a Conectividade Social.

Na versão anterior, como era um programa que exigia instalação física no computador, o empregador precisava baixar o arquivo antes de poder realizar qualquer consulta.

Além disso, geralmente, as informações ficavam restritas apenas ao ambiente de trabalho no qual estava instalado o programa.

Assim, quando fosse necessário fazer uma consulta em outro local, você precisaria baixar o programa novamente. Um trabalho desnecessário, concorda?

Outra vantagem do sistema online é que, como as atualizações são feitas instantaneamente, facilita o acesso à informação pelos administradores públicos.

Antes, com o uso do programa, era necessário estar em dia com a última versão para que os arquivos fossem transferidos para a Caixa.

Via internet, as atualizações acontecem no momento do preenchimento pelo empresário ou contador responsável pelo cadastramento das informações.

Mas fique ligado!

Mesmo com a comodidade de poder usar o Conectividade Social em qualquer local, tome cuidado para não acessar em rede insegura.

Por se tratar de informações confidenciais da sua empresa, todo cuidado é pouco.

O programa por si só é bastante seguro, mas vale a pena se precaver.

Também é necessário que o computador acessado tenha instalado o drive de leitura de certificados.

O software gestor do certificado digital e a cadeia de certificados da Autoridade Certificadora emissora do seu certificado.

Para que serve o Conectividade Social?

Como a Conectividade Social é um canal eletrônico de relacionamento, ele auxilia a troca de informações entre a Caixa e as empresas, escritórios de contabilidade, sindicatos, prefeituras e outras entidades.

O sistema dispõe de diversas funcionalidades para os usuários, como:

  • Transmissão do arquivo do Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (SEFIP)
  • Envio das informações relativas ao Caixa PIS/Empresa
  • Encaminhamento do arquivo da Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS (GRRF)
  • Obtenção de extrato da conta vinculada aos trabalhadores.

Com tudo isso, o sistema acaba por reunir funcionalidades importantes que ajudam na regularização da empresa, para que você sempre esteja em dia com as suas obrigações.

A quais informações do FGTS é possível ter acesso por meio do Conectividade Social?

Por meio do Conectividade Social, também é possível ter acesso:

  • Aos dados do FGTS dos trabalhadores vinculados à empresa
  • A alterações cadastrais
  • À comunicação de afastamento dos empregados
  • A transações sobre a transferência de benefícios à sociedade.

A Caixa Econômica Federal indica que até a vida do trabalhador demitido ficou mais simples.

Isso acontece porque o aviso de demissão e a confirmação da homologação da demissão, feita pela Delegacia Regional do Trabalho (DRT) ou pelo sindicato da categoria, também podem ser informados pela internet.

Dessa forma, o trabalhador só precisa ir à agência para receber o saldo de sua conta do FGTS.

E não mais para dar entrada na solicitação do pagamento, como ocorria na versão anterior do programa.

Saiba quais são as principais funcionalidades do Programa

O Conectividade Social ICP é obrigatório para a transmissão do arquivo SEFIP e da GRRF.

Então, vale conhecer mais sobre eles.

O SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) é um aplicativo desenvolvido pela Caixa Econômica Federal.

Ele permite ao empregador ou contribuinte consolidar os dados cadastrais e financeiros da empresa e de seus empregados.

Dessa forma, esses dados são repassados ao FGTS e à Previdência Social.

Já GRRF é a sigla para Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS.

O FGTS, como você já sabe, é o Fundo de Garantia de Tempo e Serviço, formado a partir de depósitos mensais equivalentes a 8% da remuneração paga ou devida ao empregado.

Mas não se esqueça: para acessar o programa, você precisa de um certificado digital, como pessoa física ou jurídica.

Conheça as vantagens do Conectividade Social

Imagem 6 - Conectividade social aprenda o que é e como utlizar o programa
Segurança, facilidade e eficiência, o Conectividade Social oferece todas essas vantagens ao seu usuário.

Como visto até agora, o programa auxilia e muito tanto na vida do empresário quanto na do funcionário.

Confira abaixo outras de suas vantagens:

1. Segurança

Além da possibilidade de acessar a Conectividade Social em qualquer local, o programa é bastante seguro.

Isso porque a utilização do certificado digital emitido no padrão ICP-Brasil permite o acesso ao sistema apenas àquele que possui o documento.

2. Facilidade

Por meio do acesso online, qualquer modificação realizada pelo empregador é atualizada quase que instantaneamente.

Isso traz maior agilidade no recolhimento do FGTS, o que facilita para a fiscalização das autoridades, além da consulta pelo próprio empresário.

3. Eficiência

Com as novas funções do Conectividade Social ICP, há maior eficiência nos processos, além de facilitar a consulta dos cadastros do FGTS.

4. Fácil acesso

Além de online, é um canal direto com o FGTS.

A quem é indicado o Conectividade Social?

Imagem 7 - Conectividade social aprenda o que é e como utilizar o programa
Se você é um empregador e necessita de contribuir com o FGTS de seus funcionários, precisará do Conectividade Social.

De uma maneira geral, a Conectividade Social é indicada para todos os empregadores que necessitam contribuir com o FGTS.

Ou seja, quem tem funcionários, precisa do programa. Mas não é apenas isso.

Abaixo, detalho um pouco mais como cada grupo de empregadores deve usar o sistema.

Empregadores Pessoa Física

Não é necessário ter um CNPJ para poder usar o Conectividade Social.

Basta usar o certificado digital pessoa física e realizar o envio dos arquivos do SEFIP.

Por meio dele, você conseguirá acessar o canal do Conectividade Social ICP e fazer a declaração para cada funcionário.

Como você é um empregador pessoa física, precisa utilizar um certificado específico para essa categoria.

Nele constará um número de identificação junto ao Cadastro Específico do INSS (CEI).

Como exemplo de pessoa física que exerce o papel de empregador podemos citar o empregador doméstico.

Que mesmo não se caracterizando como pessoa jurídica, recolhe o FGTS de seus funcionários.

Médias e Grandes Empresas

Da mesma forma que a pessoa física precisa fazer o envio dos arquivos do SEFIP para fazer o recolhimento do FGTS, nas médias e grandes empresas ocorre de maneira similar.

Porém, ao invés de um certificado de pessoa física, você precisará do Certificado Digital ICP-Brasil.

Mesmo que você terceirize o serviço de recolhimento do FGTS contratando um contador, por exemplo, ele utilizará seu e-CNPJ para se identificar no Conectividade Social ICP.

Por meio deste canal eletrônico, ele encontrará a relação de empresas ou funcionários vinculados ao seu negócio.

Micro e pequena empresa ou MEI

Se você é uma micro ou pequeno empresa ou mesmo um microempreendedor individual (MEI) e terceiriza os serviços de envio dos arquivos do SEFIP, precisa de um Certificado Digital Pessoa Jurídica para acessar o canal.

Escritórios de contabilidade, departamento pessoal e recursos humanos

Se a sua empresa possui CNPJ e representa outra organização dentro do canal Conectividade Social ICP, você precisará de uma procuração.

Só assim você poderá acessar os arquivos do SEFIP de seu cliente.

Da mesma forma que no caso anterior, é necessário um Certificado Digital Pessoa Jurídica para acessar o sistema.

Funcionários vinculados a empregador pessoa jurídica

Para que você possa representar a empresa que trabalha, enquanto funcionário, você precisará de um Certificado Digital Pessoa Física.

Mas atenção: dentro do certificado digital, é necessária a inclusão das informações do NIS (PIS/Pasep).

Pois são estes dados que comprovarão o vínculo entre você e a empresa na qual trabalha.

Caso já tenha um e-CPF e não conste o número de NIS(PIS/Pasep) nas informações do seu certificado digital, basta ir a uma agência da Caixa Econômica Federal e solicitar a atualização de seu cadastro na base de dados.

Então, pessoa física também pode acessar o programa?

Como acabamos de ver, a resposta é sim, pessoas físicas também podem acessar o Conectividade Social.

Portanto, não é preciso ter um CNPJ para poder enviar os arquivos do SEFIP.

Não importa se você é um empregador, um funcionário ou um profissional autônomo que represente a empresa, como no caso de um contador.

Só será preciso ter dois documentos para acessar e usar o Conectividade Social:

  • O certificado digital pessoa física
  • O número da CEI, o Cadastro Específico do INSS.

Por meio deles, você poderá acessar o programa sem maiores dificuldades.

Todos os certificados mencionados acima, seja de pessoa física ou jurídica, precisam estar no padrão ICP- Brasil.

Para adquiri-lo, basta ir à qualquer Autoridade Certificadora credenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI).

A relação de autoridades certificadoras está disponível no site do ITI.

No portal, também é possível tirar dúvidas a respeito das regras de emissão, legislação, regulamentos e sobre como obter seu certificado digital.

Lembre-se de que esse certificado possui um custo.

Cada Autoridade Certificadora pratica uma política de preços própria, portanto, o valor deverá ser consultado na hora em que você adquiri-lo.

Outra questão importante é que os certificados têm prazo de validade. Se o seu documento expirar, isto é, for revogado, você não terá mais acesso ao sistema.

Para solucionar esse problema, é necessário que você providencie outro certificado para assim normalizar o acesso ao Conectividade Social.

Mas não se preocupe: todas as transações realizadas anteriormente continuam válidas até o prazo de vigência.

Quando você conseguir o novo documento, precisará atualizá-las.

Como utilizar o Conectividade Social?

Imagem 8 - Conectividade social aprenda o que é e como utilizar o programa
Usando um computador com acesso à internet é possível usufruir dos serviços oferecidos pelo Conectividade Social.

Para que o programe funcione corretamente, é necessário possuir um computador com

  • Acesso à internet
  • Unidade de leitura do certificado digital
  • Microsoft Windows XP ou superior
  • Navegador Internet Explorer ou Mozilla Firefox
  • Processador e memória RAM compatíveis com visualização de páginas da internet
  • Software gestor da certificação digital instalado (fornecido juntamente com o certificado digital emitido no padrão ICP-Brasil)
  • Instalação da cadeia de certificados da Autoridade Certificadora emissora do seu certificado. Caso tenha alguma dúvida, basta acessar ao site do ITI.

Aprenda como acessar o Conectividade Social

Vamos aprender agora como acessar o Conectividade Social.

Este vídeo traz um passo a passo interessante para o primeiro acesso ao sistema, o qual vou descrever agora:

  1. No computador, instale o certificado digital na sua máquina, abrindo o arquivo e seguindo os passos solicitados pelo assistente de instalação
  2. Verifique se o plugin Java está atualizado em sua última versão
  3. Abra o navegador e acesse o site do Conectividade Social – neste link
  4. Clique em Acessar o conectividade social ICP
  5. Confirme o uso do certificado digital reconhecido pelo sistema
  6. No primeiro acesso, será necessário realizar o registro do certificado, conforme aparecerá na tela inicial do programa
  7. Feito o registro, o sistema executará o aplicativo e pedirá autorização para utilizá-lo
  8. Na próxima tela, é preciso aceitar o termo do contrato de uso do Conectividade Social
  9. Com o registro concluído, clique em Continuar, na área inferior direita da tela
  10. Na tela seguinte, você já terá acesso aos serviços do programa.

Como obter a certificação eletrônica?

Empregadores enquadrados como MEI e empresas optantes pelo Simples Nacional com até 10 empregados podem procurar uma agência da Caixa para obter sua certificação eletrônica e, com ela, garantir o acesso ao Conectividade Social.

Se a sua empresa se enquadra nessa categoria, você deve providenciar os seguintes documentos:

  • Originais e cópias do RG e CPF do responsável
  • Original e cópia do CNPJ atualizado
  • Contrato Social, Requerimento de Empresário ou CCMEI (Certificado da Condição de Microempreendedor Individual), obtido no Portal do Empreendedor
  • Comprovação da inscrição do empregador no Simples Nacional (exceto MEI), documento obtido através do endereço da Receita Federal.

Atenção aos erros comuns do Conectividade Social

Imagem 9 - Conecxtividade social aprenda o que é e como utilizar o programa
Ao usar o Conectividade Social, você poderá deparar com alguns erros, mas fique tranquilo pois vou explicar tudo neste tópico.

Como vimos até aqui, o programa criado pela Caixa Econômica Federal apresenta inúmeras vantagens.

No entanto, alguns erros podem ocorrer na execução do Conectividade Social.

Vou falar mais sobre eles agora.

Erro 264 e/ou Aplicação Bloqueada por motivos de segurança

Para solucionar este problema, separei três alternativas possíveis:

1ª opção: segurança Java erro 264

  • Acesse o aplicativo Java instalado

Windows 7: Iniciar > Painel de Controle > Programas e Recursos > Java

Windows XP: Iniciar > Painel de Controle > Java

  • Vá até a aba Segurança e diminua o nível da segurança para Médio.

Ao diminuir a segurança, a janela de execução aparecerá sempre que uma aplicação Java for solicitada.

Portanto, o nível médio apenas permite que você escolha concordar e permitir ou não o uso de uma solicitação Java.

Neste caso, como você está ciente do uso deste aplicativo, basta autorizá-lo.

2ª opção: exceção sites Java

Caso a primeira opção não dê certo, você pode fazer o seguinte:

  • Acesse novamente o aplicativo Java e, na aba Segurança, volte o nível de segurança para Alto
  • Depois, clique no botão Editar Lista de Sites.

Neste momento, abrirá uma janela possibilitando a inserção dos sites que você deseja que tenham acesso liberado com a aplicação Java.

  • Adicione os seguintes sites:

https://conectividade.caixa.gov.br

https://caixa.gov.br

3ª opção: junte as alternativas

Caso a opção anterior também não tenha dado resultado positivo, siga o procedimento descrito na 1ª opção.

E, dessa vez, apenas adicione os sites como mostrado na 2ª opção, deixando o nível de segurança Médio.

Resumindo, se a primeira e a segunda não deram certo, a terceira é como se fossem as duas alternativas juntas.

Coloquei aqui várias opções para que você possa adequar a melhor solução para o seu computador.

Nem sempre o que funciona em um, dará certo no seu caso.

Por isso, é necessário testar.

Erro: O CNS requer utilização do Plug-in Java 1.5.0 ou superior

Para corrigir esse erro, são necessárias duas etapas.

A primeira delas consiste em você verificar se o plugin do Java está sendo executado em seu navegador.

  • Acesse o Gerenciamento de Complementos do Internet Explorer ou do navegador de internet que você utiliza, pressionado de maneira simultânea as teclas “Alt” e “X” do seu teclado.
  • Ao fazer este procedimento, clique em Gerenciar Complementos e, onde há o menu Mostrar, escolha Todos os Complementos.
  • Em seguida, verifique na lista de plugins se o Java está ativado.
  • Se não estiver, habilite.

Após a verificação do plugin do Java no navegador é necessário executar o Modo de Exibição de Compatibilidade.

Para isso siga os seguintes passos:

  • Acesse o Conectividade Social ICP
  • Pressione simultaneamente as teclas “Alt” e “R” ou “Alt” e “T”, dependendo da versão do seu navegador

Caso nenhum dos atalhos funcione, apenas pressione a tecla “Alt”, verifique a barra logo abaixo a barra de endereço e clique no menu Ferramentas

  • Clique em Modo de Exibição de Compatibilidade

Após seguir estes procedimentos, o Erro: O CNS requer utilização do Plug-in Java 1.5.0 ou superior não aparecerá mais em seu navegador.

Vídeo sobre Conectividade Social

Depois de visualizado os erros mais comuns, deixo aqui dois vídeos.

O primeiro tem um passo a passo bem completo para começar a usar o Conectividade Social.

Já o segundo irá ajudar a solucionar os eventuais problemas que você possa ter com o plugin Java.

Caso ainda tenha ficado alguma dúvida, você pode ligar para a central de atendimento da Caixa.

O telefone para suporte é 3004-1104 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 726 0104 (demais regiões).

A ligação é gratuita e o serviço está disponível de 2ª a 6ª, no horário das 7h às 20 horas.

Conclusão

Imagem 10 - Conectividade social aprenda o que é e como utilizar o programa
Você, pequeno empreendedor precisa buscar alternativas que facilitem a burocracia do seu dia a dia, e assim como as soluções que já apresentei em outros artigos, o Conectividade Social também é uma ferramenta valiosa para você.

Ao longo deste texto, você pôde notar o quanto a Conectividade Social auxilia a vida do pequeno empreendedor.

Esse programa é o canal oficial entre sua empresa e a Caixa Econômica Federal.

Assim, todos os procedimentos que você precisa realizar, como o SEFIP e a GRRF, podem ser feitos de maneira online.

Isso representa um grande avanço, pois além de poupar seu tempo em relação ao atendimento presencial, reúne todas as informações em um único local.

O mundo moderno é digital e isso faz muito bem a quem tem uma empresa.

Depois dessa aula, é só se dedicar ao negócio para crescer e alcançar o sucesso na sua atividade.

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.