Posted in:

Gestão: é possível empreender sem ter nenhuma noção?

Imagem 7 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção

Cuidar bem da gestão é fundamental para a longevidade de um negócio.

E para dar início a ele, será esse um conhecimento imprescindível?

Essa é uma questão interessante sobre a qual refletir, considerando que muitas empresas abertas no Brasil não chegam a completar um ano de vida.

Será culpa da má gestão? Da falta dela? Ou é possível empreender sem ter nenhuma noção sobre o assunto?

Neste artigo, vamos buscar a resposta.

Você também vai conferir ótimas dicas para conduzir a sua empresa rumo ao sucesso.

Preste atenção para construir uma estratégia vencedora.

Boa leitura e bons negócios!

É possível empreender sem ter nenhuma noção de gestão?

Apostar no empreendedorismo é a alternativa que os brasileiros vem tomando de forma maciça nos últimos tempos.

Seja por motivos de realizar o sonho, mas principalmente pela dificuldade em conquistar a sonhada recolocação no mercado, os números de abertura de empresas só aumentam.

Somente entre janeiro e maio de 2017, foram iniciados 955.368 novos negócios no Brasil .

Destes, 756.344 se encaixam como microempreendedor individual (MEI).

Ou seja, são responsáveis por 79,2% das iniciativas.

Os números, oriundos de pesquisa do Indicador Serasa Experian, são os mais expressivos desde 2010 para o período.

Imagem 1 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
Esta realizando o sonho de empreender, mas não tem muito conhecimento em gestão? Descubra 11 dicas essenciais a seguir.

Se comparado com o mesmo intervalo de 2016, houve um aumento de 10,6%.

Nesse cenário, quantos estão realmente preparados para seguir em frente com a iniciativa?

Embora a taxa de sobrevivência das empresas de até dois anos, conforme dados do Sebrae, tenha crescido de 54% para 77% entre 2010 e 2014, muitos erros primários são cometidos por novos empreendedores.

Dessa forma, fica difícil afirmar que dá para empreender sem entender o mínimo de gestão.

O sucesso de uma empresa começa muito antes da formalização ou do início de suas atividades.

Pensando nisso, preparei dicas fundamentais para que você evite alguns erros amadores logo de cara.

Acertar nos primeiros passos pode ser decisivo para colocar o seu futuro negócio no rumo certo.

11 dicas de gestão para empreendedores iniciantes

Atualmente, o empreendedorismo está muito mais acessível para quem deseja trilhar o próprio rumo na carreira.

A facilidade de se tornar um MEI, com pouca burocracia e custos baixos, é uma das razões para isso.

Ainda assim, o mundo dos negócios pode parecer obscuro em diversos pontos.

Se você sabe aonde quer chegar, tome as seguintes sugestões como uma bússola.

Use as dicas para conduzir o seu negócio por atalhos mais rápidos e seguros.

1. Comece cedo

Sabe aquela história de empreendedores natos que começavam vendendo doces ou artesanato na escola?

É verdade que eles têm mais chances de ser bem-sucedidos.

Empreender envolve erros e acertos que devem ser vivenciados na prática.

Salvo exceções, pouca gente vai abrir uma empresa de sucesso aos 18 anos.

Mas toda experiência é bem-vinda e contribui para uma trajetória recompensadora.

Quanto antes você agir, melhor.

Imagem 2 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
A internet, se utilizada da maneira correta, é uma ótima ferramenta para adquirir conhecimentos e visualizar grandes exemplos de sucesso.

2. Leia muito

Se você não tem mais 18 anos, fique tranquilo.

Aproveite tudo que a internet oferece de conteúdo para explorar trajetórias alheias, cases de sucesso e também de insucesso.

Recorra aos livros para se aprofundar em conceitos de empreendedorismo, gestão, administração e marketing.

Todo conhecimento gera referências na hora de atuar no seu negócio.

3. Comente sobre os seus planos

Esqueça essa ideia errada de que a sua proposta é tão boa que merece ser copiada.

Até porque, se for assim, certamente haverá espaço para mais de uma versão dela, correto?

É importante trocar informações e opiniões sobre os seus projetos com outros empreendedores.

Faça isso principalmente com aqueles de áreas correlatas da qual você deseja inserir suas operações.

Construa uma rede, faça networking.

4. Tenha foco total no cliente.

“Procure produtos para seus clientes em vez de procurar clientes para seus produtos.”

A frase acima é um tanto famosa porque reflete o momento atual.

Os rituais de consumo tem como centro o consumidor, não mais a marca ou os produtos.

A internet possibilitou que até mesmo produtos bastante segmentados e com edições limitadas façam sucesso.

E como você acha que isso acontece? Estudo do cliente.

Mapeie suas preferências, a rotina, as necessidades e os hábitos de consumo.

Quantos anos ele tem?

Com quantas pessoas ele mora?

Qual sua renda?

Qual transporte usa até o local de trabalho?

Toda informação é relevante e você deve considerar na hora de ajustar suas ofertas e também a comunicação com esse cliente.

5. Formalize seu negócio desde o início

Imagem 3 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
Não se arrisque, garanta a formalização do seu negócio desde o início e não corra riscos no futuro.

Ainda é comum que empreendedores caiam na armadilha que é atuar na informalidade, como autônomo.

Essa atitude traz diversos riscos para o empreendedor e para o negócio.

Se você não possui capital suficiente para arcar com muitos impostos, recorra ao modelo de MEI.

Por um valor baixo, você pode emitir notas fiscais sem custos, pode recorrer a empréstimos com juros diferenciados e ainda conta com todas as garantias da Previdência Social.

Todos esses benefícios são exclusivos para quem possui CNPJ, além de tornar seu negócio muito mais profissional perante o mercado.

6. Separe as finanças pessoais da empresa

Esse é um erro comum para quem conta com pouca experiência na área.

Perceber que os lucros do empreendimento não correspondem totalmente ao seu salário pode parecer difícil.

Mas, com organização, tudo melhora.

Entre as melhores dicas, a primeira é analisar minuciosamente as saídas.

Afinal, para onde está indo o lucro?

Estou investindo no meu negócio ou gastando sem responsabilidade?

Seja realista ao estipular um salário para você, o chamado pró-labore.

Para isso, separe as despesas domésticas e pessoais, adote planos corporativos e preferencialmente trabalhe com duas contas – uma para a empresa e outra para você.

Lembre-se de fazer, manter e abastecer mensalmente uma reserva financeira.

7. Aprenda a negociar

Habilidades em negociação colocadas em prática tem o poder de aumentar suas margens de lucro.

Imagem 4 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
Uma boa negociação pode lhe garantir melhores prazos e condições de pagamento junto aos fornecedores, influenciando no resultado final dos rendimentos.

Também podem melhorar os prazos e as condições de pagamento aos fornecedores.

Para isso, busque uma parceria com eles.

Estabeleça objetivos de prazo e desconto que também beneficiem quem está vendendo para o seu negócio.

Não dá para só você levar vantagem.

Então, aprenda isso desde cedo.

Um exemplo é oferecer pagamento à vista sempre que algum desconto for concedido, ou realizar compras grandes.

Tudo isso significa custos menores, impactando diretamente seus rendimentos.

8. Precifique com bom senso

Você já ouviu falar de negócios que vendem muito, mas dão pouco dinheiro?

A definição das margens de lucros no momento de fixar os preços, quando feita de maneira equivocada, pode te deixar no prejuízo.

Conhecer os custos da operação, a realidade do mercado e, com base nisso, encontrar fórmulas para equilibrar os ganhos com os gastos é fundamental.

Só assim dá para lucrar sem espantar o cliente.

9. Invista em comunicação

De que adianta ter o melhor produto ou serviço se pouca gente sabe que existe?

Já falamos sobre conhecer tudo sobre seu cliente.

Imagem 5 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
Com todas as informações sobre o seu cliente chegou a hora de comunicar com eles!

A partir disso, crie estratégias eficazes para se comunicar com eles.

Não importa o tamanho do seu negócio ou o seu orçamento.

Você pode fazer da internet sua vitrine para o mundo com um investimento baixo.

Enviar suas ofertas por e-mail é uma iniciativa simples e eficiente.

Aproveite também o potencial das redes sociais para gerar valor ao seu negócio.

E por que não ter um blog? Essa é outra forma eficiente de entregar conteúdo e se manter próximo do seu público.

10. Dê atenção aos detalhes

Por vezes, os obstáculos na gestão de uma empresa moram nos detalhes.

É uma conta que você esquece de pagar, e aí precisa arcar com os juros.

Um cliente que esquece de cobrar, e aí precisa lidar com a inadimplência.

Uma despesa que parecia pequena e você não registrou, e aí o lucro no fim do mês ficou abaixo do esperado.

Enfim, ser um bom empreendedor exige estar o tempo todo ligado nas demandas de gestão.

11. Tenha uma conta digital

Com tantas facilidades proporcionadas pela tecnologia, não há por que perder tempo com demandas bancárias.

Ir ao banco e enfrentar filas é desnecessário se você pode resolver tudo pelo telefone, sem complicação.

É por isso que você precisa de uma conta digital, como a conta.MOBI.

Através dela, você consulta saldo e extratos, realiza pagamentos e transferências, emite boletos e acompanha o desempenho do seu fluxo de caixa.

É a gestão na palma da mão.

Depois, é só usar o tempo que sobra para se dedicar ao que realmente interessa: o futuro do negócio.

Conclusão

Como fica claro, empreender requer dedicação, persistência, motivação e entusiasmo.

No entanto, não se trata de um bicho de sete cabeças.

Imagem 6 -Gestão é possível empreender sem ter nenhuma noção
Empreender não é fácil, mas com as dicas acima tudo fica mais fácil. Já colocou alguma delas em prática?

Seguindo as dicas que acompanhou neste artigo, você pode evitar diversas complicações desnecessárias, mas comuns no início de qualquer empreendimento.

Se você não tem nenhuma noção de gestão hoje, não chega a ser um problema definitivo.

Ou seja, você pode corrigi-lo.

A solução, nesse caso, é buscar aprimorar seus conhecimentos para aperfeiçoar as práticas e, assim, obter o sucesso almejado.

O ideal é não começar nada sem informação e planejamento.

Sabendo onde pisa e para onde vai, tudo fica mais fácil.

Pronto para o desafio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *