Posted in:

Beacon: O GPS que faz vendas para você

Beacon: O GPS que faz vendas para você

Considerado uma tecnologia revolucionária, o beacon é um dispositivo de geolocalização, que funciona em ambientes fechados.

E para entender como ele pode ajudar você a vender mais, basta alguns exemplos.

Imagine o seguinte cenário: você entra em uma loja de departamentos e, imediatamente, o seu celular informa sobre promoções personalizadas, indicando exatamente a prateleira onde estão os produtos.

Bacana, não é mesmo?

Agora, vamos supor que você entrou em um restaurante e escolheu uma mesa.

Ao sentar, o cardápio e as opções de pedidos aparecem no celular, sem que você precise esperar pelo garçom ou um atendente.

Moderno demais? Pode até parecer, mas já é real.

Essas são apenas duas aplicações do beacon.

Mas e você, sabe exatamente como aproveitar essa tecnologia, conhecida como um sistema de proximidade?

Neste artigo, vamos explicar o que é beacon, como ele surgiu, como funciona, onde está sendo utilizado e quais as vantagens de utilizar na sua empresa.

Veja os tópicos que preparamos para a sua leitura:

Se o assunto é do seu interesse, acompanhe até o final.

O que é beacon?

Idealizados pela Apple, os beacon são dispositivos de geolocalização para ambientes fechados. Beacon: O que é?

Falando de outra forma, é possível dizer que eles são aparelhos de proximidade, que emitem informações por meio da tecnologia bluetooth.

Os smartphones cadastrados no sistema recebem informações e podem ser localizados em ambientes fechados com uma precisão incrível.

Isso permite a utilização do beacon por shoppings, lojas de departamentos, universidades, hospitais, bares e restaurantes, entre outras dezenas de opções.

Os beacons têm um custo relativamente acessível, e podem ser instalados em corredores, gôndolas, paredes ou vitrines.

Essa versatilidade é o motivo pelo qual muitos especialistas afirmam que ele fortalece a chamada Internet das Coisas, permitindo uma interação mais rápida e precisa entre um estabelecimento e seus clientes.

Beacon: tradução

A tradução livre para o termo beacon é “farol”.

Isso já dá uma ideia de como a tecnologia funciona, porque você pode imaginar cada beacon distribuído pelo estabelecimento como um pequeno farol, que emite ondas de rádio para os smartphones.

A partir do cruzamento e triangulação de todos os beacons, é possível ter uma resposta exata da localização dos smartphones, mesmo em ambientes fechados.

iBeacon

Como a tecnologia foi idealizada pela Apple e o nome “beacon” foi patenteado pela empresa norte-americana, a utilização do termo iBeacon é muito comum.

O prefixo “i” se associa a Apple, como ocorreu nos iPods, e como ainda ocorre nos iPhones, iMacs e iPads.

Por isso, é comum que o termo iBeacon seja utilizado para se referir a essa tecnologia quando há algum produto da Apple envolvido.

No entanto, o mercado se reposicionou rapidamente, e a tecnologia beacon é oficialmente conhecida por “dispositivo BLE”.

Mas como é difícil eliminar velhos hábitos, a maioria das pessoas continua se referindo a essa inovação apenas como beacon – e esse foi o nome que pegou, apesar da patente da Apple.

Eddystone

Enquanto o iBeacon foi lançado pela Apple em dezembro de 2013, o Eddystone foi anunciado pela Google em julho de 2015.

O Eddystone é um protocolo próprio para beacon que permite aos dispositivos transmitirem dados a curta distância para um receptor.

Isso os beacons já faziam, mas a vantagem desse protocolo em relação aos que já existiam foi o fato de permitirem que os usuários definissem e enviassem quatro diferentes pacotes de informações ao mesmo tempo.

Assim, além de identificar o dispositivo e acionar o seu aplicativo, esse protocolo também permite enviar uma URL diretamente para o celular, além de informações como nível de bateria e dados de sensores.

Além disso, ele já foi anunciado com compatibilidade para dispositivos iOS e Android.

Beacon Manager: o que é?

Beacon Manager é uma solução desenvolvida pela Kanamobi, uma empresa focada em negócios mobile, que facilita a implementação e o gerenciamento de projetos com beacon.

Essa plataforma permite que grandes redes de varejo, por exemplo, consigam adotar a tecnologia beacon de forma mais simplificada nas suas lojas.

O Beacon Manager garante uma interação com os consumidores do estabelecimento que tenham baixado o aplicativo da rede, dentro da proposta de informar ofertas, emitir mensagens contextualizadas e desenvolver ações relacionadas ao marketing de proximidade, como chamadas a ação e estatísticas para lojas físicas.

Dessa forma, a solução facilita a implementação da tecnologia beacon e de tudo que ela oferece.

Como os beacons funcionam?

Beacon: Como funcionam?O beacon utiliza uma tecnologia chamada Bluetooth Low Energy (BLE), e esse é um dos segredos para o seu funcionamento.

Por meio dela, cada beacon emite um sinal intermitente de ondas de rádio, capaz de localizar o smartphone em uma determinada área.

Isso ocorre desde que o celular esteja com o bluetooth ativado e possua o aplicativo do estabelecimento em questão.

Significa que o beacon funciona como emissor de sinais, enquanto o smartphone como um receptor.

Feita a conexão, a interação entre os dispositivos pode ser simples, desde armazenar a informação da conexão, até emitir sinais, notificações ou promoções para o usuário, com base no local onde o smartphone está.

Assim que recebe a informação da localização do dispositivo, o beacon responde à programação interna, que varia conforme o interesse do proprietário do estabelecimento para cada local da empresa.

Se o cliente estiver passando por um corredor de comidas congeladas, por exemplo, a notificação pode envolver uma oferta de bebida que faça uma boa harmonização com esse tipo de alimento.

Percebe como as possibilidades são inúmeras com a personalização da programação?

O que significa BLE?

O nome BLE é uma sigla para Bluetooth de Baixo Consumo de Energia.

Essa é a tecnologia utilizada pelos beacons para se comunicar com os celulares.

O BLE tem a vantagem principal de consumir menos energia do dispositivo do que o Bluetooth convencional.

Outra característica marcante são as ondas de rádio, que garantem um alcance maior para a comunicação e permitem a penetração em estruturas como o concreto.

Por esse motivo, o BLE é ideal para comunicação em espaços fechados, como shoppings, mercados e hospitais.

É justamente por utilizar o BLE que o beacon tem se destacado e vem ganhando espaço no mercado.

Aqui, vale a pena traçar um paralelo com o GPS.

Enquanto o GPS é um aparelho que localiza usuários em ambientes abertos e é muito útil no trânsito, por exemplos, os beacons têm outro objetivo.

O sinal BLE emitido por eles somente tem a capacidade de localizar usuários apenas em ambientes fechados, o que demonstra as diferenças dos sistemas.

Assim, embora ambos se dediquem a uma forma de localização, tanto os sinais emitidos como as informações trocadas entre os dispositivos se diferem bastante do GPS para o beacon, de modo que não é possível substituir um pelo outro.

Beacon x bluetooth: Qual a diferença?

Quando você começa a conhecer melhor a tecnologia por trás do beacon, surge uma dúvida: não seria possível utilizar o antigo – e mais difundido – bluetooth para realizar as mesmas ações que o beacon adota por meio do BLE?

A resposta para essa pergunta é uma só: não.

Isso porque a tecnologia do beacon, por meio do BLE, é muito mais personalizável que o bluetooth tradicional.

Você lembra daquelas antigas ações de grandes lojas, que pediam para o usuário manter o bluetooth ativo?

As empresas enviavam ofertas aleatórias, sem conhecer as preferências do usuário, seu histórico na loja e sua localização.

Assim, um jovem escolhendo as bebidas para curtir uma festa com amigos poderia receber ofertas de itens para jardinagem.

Completamente fora de propósito, concorda?

Onde está sendo utilizado? Entenda melhor na prática

Agora que você já sabe como os beacons funcionam, como surgiram e qual a tecnologia por trás deles, chegou a hora de partir para alguns exemplos práticos.Beacon: Onde esta sendo utilizado entenda melhor prática

Esses exemplos vão ilustrar de forma um pouco mais aprofundada a funcionalidade dos beacons, além de ajudá-lo a compreender onde eles podem ser aplicados na vida real.

Vamos lá?

Escolas

Já existem universidades e escolas que utilizam os beacons para montar um sistema de frequência dos alunos.

De fato, quando você começa a pensar nas aplicações, faz todo o sentido: ao baixar um aplicativo da escola e manter o bluetooth do celular ativado, o beacon consegue identificar em qual sala o aluno está e quanto tempo ele ficou no local.

Precisa mais do que isso para atestar a presença e a frequência do aluno?

Mas o beacon nas escolas vai além.

Algumas instituições de ensino já estão inserindo informações como notas e disciplinas no aplicativo, de forma que, além de atestar a frequência, o app ainda funcione como um complemento para o ensino em sala de aula.

É a tecnologia tornando os processos mais ágeis e transformando a forma de aprender.

Hospitais

Assim como nas escolas, o beacon também pode ser utilizado em ambientes hospitalares.

A grande vantagem, nesse caso, está no fato de que o beacon consegue substituir a tradicional prancheta com o prontuário do paciente.

O Hospital Universitário de Lausanne, na Suíça, foi o pioneiro nessa prática, e já vem colhendo resultados positivos.

O funcionamento do sistema é muito simples: as informações de cada paciente e o seu respectivo prontuário são atribuídos a um beacon.

Assim, cada quarto do hospital possui um beacon, o que permite aos médicos e enfermeiros monitorarem de maneira mais ágil e eficaz a situação de cada paciente, além de trazer vantagens de armazenamento, pois não há risco de o prontuário se extraviar, como pode ocorrer com pranchetas e documentos de papel.

Turismo

Cidades inteligentes, que veem a tecnologia com bons olhos, podem aproveitar a tecnologia do beacon de diversas maneiras, incluindo o turismo.

Imagine, por exemplo, que, em uma estação de trem, haja um beacon para sincronizar com o app do passageiro e trazer informações relevantes, como atrasos, locais de embarques, itinerários e estações relacionadas a uma linha específica.

Outra possibilidade é criar uma rede de beacons em pontos turísticos, de forma que, ao se aproximar de um local turístico, o visitante receba informações em tempo real do local que está visitando, além de curiosidades e dicas sobre aquele ponto turístico.

Seria o fim do guia turístico em formato de papel?

Indústria e varejo

Beacon: TiposNa indústria e no varejo, a principal funcionalidade dos beacons está na interação com os clientes.

Esse sistema já muito popular nas lojas de varejo dos Estados Unidos, país que, tradicionalmente, está na vanguarda das aplicações tecnológicas.

Nesse caso, o beacon é utilizado para aumentar a interação entre os clientes e os produtos expostos na loja.

Com beacons em diversos pontos do estabelecimento, é possível identificar em qual departamento da loja o cliente está.

A partir dessa informação, o aplicativo pode enviar notificações personalizadas para o cliente.

A rede Walmart é um exemplo icônico do varejo na utilização de beacons, porque distribui os dispositivos estrategicamente pelas lojas.

Com isso, identifica em qual setor ou departamento da loja o visitante ficou mais tempo, adaptando as promoções para o interesse do cliente em questão.

É ou não uma excelente maneira de melhorar a interação com o seu cliente?

Tipos de beacons

Há, basicamente, três tipos de beacon disponíveis no mercado.

O primeiro é o iBeacon, desenvolvido pela Apple, que deu origem ao termo e até hoje segue como referência no assunto, principalmente para dispositivos desenvolvidos pela gigante norte-americana.

Outro tipo de beacon é o AltBeacon, que tem código aberto e oferece uma compatibilidade maior com outros dispositivos.

Já o Eddystone, como já tratamos neste artigo, é uma tecnologia desenvolvida pelo Google para utilizar nos beacons.

Ela funciona como um protocolo que define os padrões de comunicação para os dispositivos.

Como programar beacons – É possível sem um especialista?

Como agora você já sabe, os beacons funcionam como GPS para ambientes fechados, mas eles não são inteligentes.Beacon: Como programar? É possível sem especialista?

Isso significa que um beacon não é capaz de enviar notificações e produzir qualquer tipo de conteúdo.

Eles são apenas sensores que estabelecem uma conexão com os celulares, mas é preciso que haja um aplicativo instalado no aparelho para que tudo funcione.

É esse app que vai relacionar as informações obtidas pelo beacon, fazendo toda a conexão com o smartphone do usuário.

Por isso, você vai precisar da ajuda de um especialista para criar o aplicativo e fazer conexão entre os beacons.

Sem um desenvolvedor, você não terá sucesso nessa empreitada, ou acabará gastando muito tempo tentando fazer o sistema funcionar.

Qual a vantagem de utilizar os beacons em sua empresa?

Agora que você já conhece os principais exemplos da utilização dos beacons no dia a dia, vamos abordar as maiores vantagens de utilizar a tecnologia e investir no sistema na sua empresa.

Awareness da Marca

O awareness da marca pode ser traduzido como uma espécie de “consciência da marca”, e diz respeito à maneira como ela é reconhecida pelos consumidores.

Imagine, por um momento, como a sua empresa passaria a ser vista pelos seus clientes a partir do momento em que começa a utilizar o sistema dos beacons na empresa.

Beacon: Qual vantagem utilizar na sua empresaNão é difícil imaginar que você sairia na frente da concorrência, não é mesmo?

Ao apostar na tecnologia para melhorar a sua interação com os clientes e a experiência de compra dos usuários, você se destaca no mercado e, fatalmente, recebe reconhecimento por isso.

Além de fidelizar o cliente, que vai valorizar essa relação diferenciada, você vira referência, e acaba sendo citado no mercado como um exemplo.

Em outras palavras: a sua empresa muda de patamar e vira um ícone no uso de tecnologia, principalmente se os seus concorrentes ainda não utilizam esse sistema e ignoram as potencialidades do beacon.

Controle e gestão da empresa

Os beacons também podem trazer benefícios para a parte administrativa, de controle e gestão da sua empresa.

No setor da indústria, por exemplo, isso fica muito claro, porque é possível melhorar o controle de estoque, otimizar a gestão de equipamentos e até monitorar e medir o desempenho dos funcionários.

Imagine, por exemplo, que você instale dispositivos nos equipamentos e nos crachás de cada funcionário.

Com os beacons, é possível entender a movimentação da fábrica ao longo do dia e de toda semana, para entender o que vem dando certo e o que pode ser aprimorado, para melhorar os processos de produção.

Atendimento personalizado

Pense em como deve se sentir um cliente que, ao chegar em uma loja, recebe em seu celular ofertas e promoções baseadas nas suas compras anteriores.

Se, por exemplo, o consumidor comprou fraldas no mês anterior, ao chegar na loja, o aplicativo já sinaliza uma excelente promoção e sugere outros produtos relacionados a bebês.

Esse tipo de atendimento personalizado com base no histórico de relacionamento do cliente com a empresa é uma das vantagens que a tecnologia beacon oferece.

Quanto mais exclusivo e personalizado for o atendimento, mais especial o cliente vai se sentir.

Por consequência, maiores são as chances de ele se manter fiel à empresa.

Ofertas em tempo real

As ofertas instantâneas são comuns no ambiente online, com e-commerces repletos de promoções.

Mas, na vida real, também é possível trabalhar com essas promoções, desde que a empresa utilize o potencial dos beacons.

Você já deve ter visto que grandes redes de varejo costumam fazer promoções relâmpago, que duram poucos minutos, na internet.

Com os beacons, é possível fazer isso nas lojas físicas: ao entrar no estabelecimento ou passar por determinado produto, o cliente é informado de uma promoção relâmpago, com prazo para terminar.

Também é possível disponibilizar as ofertas da semana no aplicativo, trazendo mais praticidade ao cliente.

Interatividade

A utilização dos beacons está diretamente relacionada ao crescimento da interatividade entre cliente e empresa, e isso pode ser verificado, principalmente, na indústria do varejo.

Nos Estados Unidos, o beacon é empregado para aumentar a interação entre os clientes e as seções da loja, o que faz muito sentido em grandes redes de departamentos, por exemplo.

O funcionamento é simples: quando o beacon identifica em qual área do estabelecimento o cliente se encontra, o aplicativo instalado no celular do cliente oferece informações e notificações personalizadas.

Além de auxiliar na tomada de decisão para a compra dos produtos, há um estímulo para que o consumidor conheça mais os produtos e passe mais tempo na loja.

Cases de sucesso com Beacon já existem?

Ao longo deste artigo, você acompanhou diversos exemplos da utilização dos beacons.Beacon: Cases de sucesso ja existem?

Mas há outros casos de sucesso que valem ser citados.

A Apple, por exemplo, já utiliza a tecnologia em centenas de lojas nos Estados Unidos.

A marca leva vantagem, é claro, porque as funcionalidades já estão embutidas na versão oficial do aplicativo da Apple Store.

Quando o usuário se aproxima de uma loja física, o aplicativo oferece diversas informações e serviços específicos para aquela unidade, como ofertas, eventos e treinamentos que estão agendados.

Outro caso de sucesso, que não está relacionado à indústria, é o do uso pessoal.

Já há beacons que podem ser utilizados como chaveiros, para quem tem costume de perder as chaves por exemplo.

Com esse dispositivo, o aplicativo no celular mostra a distância que o celular está das chaves, acabando com um problema recorrente entre os mais esquecidos.

Outro exemplo de sucesso está na Major League Baseball, que tem beacons instalados nos estádios dos times para que os usuários consigam usufruir de benefícios relacionados a cada time.

Conclusão

Depois deste guia completo, talvez você esteja surpreso com o potencial dos beacons.

Seja em uma loja, na indústria, no varejo, em instituições hospitalares ou em escolas e universidades, há centenas de funcionalidades relacionadas a eles.

Além de promover interação com os clientes, a tecnologia traz mais praticidade e agilidade para processos antigos.

Utilizá-la no dia a dia pode mudar a sua empresa de patamar, aos olhos dos clientes e do mercado.

Outra vantagem relacionada aos beacons está no fato de que, a cada dia, a tecnologia se torna mais barata e acessível.

Agora, só depende de você começar a implementar esse sistema na sua empresa.

Como você já viu, as possibilidades são inúmeras.

Qual uso você pretende dar ao beacon nos próximos anos em sua estratégia? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *