Posted in:

Loja de Roupas: 9 passos para abrir a sua

Loja de roupas: 9 passos para abrir a sua

Quer investir em uma loja de roupas e realizar o sonho do empreendedorismo?

A estratégia é excelente e tem tudo para dar certo, mas você vai precisar se preparar para ter sucesso no negócio.

Abrir uma loja de roupas que seja bem-sucedida exige alguns fatores de extrema importância:

  1. Estudo do mercado e da concorrência,
  2. Investimento para abrir a loja e mobiliar o local,
  3. Conhecimento para operar o negócio e aumentar a lucratividade,
  4. Além de muita dedicação para não desistir diante dos primeiros percalços.

A boa notícia é que o material de apoio é farto para você entender como abrir a sua loja de roupas.

Neste artigo, vamos desmembrar a abertura de uma loja de roupas em nove passos essenciais.

Ao longo da leitura, você vai entender, com exemplos práticos, tudo que é necessário para se dar bem nesse segmento.

Separe o bloco de anotações, acomode-se na cadeira e prepare-se para mergulhar neste guia completo e definitivo para abrir a sua loja de roupas.

Boa leitura!

Como abrir uma loja de roupas? Conheça 9 passos para abrir a sua

Se você está interessado em abrir uma loja de roupas, este é o passo a passo definitivo para começar a operar.

Veja um resumo do que você vai ler a partir de agora com mais detalhes:

  1. O primeiro passo é, efetivamente, realizar a abertura da empresa, cumprindo os procedimentos burocráticos e juntando a papelada necessária.
  2. O segundo passo exige definir os processos gerenciais de administração e gestão, escolhendo um bom sistema informatizado para tocar o negócio.
  3. O terceiro passo engloba o estudo de mercado e a definição do público-alvo da sua loja de roupas.
  4. Depois, você precisa se dedicar à área de marketing, criando um plano e uma estratégia que será seguida pela equipe.
  5. Na sequência, deve definir qual será o tipo da sua loja de roupas, entre as inúmeras possibilidades com as quais conta.
  6. O sexto passo compreende encontrar o ponto de vendas ideal para a sua loja, o que pode se dar com base na concorrência e no público-alvo.
  7. O sétimo passo se refere aos custos e investimentos necessários para começar a operar, os quais não podem ser negligenciados pelo empreendedor.
  8. Depois, é hora de criar o nome da loja de roupas e definir um logotipo para ter uma identidade da marca se aproximar dos clientes.
  9. Finalmente, chega a hora de montar a loja de roupas no espaço físico que você escolher, a fim de deixar o estabelecimento atraente para os consumidores, com o toque especial da sua personalidade.

Então, pronto para conhecer os detalhes dessa jornada?

1. Abertura de empresa

Como já adiantamos, o primeiro passo para criar a sua loja de roupas é abrir a empresa.

Uma das opções para quem está começando é se tornar um Microempreendedor Individual (MEI), um processo de regulamentação bastante simplificado, focado nos pequenos negócios.

Para virar MEI, basta fazer um cadastro no site portaldoempreendedor.gov.br.

Em poucos minutos, você obtém o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e pode abrir uma conta no banco para sua empresa, além de emitir notas fiscais.

Mas fique atento: como MEI, a sua loja de roupas precisará respeitar o teto de faturamento anual de R$ 81 mil.

Ou seja, em média, você vai ter receitas de no máximo R$ 6.750 mensais.

Se o faturamento aumentar, será preciso é migrar para outra categoria, como a de Microempresário (ME), que também pode escolher o Simples Nacional como regime tributário.

2. Administração e Crescimento: Como não ser pego pela crise?

A gestão financeira e administração da sua loja de roupas são critérios fundamentais para o sucesso do empreendimento.

Se você negligenciar essa tarefa, corre o risco de colocar tudo a perder e sair no prejuízo depois de um investimento considerável.

Como administrar a sua loja?

Uma boa administração de uma loja de roupas passa por dois fatores: controle e eficiência.

Você precisa investir em mecanismos de controle para entender todos os custos da empresa.

Por meio desse controle, você consegue buscar a eficiência, que significa fazer mais com menos, optando pelos processos de melhor custo-benefício.

Uma empresa saudável financeiramente é aquela que consegue arrecadar mais do que gasta, expandindo a taxa de lucro.

É justamente por isso que você precisa ficar atento aos custos e buscar processos que permitam reduzi-los de forma contínua, sem afetar a qualidade dos produtos ou dos serviços.

Parece desafiador? Pois essa é a rotina de qualquer empresário.

Sistema para loja de roupas: Beneficios para o negócio

Investir em um bom sistema de gestão financeira é uma condição para ter sucesso no seu negócio, porque foi-se o tempo em que era possível lidar apenas com planilhas e blocos de anotações.

Procure sistemas que permitam não apenas processar dados de venda, mas também façam o controle do estoque, emitam notas fiscais e mostrem dados do fluxo de caixa.

Atualmente, há uma enorme variedade de sistemas no mercado, a custos relativamente baixos, que permitem você profissionalizar a gestão da empresa, mesmo sendo uma loja de roupas de pequeno porte.

Fornecedores: Qual o melhor custo-benefício?

Optar por bons fornecedores pode ser o critério que vai definir o sucesso ou o fracasso da sua empresa.

O primeiro passo é conhecer todas as opções disponíveis e buscar referências com outros lojistas para entender se o fornecedor é confiável e pratica preços justos.

Depois, é preciso comparar os diferenciais de cada fornecedor, colocando no papel o que cada um cobra e oferece.

Aqui, também é importante criar uma relação de parceria, porque o sucesso da sua empresa será, também, o sucesso do seu fornecedor.

Lojas de roupas baratas no Brás – Como investir?

Se você quer vender roupas a preços populares, uma opção comum e que precisa ser considerada são as lojas de roupas baratas no Brás.

O Brás é um dos principais centros de comércio popular de São Paulo, e reúne uma infinidade de lojas praticando preços baratos, que atraem consumidores de todo o País.

Nesse caso, há duas opções: você pode abrir uma loja de roupas naquela região, brigando com a concorrência, mas aproveitando o fluxo enorme de clientes, ou comprar as roupas no Brás e revender em qualquer ponto do Brasil, ganhando na diferença.

A segunda opção é muito comum ao redor do País, e certamente você já viu, na sua cidade, alguma loja de roupas populares que leva o nome Brás em sua fachada.

3. Estudo de Mercado – Definindo o público alvo

Não há como abrir uma loja de roupas sem realizar um estudo de mercado.

Nessa missão, o objetivo é entender se a loja é financeiramente viável.

Você vai fazer um investimento para abrir a loja de roupas, e não quer colocar tudo a perder por não analisar, antes, a demanda, o segmento, a concorrência e o público-alvo.

A melhor opção para fazer o estudo de mercado é contratar uma consultoria especializada no assunto.

Assim, o risco de errar diminui e você pode se concentrar em tocar o negócio.

Dentro do estudo de mercado, você vai precisar definir qual o público-alvo da sua loja de roupas, o que tende a influenciar em todos os outros aspectos.

Você quer vender roupas femininas de grife? Nesse caso, seu público alvo certamente será mulheres da classe A e B, independentes financeiramente, entre 20 e 40 anos.

Agora, se você deseja vender roupas infantis populares, o público-alvo será os pais das classes C e D.

Essa definição é um dos pontos de partida para elaborar o plano de negócios, mas fique atento: público-alvo e persona são coisas diferentes.

Persona

A persona é um instrumento muito utilizado no marketing digital para dar uma cara ao perfil ideal de cliente.

Dessa maneira, fica mais fácil criar conteúdo específico.

Por que você leva em consideração o sexo, a idade, os hábitos de consumo, interesses, preocupações e mais.

A persona funciona como uma exemplificação do público-alvo, mas se diferencia dele.

Quer um exemplo?

O público alvo são mulheres que frequentam academia, das classes A, B ou C, porque você vai vender moda fitness.

A persona é Ângela, uma nutricionista solteira de 29 anos, que vai à academia quatro vezes por semana e mora sozinha.

4. Marketing: Sem essa área, nenhum negócio vai pra frente

Se você quer abrir uma loja de roupas, não pode ignorar o poder do marketing.

É essa estratégia que vai garantir a visibilidade e a divulgação da sua empresa para atingir o público-alvo que definimos acima.

Aqui, o ideal é contar com pelo menos um funcionário especializado no assunto, ou contratar uma empresa que preste serviços na área.

Esse auxílio é importante para aproveitar ao máximo o que o marketing pode oferecer, como veremos a seguir.

Estratégia de vendas

A estratégia de vendas é definida por você, em conjunto com a equipe de marketing, para detalhar como será a abordagem do público.

Ela é dividida em quatro fases: encontrar os clientes em potencial, conquistar os clientes, manter os clientes fidelizados e vender mais para esses clientes.

Com base no seu público e no segmento da sua loja, você definirá se a melhor estratégia é focar na divulgação pela internet, em publicidade física ou em veículos de comunicação, por exemplo.

Mas tenha cuidado: a estratégia de vendas não deve ser confundida com técnica de vendas, que consiste na persuasão para convencer o cliente com argumentos.

Plano de Marketing

O plano de marketing define quais serão as ações de marketing da sua loja de roupas, quando serão implementadas e com que frequência.

Se a estratégia de vendas mostra como será a abordagem ao público-alvo, o plano de marketing tem um foco mais amplo, ao traçar as ações previstas ao longo de um período específico.

Nesse caso, o objetivo não é apenas atingir o público-alvo, e sim consolidar a empresa no mercado, com base nos seus valores e ideias.

Embora isso soe estranho para uma loja de roupas, também é possível aplicar o plano de marketing em pequenas empresas, desde que você tenha um pensamento de longo prazo e cultive bons valores, como eficiência, preço justo e atendimento rápido.

Tudo isso conta na hora de montar o planejamento.

Definição de metas e KPI’s

A definição de metas é outra parte fundamental da estratégia de marketing.

Sem elas, a equipe perde a referência e não há como medir o desempenho da estratégia adotada.

Você pode definir metas gerais, ou metas específicas para cada área do marketing,

Mas não faça confusão, com KPI, a sigla para o termo em inglês Key Performance Indicator.

Essa sigla significa indicador-chave de desempenho e é utilizada para medir o desempenho dos processos da empresa. É um indicador, e não uma meta.

Na sua loja de roupas, possíveis indicadores são o tempo de atendimento, a conversão entre o cliente que entra na loja e efetivamente adquire algo, e o faturamento por dia, turno, semana, entre outros

Benchmarking: Conheça suas oportunidades.

Dentro da estratégia de marketing, também é importante dar atenção ao benchmarking, um termo em inglês que se refere à ação de comparar produtos, serviços e práticas entre uma empresa e seus concorrentes.

Na prática, significa analisar o seu concorrente para entender como ele toma suas decisões e resolve as questões que são comuns a sua empresa, com foco especial na área de marketing.

Ele está investindo na web? Em materiais gráficos? Atua nas redes sociais? Tudo isso você precisa saber, já que o público-alvo é o mesmo.

5. Tipos de loja de roupa: Qual lucra mais?

Você está convicto de que deseja vender roupas, mas qual tipo de loja de roupa garante a maior lucratividade?

Para chegar a essa resposta, você precisa avaliar as possibilidades de lojas de roupas, analisando cada possibilidade considerando o mercado e a demanda.

Não é uma tarefa simples, mas podemos ajudar.

Confira, a seguir, os principais tipos de lojas de roupas para o seu investimento.

Lojas de roupas online

As lojas de roupas online têm se popularizado com as vendas pelas redes sociais, como Instagram e WhatsApp.

Para vender nessas redes, o investimento requerido é baixo, porque a plataforma garante a interatividade necessária para fechar negócio.

Opções mais estruturadas envolvem sites de e-commerce.

Lojas de roupas físicas

As lojas de roupas físicas ainda competem com as lojas online por um motivo bastante simples: a maior parte dos consumidores deseja provar as peças antes de comprar.

Assim como no site, elas podem atender determinados públicos específicos, como veremos a seguir.

Loja de roupas femininas

Um dos mercados mais tradicionais das lojas de roupas são as peças voltadas ao público feminino, que historicamente apresenta uma preocupação maior com vestuário, moda e estética.

Loja de roupa para gestante

As gestantes precisam de roupas específicas para cada momento da gestação, seja para acomodar a barriga crescente, seja para garantir conforto para se locomover com os quilos a mais.

As lojas especializadas mostram que é possível ganhar peso e carregar um bebê sem perder o estilo.

Loja de roupas para bebê

Embora cresçam rapidamente, os bebês também precisam de roupas específicas.

Em geral, os conjuntos são vendidos de forma unificada, e as peças garantem as melhores fotos que serão registradas nesta fase da vida.

As lojas garantem estoque para pais deslumbrados, padrinhos generosos e convidados dos “chás de bebê”.

Loja de roupa infantil

As lojas de roupa infantil se dedicam a vestir crianças entre três e 14 anos.

Não se engane: a moda tem cada vez mais importância entre os pequenos e entre os pais exigentes.

Loja de roupas masculinas

As lojas de roupas masculinas atendem a um público que tem se provado, nos últimos anos, cada vez mais vaidoso e preocupado em se vestir bem.

De ternos e gravatas a roupa de banho, o mercado apresenta inúmeras possibilidades.

Loja de roupas esportivas

Quem corre, nada, pedala ou joga futebol precisa de roupas específicas, seja para aprimorar o desempenho ou garantir conforto.

Estas lojas atendem a um público dedicado a praticar esporte com estilo.

Loja de roupas de academia

As lojas de roupas de academia se dedicam à “moda fitness”, com calças legging e tops para mulheres e bermudas e regatas para homens.

É mais um segmento que cresceu com o culto ao corpo perfeito.

Loja de roupas plus size

Até pouco tempo, quem enfrentava sobrepeso não podia se vestir de forma apropriada, porque a moda não apresentava alternativas.

Agora, as marcas estão atentas a esse nicho de mercado.

Não é porque alguém engordou que não pode se vestir com elegância.

Loja de roupa de cama

As roupas de cama garantem conforto e beleza para um dos momentos mais valorizados na vida de qualquer um: uma boa noite de sono.

Além disso, adquirir peças de qualidade garante a decoração do quarto.

Lojas de roupas evangélicas

Eis aí mais um nicho que tem crescido no Brasil, ao lado da religião evangélica, que conquista cada vez mais adeptos.

Vale a pena pesquisar o mercado para descobrir se os religiosos estão sendo atendidos em suas necessidades.

Loja de aluguel de roupas

As lojas de aluguel de roupas oferecem opções principalmente para formaturas e casamentos, para evitar que os envolvidos invistam um alto valor em peças que serão utilizadas em uma única ocasião.

Lojas de roupas atacado

Ao vender roupas por atacado, seus clientes serão os lojistas interessados em melhorar o estoque.

Nesse caso, é preciso estar sintonizado com as exigências de um mercado em constante transformação.

6. Encontrando o ponto de vendas

O sucesso da sua loja de roupas física está diretamente relacionado ao ponto de vendas que você vai escolher.

Não adianta trabalhar com os melhores produtos e apostar na divulgação mais poderosa se a sua loja é de difícil acesso e não fica visível para o público.

Confira, a seguir alguns critérios importantes a considerar nesse momento.

Análise de concorrência: O que analisar e por que é importante.

A análise da concorrência é uma das primeiras etapas para definir o ponto da sua loja de roupas, porque vocês vão batalhar pelo mesmo cliente em potencial.

Identifique as lojas que vendem produtos semelhantes aos que você vai vender e observe em que bairro estão localizadas, como é a fachada, onde fica a vitrine e de que tamanho é o estacionamento.

Esses são os principais pontos para analisar na sua concorrência para poder se diferenciar na busca pelos clientes.

Análise da praça: Como escolher o seu ponto?

A análise da praça é o processo final, no qual você compara vários pontos para finalmente tomar a decisão.

Nessa hora, você precisa colocar na balança os critérios que acha mais importantes e optar por aquele de melhor custo-benefício.

Alguns fatores a considerar são o preço do aluguel, o tamanho da loja, o tamanho da vitrine, a existência de estacionamento, o bairro onde ela está localizada e a existência de um comércio no entorno.

Monte uma lista e faça comparações entre as opções, observando todos os critérios elencados.

Assim, você vai chegar na melhor opção.

7. Custos e investimentos: Como encontrar oportunidades e não comprometer o negócio

Na hora de analisar os custos e investimentos para abrir a loja de roupas, o ideal é montar um plano de negócio, que vai detalhar todos os valores necessários para começar a operar e a expectativa de retorno, com base nesses valores.

Esse plano de negócios é um dos documentos mais importantes da sua empresa, porque, se você dedicar um bom tempo a ele, evita erros e imprevistos no momento de executar.

A seguir, listamos algumas questões que precisam ser consideradas no plano de negócios.

Conheça os gastos iniciais para abrir sua loja de roupa

Os gastos iniciais para abrir sua loja de roupa incluem os custos do próprio plano de negócios e da estratégia de marketing.

Também os custos da burocracia para abrir a empresa, obter o registro na Junta Comercial, avaliação dos bombeiros, alvará de funcionamento e mais.

Ainda tem os custos para criar o nome e o logo da empresa, os custos para alugar, decorar e mobiliar o imóvel e os custos para contratar os primeiros funcionários.

Não é pouca coisa, certo?

Por isso, a importância de um plano de negócios detalhado e que faça a previsão de todas as despesas.

Quanto é gasto para abertura do CNPJ?

É bastante complicado de elencar o quanto você vai gastar para abrir o CNPJ da sua loja de roupas.

Isso, porque os processos vão variar de acordo com cada Estado e Município.

De qualquer forma, o relatório global Doing Business mostrou que o custo médio de abertura de uma empresa no Brasil é de R$ 1.581,16.

Tenha esse valor como referência ao procurar um contador que vai lhe ajudar no processo.

Quais são os impostos a serem pagos?

A carga tributária costuma provocar calafrios nos empreendedores, e não é para menos.

Com a sua loja de roupas, o primeiro imposto que você vai pagar é o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Mas, ao longo do ano, também pode ser necessário arcar com os custos como:

  • IRPJ, PIS
  • Cofins
  • INSS patronal

Isso, claro, dependendo do tamanho da loja.

As empresas que estão começando costumam adotar o regime do  MEI, que simplifica o recolhimento de tributos.

Já quando a empresa crescer, o próximo passo é se tornar Microempresa , que permite faturar R$ 360 mil por ano.

Nesse caso, o sistema tributário adotado pode ser o Simples Nacional, o Lucro Presumido ou o Lucro Real.

O principal diferencial do Simples Nacional é, como o nome diz, a simplicidade: você pode pagar vários impostos em uma única guia de recolhimento.

Assim, fica muito mais rápido e fácil quitar as suas obrigações tributárias de cada mês.

Mas para chegar à conclusão do que é melhor para sua empresa, você vai precisar do apoio técnico de um contador especializado nas micro e pequenas empresas.

Alugar ou comprar o ponto?

Outros custos que devem ser observados dizem respeito ao espaço físico da sua loja.

A grande maioria dos comerciantes paga aluguel do ponto, porque ficam localizados em áreas comerciais.

Como por exemplo o centro de cada cidade ou centros empresariais.

Embora seja um valor que você gastará todos os meses, compensa pagar o aluguel porque o investimento é menor.

Se o negócio não der certo, você simplesmente vira as costas, cumpre o contrato e se despede.

O mesmo vale se você decidir se mudar para outro bairro ou cidade. O aluguel lhe dá mais liberdade para isso.

Se você comprar o ponto, vai precisar negociar com outros compradores caso algo dê errado.

Custos de mobília

Os custos de mobília não podem ser negligenciados, porque essa é uma parte fundamental da concepção da sua loja de roupas.

O valor tende a variar muito de acordo com:

  1. Tamanho da peça
  2. Qualidade
  3. Tipo de material dos móveis.

A dica, nesse caso, é buscar vários orçamentos com diferentes fornecedores, para optar pelo melhor custo-benefício.

8. Clientes e Vendas

A sua marca é decisiva para atrair clientes e gerar vendas.

Uma das decisões mais difíceis é escolher o nome e o logo da sua loja de roupas.

Para quem não tem familiaridade com processo criativos, pode ser desafiador.

Com o auxílio de profissionais da área e algumas dicas rápidas, no entanto, é possível chegar a uma solução que traduza aquilo que você deseja.

Como criar o seu nome?

Na hora de criar o nome da empresa, o primeiro passo é:

– Ter em mente, com muita clareza, qual é a visão da sua empresa e o seu propósito.

No que você se diferencia? Qual é o grande diferencial da sua loja de roupas?

Sem essas informações, fica difícil criar um nome que seja fiel à loja.

Agora que você chegou ao diferencial da sua loja de roupas, comece a pensar em utilizar isso no nome.

Pode ser o diferencial da localização (Santos Fashion), do segmento (Plus Size Store), do público (Artesana Moda Infantil), entre várias outras opções.

Lembre, também, que o nome precisa ter uma pronúncia forte, sendo fácil de lembrar e simples de pronunciar.

Logo de loja de roupas: O que pensar na hora de criar a sua?

Já o logo da loja de roupas tende a ser ainda mais difícil, porque você dificilmente possui a expertise de um designer gráfico.

A dica é buscar auxílio de uma empresa ou de um profissional do ramo e expor todos os seus desejos para chegar a uma boa solução.

Algumas dicas importantes:

  • Conhecer muito bem a sua empresa (mesma dica para criar o nome),
  • Se diferenciar da concorrência,
  • Mostrar a sua personalidade ou da empresa,
  • Ficar atento às cores de impacto
  • Fugir de modismo da área.

Sem dinheiro para investir? 3 Bons criadores de logo gratuitos

Agora, se você está sem recursos para investir e não consegue contar com a ajuda de um profissional da área, uma opção mais barata é optar por sites com criadores de logo gratuitos.

É óbvio que as alternativas vão ser limitadas, e talvez você tenha alguma dificuldade para aplicar o logo em tudo aquilo que você imaginou.

Mas são opções a considerar na falta de dinheiro.

Fique atento a esses três sites, que estão entre os mais populares do segmento no Brasil: Free Logo Services, Logaster e Free Logo Design.

9. Como montar uma loja de roupas

A montagem da sua loja de roupas é a última etapa da criação da sua empresa.

Mas apesar de ser a ultima, merece uma atenção especial para que tudo fique da maneira como você imaginou.

Lembre que a decoração também deve refletir os ideais da sua empresa, e observe a importância dos detalhes para criar uma experiência de consumo inesquecível para os seus clientes.

Balcão para loja de roupa

O balcão deve ser amplo, espaçoso e ficar posicionado a uma altura confortável para manusear as peças e mostrá-las aos clientes.

Prateleiras para loja de roupas

As prateleiras devem ficar posicionadas nas paredes e ocupar um espaço considerável para armazenar o seu estoque de roupas.

Existem diferentes opções de modelos, cores e tamanhos. Escolha a que faça mais sentido para sua identidade visual.

Arara de roupas para loja

As araras merecem um carinho especial, porque geralmente é ali que estão posicionadas as peças mais populares e que mais atraem os consumidores.

Posicione-as para permitir o deslocamento dentro da loja e nunca abarrote de roupas, impedindo o manuseio.

Acessórios para loja de roupas

Os acessórios são importantes para dar um destaque e criar um diferencial para a sua loja de roupas.

Procure itens de bom gosto e que sejam apreciados pelos clientes.

Decoração de loja de roupas

A decoração dá o toque especial para a sua loja, transmitindo uma mensagem para os clientes, como conforto, aconchego, bem-estar, poder e glamour.

O ideal é contratar um especialista no assunto, como designer de interiores ou decorador.

Fachada de loja de roupas

A fachada da loja de roupas é,  a primeira área que o cliente vai observar quando estiver na rua.

É importante manter a mesma identidade visual do logo.

Com uma proposta coerente ao que o cliente vai encontrar no interior da loja, para que a marca tenha consistência.

Móveis para loja de roupas

Assim como a decoração, os móveis da loja de roupas também devem traduzir os ideais da empresa.

Como por exemplo simplicidade, aconchego, ostentação e praticidade.

Tudo depende do que você planeja para a sua loja.

O investimento aqui não costuma ser baixo, mas, em compensação, os clientes tendem a reconhecer os detalhes.

Conclusão

Esperamos que a leitura tenha sido produtiva!

Ao chegar até aqui, você demonstra que está realmente obstinado na busca por criar uma loja de roupas.

Agora, você esta preparado para dar os primeiros passos rumo ao sonho de um negócio próprio e da independência financeira.

Se podemos dar mais um conselho, é o seguinte: não desista!

As dificuldades vão aparecer, e haverá um momento em que será difícil superar todos os problemas.

Mas é justamente a resiliência e persistência que definem quem fica pelo caminho e quem tem sucesso no ramo.

Conte com a gente para ajudar no que for preciso.

Compartilhe este conteúdo, deixe seu comentário e, se preferir, faça contato conosco.

Um comentário

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *