Posted in:

Inclusão financeira: como as contas digitais facilitam o acesso a serviços financeiros

Imagem 1 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços

A inclusão financeira chegou até você e sua empresa?

Se ainda não tem uma conta bancária como pessoa jurídica, lamento dizer que a gestão do seu negócio está incompleta.

Mas não se preocupe, pois você verá neste artigo que tem uma solução ao seu alcance.

A proposta deste texto é para você, que é microempreendedor individual (MEI), microempresário ou está planejando abrir uma empresa.

Mas vem se assustando com a burocracia, morosidade e os altos valores exigidos pelos bancos tradicionais para iniciar uma conta jurídica.

Você já passou por alguma situação parecida com essa?

E no dia a dia do negócio, como tem sido o acesso aos serviços financeiros enquanto empreendedor?

Algum cliente já pediu para pagar no cartão de crédito, mas você trabalha apenas com dinheiro em espécie, pois uma maquininha é cara e inacessível aos pequenos?

Ou simplesmente você não tem tempo para ir ao banco e entregar todos os documentos exigidos para fazer uma análise de crédito e abrir sua conta?

Quem sabe o seu caso seja outro.

Você talvez seja aquele cliente que só é contatado pelo banco para conhecer produtos e aplicações, mas não é apresentado a soluções realmente úteis para sua empresa.

Muitos empresários enxergam de longe a inclusão financeira no Brasil devido à burocracia e aos altos custos geralmente envolvidos.

Sem uma conta jurídica, por vezes misturam as finanças com aquelas que deveriam ficar restritas ao caixa da empresa.

Sem direito a empréstimos, veem o negócio estagnado, sem possibilidade de crescer ou aumentar o capital de giro.

Sem meios alternativos de recebimento, não disponibilizam as vendas no boleto ou cartão de crédito, e aí perdem oportunidades.

E tem ainda aqueles que, diante de tudo isso, enfrentam dificuldade para gerenciar o negócio, sem saber exatamente quanto gastam e quanto recebem.

Sim, a exclusão bancária é um problema.

Segundo o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, os desafios e erros na gestão financeira estão entre as razões para o fracasso precoce de tantos negócios.

Sem acesso a serviços eficientes, muitos deles se perdem em meio ao descontrole dos gastos e, sem dinheiro, nenhuma empresa resiste.

Como seria se você pudesse abrir uma conta bancária em apenas 5 minutos?

E que tal ter nessa ferramenta um suporte completo de gestão financeira para a sua empresa?

E se ela viesse com alguns bônus, como emitir boletos e acessar gratuitamente um contador para tirar as suas dúvidas?

Não é sonho, é realidade.

Agora, parece que a inclusão bancária no Brasil já não está mais inacessível, não é mesmo?

E o milagre (que tem pouco de sobrenatural e muito de eficiência) atende pelo nome de conta digital.

Neste artigo, você vai entender o que é inclusão financeira.

E a melhor forma da sua empresa virar o jogo e integrar as estatísticas de inclusão financeira 2017, que é criando uma conta corrente eletrônica.

Com funcionamento exclusivo no ambiente online.

Vamos juntos conduzir a sua empresa para outro patamar?

O que é inclusão financeira?

Imagem 2 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Acesso igualitário para todos os serviços financeiros, aqueles fornecidos pelos bancos. Esta é a principal bandeira defendida pela inclusão financeira.

A inclusão financeira tem por objetivo proporcionar diversos serviços bancários a pessoas físicas e jurídicas.

No caso de empresas, estar incluído no mundo financeiro significa ter acesso à conta bancária.

Facilidades de pagamentos e recebimentos, investimentos, empréstimos, seguros e outros serviços diversos.

Pense na seguinte situação: você tem uma loja de móveis, mas recebe pagamentos apenas em dinheiro.

Se um cliente quiser fechar uma venda em 10 parcelas, ele precisará voltar todos os meses para amortizar a dívida.

O que certamente não é cômodo, além de demandar tempo e gastos com transporte.

Se o seu concorrente vender o mesmo móvel, pelo mesmo valor, ou até um pouco mais caro, mas oferecer condições diferenciadas, o que o cliente irá fazer?

É provável que ele prefira fechar a compra nessa loja e não na sua, especialmente se puder escolher como pagar:

no boleto, no cartão de débito ou no crédito, por exemplo.

Perder vendas por exclusão financeira não é privilégio seu.

Tanto é assim que o Banco Central do Brasil (BCB) vem desde 2009 reforçando estratégias para tornar o acesso aos serviços bancários mais fácil a toda a população.

Incluindo aí os empreendedores.

Através da promoção de fóruns e debates, a instituição tenta ampliar a oferta de produtos e serviços.

E minimizar obstáculos que hoje emperrar o controle financeiro empresarial e, por consequência, atrasam o crescimento de muitos negócios.

Em 2012, por exemplo, o BCB criou a área de Relacionamento Institucional e Cidadania.

Seu propósito principal é o de promover a inclusão financeira, monitorando o comportamento das principais políticas estabelecidas para essa finalidade no país.

No ano seguinte, durante o IV Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira, foi lançado o programa Cidadania Financeira.

Reforçando as ações em prol do maior acesso aos serviços bancários.

E foi a partir daí que o setor privado se juntou com maior força ao movimento, com o objetivo de acelerar a inclusão financeira no país.

Desde então, o Banco Central coleta dados que ajudam a compreender o cenário nacional e a definir políticas públicas no setor.

Vale ainda destacar a segunda edição do Fórum de Cidadania Financeira, realizado em Brasília no fim do ano passado.

Foram alguns dos temas abordados:

  • Cooperativismo de crédito
  • Inovações tecnológicas e potenciais impactos na cidadania financeira
  • O que os bancos estão fazendo para melhorar o relacionamento com seus clientes
  • A inclusão financeira dos pequenos negócios.

Especialmente sobre os dois últimos pontos é que eu quero falar.

Mas antes vou apresentar os resultados de uma pesquisa interessante.

Dados sobre a inclusão financeira no país

O Brasil ficou em terceiro lugar no ranking de inclusão financeira e digital, que é realizado pelo Instituto Brookings, dos Estados Unidos.

Analisando isoladamente, o resultado não chega a ser ruim.

Mas é preciso entender que o ranking, criado em 2015, monitora o comprometimento com a causa em 26 países (nenhuma potência mundial foi avaliada).

A concorrência brasileira, portanto, não é muito numerosa no estudo.

Além disso, o Brasil ficou nessa colocação ao lado de África do Sul e Uganda.

Atrás de Colômbia e Quênia (líder do ranking) e à frente de nações pouco favorecidas economicamente, como República Dominicana, El Salvador, Haiti e Vietnã.

A nota brasileira no estudo foi 7,8 – se considerarmos que o país fez 78% dos pontos possíveis.

O cenário brasileiro:

O que mais nos falta, de acordo com as conclusões da pesquisa, são metas mensuráveis de inclusão financeira

Além do desenvolvimento do país em relação à inclusão financeira e digital, também foram avaliados a capacidade móvel.

O ambiente regulatório e a adoção de serviços financeiros tradicionais e digitais.

Um dos pontos positivos enaltecidos na pesquisa foi a criação do Fórum de Cidadania Financeira.

Esse espaço tem como objetivo principal propor um plano para fortalecimento da cidadania financeira, ampliando o acesso do brasileiro aos serviços.

Na teoria, é um esforço muito interessante por uma maior inclusão financeira entre os brasileiros.

Há grande foco nos pequenos negócios, em especial para o acesso dos microempreendedores individuais e microempresas aos serviços financeiros.

A visão (acertada, creio eu) é entender o que esse perfil de negócio demanda e o que recebe em oferta das instituições financeiras.

Já, já vamos entrar no mérito dessa questão.

mas para não perder a oportunidade, é importante dizer que o que os bancos oferecem a esse público é muito pouco, se nos limitarmos a analisar os bancos oficiais.

Antes de seguirmos, vale observar as recomendações do último Relatório de Inclusão Financeira do Banco Central, que foi publicado há dois anos:

  • Melhorar a qualidade dos serviços financeiros oferecidos à população, garantindo oferta diversificada de produtos financeiros que seja adequada à necessidade dos consumidores, a um custo baixo
  • Estimular a maior transparência na oferta de serviços e produtos de forma que o cidadão possa realizar correta avaliação das responsabilidades, encargos, benefícios e riscos envolvidos em cada operação
  • Promover a inovação da inclusão financeira por meio de novas tecnologias da informação e comunicação
  • Garantir a qualificação do processo de inclusão financeira ampliando e melhorando o leque de produtos e serviços oferecidos, em especial com a introdução de novas tecnologias de acesso e facilitação das transações financeiras, assegurando, ao mesmo tempo, a eficiência e estabilidade do sistema financeiro nacional.

Recomendo que preste bastante atenção aos pontos que acabei de citar, pois todos eles convergem em uma mesma direção.

Sabe o que eles têm em comum?

A solução é a mesma e ela atende por conta digital.

Como as contas digitais possibilitam a inclusão financeira?

Imagem 4 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Graças as fintechs, startups de serviços financeiros, ficou mais fácil a todos, inclusive empreendedores, usufruir das ferramentas antes oferecidos apelas para bancos.

Vamos recapitular as metas do relatório do BCB.

Segundo o documento, o brasileiro precisa de serviços financeiros eficientes e de baixo custo, acessíveis por tecnologias com foco no meio digital.

Não há no mercado nada que atenda melhor a essa proposta do que as contas digitais, em especial se ofertada por uma startup fintech.

Entenda:

Essas startups  têm um modelo de trabalho mais enxuto que os bancos tradicionais, promovendo soluções com foco absoluto no usuário.

E é por tudo isso que, sem dúvidas, essa é a mais completa ferramenta para fomentar a inclusão financeira entre empreendedores de pequeno porte.

Se você está sempre correndo para gerir o seu negócio e sem tempo para ir ao banco, a boa notícia é que ainda assim pode ser incluído financeiramente.

Para isso, basta acessar a internet, fazer seu cadastro em uma instituição que ofereça a conta digital e criar a sua no mesmo momento.

Não há nada de mágico, mas sim de inovador.

Vou relacionar a seguir algumas de suas vantagens e ficará mais fácil entender por que a sua inclusão financeira passa por uma conta digital.

Tempo e praticidade

Imagem 4.1 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Quem é empreendedor sabe como é fundamental otimizar seu tempo para cuidar de outras questões referentes ao seu negócio. Essa é uma das grandes vantagens que a conta digital oferece!

Uma das grandes sacadas das contas digitais é a baixa burocracia.

O cadastro é feito eletronicamente, por um smartphone ou computador.

Você precisa apenas preencher seus dados para em seguida receber um cartão virtual e dar início à vida financeira da sua empresa.

Sem tarifa para abertura e manutenção da conta

Outra de suas vantagens é o custo zero para criar uma conta digital.

Enquanto bancos tradicionais cobram, em média, R$ 63,19 para abrir conta (de acordo com a tabela do Banco Central).

Além de uma taxa de manutenção mensal, a conta digital não tem custo algum.

E assim segue sem cobrar nada pelo uso de serviços bancários básicos.

Controle financeiro

Imagem 4.2 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Ter o seu controle financeiro sempre a mão, é a garantia de tomar decisões mais assertivas em relação ao futuro do seu negócio.

Se é de uma solução completa que você precisa para o seu negócio, todos os caminhos levam à conta.MOBI, uma startup fintech genuinamente brasileira.

Essa é a única conta digital 100% desenvolvida para MEIs e microempresários.

Ela permite realizar o controle das finanças, incluindo e pagamentos e recebimentos, para que você possa analisar o desempenho do seu negócio na palma da sua mão.

No computador ou smartphone, você pode fazer a gestão financeira da empresa.

Consultar saldo, extrato, emitir boletos, recibos de vendas e realizar o fluxo de caixa.

Também pode cadastrar seus clientes para facilitar a emissão de boletos.

E definir estratégias de vendas, pois terá todos os dados daqueles que já negociaram com você.

Além disso, existe a opção de cadastrar uma meta financeira para o seu negócio.

Feito isso, o sistema inteligente o guiará pelos caminhos mais indicados para que o sonho se concretize.

Praticidade na emissão de boletos

Na conta.MOBI, é possível emitir boletos para pagamentos únicos e parcelados.

Basta cadastrar o cliente e as informações da compra, e seus boletos são encaminhados automaticamente por SMS ou e-mail.

E o melhor: a emissão é gratuita e ilimitada, só havendo cobrança na compensação, ou seja, quando o cliente pagar o documento.

As taxas são as menores do mercado e variam entre R$ 2,49 e R$ 3,99.

Máquina de cartão de crédito e débito

Imagem 4.3 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesse a esses serviços
Tenhas mais opções de pagamento para oferecer aos seus clientes: boletos, maquininha de cartão de débito e crédito, tudo para acabar com a inadimplência.

Além da facilidade do boleto, a conta.MOBI também possui uma máquina de cartão de crédito e débito para facilitar as suas vendas.

Ela funciona através de um leitor de cartão conectado via bluetooth ao celular.

Haverá apenas um baixo custo de aquisição, sem mensalidade ou aluguel.

E no dia a dia, ela tem as menores taxas e os melhores prazos de recebimento.

É muita facilidade e economia.

Não se preocupe mais com as greves

Infelizmente, a paralisação é uma realidade anual nos bancos.

E quem paga o pato é o cliente, já que nas instituições tradicionais ainda há serviços que demandam a presença na agência.

Por isso, quem usa uma conta digital não tem com o que se preocupar:

tudo é resolvido de forma online, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Acesso a contadores gratuito

Imagem 4.4 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
O contador é uma figura importante para o sucesso de qualquer empreendedor e é por isso, que pela conta.MOBI você se conecta gratuitamente a ele para esclarecer dúvidas.

A conta.MOBI tem um projeto junto a contadores brasileiros para facilitar a gestão da sua empresa.

Basta enviar sua dúvida pelo próprio aplicativo e um membro da rede Contadores do Bem responderá em um prazo de até 24 horas, e melhor ainda, gratuitamente.

Para que você tenha um contato ainda mais próximo com o profissional, a conta.MOBI buscará contadores próximos a você.

E também encaminhará os dados para um futuro contato.

Com tantas vantagens e facilidades, fica claro que a conta digital é uma ótima opção para a inclusão financeira no Brasil.

Se você ainda não tem a sua, clique e abra agora mesmo.

Os serviços oferecidos pelas contas digitais são semelhantes aos dos bancos tradicionais?

Imagem 5 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serivços
Tudo o que um banco tradicional oferece e muito mais. As ferramentas das contas digitais são desenvolvidas com o máximo de tecnologia para agregar facilidade e praticidade no seu dia a dia

Essa é uma dúvida comum entre aqueles que se interessam por uma conta digital, mas têm algum receio de dar esse passo.

Afinal, se ela é exclusivamente digital, isso significa oferecer menos serviços que os bancos tradicionais?

Muito pelo contrário!

Como já vimos neste artigo, uma conta digital vai além naquilo que oferece, em comparação a um banco comum.

Ela disponibiliza mais serviços e o faz melhor do que uma instituição tradicional.

E uma das principais razões para essa eficiência está na tecnologia.

Como funciona via internet, não importa onde você esteja, as ferramentas que a conta digital de sua escolha oferecer estarão disponíveis.

Ou seja, se surgir alguma demanda durante uma viagem, no trânsito, no aeroporto, na praia ou em qualquer outro lugar, você precisa apenas de uma conexão à internet para usar seus serviços.

As praticidades das contas digitais ajudam a gerir seu negócio, esteja você onde estiver.

É ou não é superior ao que você conhecia como serviço financeiro?

E se eu precisar sacar dinheiro?

Anote aí uma previsão importante: o dinheiro em papel vai acabar.

Não sou eu que estou dizendo, mas diferentes analistas ao redor do mundo.

No ano passado, durante o Fórum Econômico Mundial, na suíça Davos, o executivo do banco alemão Deutsche Bank, John Cryan, foi enfático:

o dinheiro de papel não vai existir daqui 10 anos. E afirmou: “É terrível e ineficiente”.

Na Suécia, a transição ao dinheiro eletrônico se completa em 2030. Na Dinamarca, há um movimento semelhante.

E até no Brasil há um projeto tramitando na Câmara dos Deputados para pôr um fim nas cédulas.

Dito isso, se você ainda quiser sacar dinheiro, não tem problema.

A maioria das contas digitais utilizam os caixas da Rede 24 Horas, acessado por meio de cartão físico, enquanto algumas mantêm parcerias com bancos oficiais.

E se eu estiver em uma viagem internacional?

Se aplica o mesmo entendimento sobre o qual acabamos de falar.

A Rede 24 Horas está presente em todo o mundo.

Além disso, o cliente da conta.MOBI ainda tem uma facilidade adicional:

ele pode fazer compras no Brasil ou no exterior e pagar com seu cartão de débito internacional, que tem a bandeira Visa.

Quais são as principais diferenças entre as contas comuns e as digitais?

Vou listar o que cada modelo oferece para esclarecer as diferenças entre uma conta bancária tradicional e uma conta digital.

Começo pela conta comum:

  1. Realizar a consulta do saldo e do extrato bancário
  2. Realizar pagamentos de diversos tipos de boletos
  3. Transferências eletrônicas TED e DOC
  4. Saques em terminais próprios do banco ou de parceiros.

O que acabei de relacionar são os serviços básicos de uma conta em banco.

Agora, veja tudo aquilo que você têm à disposição ao fazer uma conta.MOBI.

Única conta digital 100% PJ integrada a Maquininha de cartão e ao contador:

  1. Consulta de saldo e extrato
  2. Realizar pagamentos de diversos tipos
  3. Transferências do tipo TED
  4. Saques em terminais de parceiros
  5. Cartão de débito para compras
  6. Máquina de cartão para vendas vinculada à conta digital
  7. Emissão de boletos bancários
  8. Cadastro de clientes para emitir os boletos de forma mais eficiente
  9. Análise e relatórios de fluxo de caixa
  10. Planejar uma reserva financeira
  11. Acesso gratuito a um contador.

Percebe a diferença?

Além de não ter taxa de abertura de conta nem mensalidade, você ainda pode contar com um serviço completo de gestão da sua empresa.

Tudo com eficiência e baixo custo.

Qualquer pessoa pode ter uma conta digital?

Imagem 6 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Uma conta digital para todos! Esse é o lema da conta.MOBI que atende também aqueles que estão negativados ou possuem restrições no SPC ou Serasa.

As regras para a abertura das contas digitais podem variar entre os bancos, mas no caso da conta.MOBI, estamos falando de uma ferramenta absolutamente democrática.

Nela, qualquer pessoa pode ter uma conta digital, bastando realizar o cadastro pelo site ou pelo aplicativo.

Já outros bancos que alegam ter uma conta digital ainda ignoram as pessoas jurídicas.

A conta.MOBI, por sua vez, foi criada especialmente para MEIs e microempresários.

Pois além das facilidades de uma conta corrente, também tem ferramentas que auxiliam na gestão financeira do negócio, como acabamos de ver.

Desejo ser MEI, mais ainda não tenho CNPJ. Posso me cadastrar mesmo assim?

Sim! Essa é uma proposta da conta.MOBI: ajudar na sua formalização como MEI.

Ao se cadastrar, você deve selecionar no aplicativo a opção Suporte na formalização e, em seguida, receberá no e-mail um passo a passo para criar sua empresa.

Se mesmo após essa etapa ainda tiver dúvidas, basta solicitar informações adicionais pelo chat da conta.MOBI.

Sou MEI ou Microempreendedor. Por que devo escolher uma conta digital e não a tradicional?

A opção da conta digital vem crescendo em popularidade, especialmente porque aos poucos diminui o receio de experimentar a novidade.

A criação da conta bancária é um passo importante para separar as finanças pessoais das finanças da empresa.

E a conta digital é a forma mais rápida, prática e barata para fazer isso.

Como já citado, muitas empresas quebram ao longo dos anos pelos erros na administração dos negócios, em especial pela falta de planejamento e controle financeiro.

A conta.MOBI oferece diversas soluções para você não sofrer com esse problema e ter uma longa vida empresarial.

É por essa razão que a conta digital é, sem dúvida, a melhor opção para o MEI.

Mas não apenas para ele, como para todos aqueles que desejam a inclusão financeira.

Por que a conta digital é mais econômica que uma conta bancária?

Imagem 7 - Inclusão financeira com as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Com taxas que nenhum banco tradicional consegue competir, as contas digitais já saem em vantagem começando por aí.

Você deve estar se perguntando qual o motivo das contas digitais terem tantos benefícios?

E por que as contas normais cobram mensalidades e não oferecem os mesmos serviços, não é mesmo?

A questão aqui é que os bancos tradicionais têm diversas agências bancárias e precisam de muitos funcionários para atender ao público.

Isso tudo gera mais gastos com os aluguéis das agências, manutenção dos prédios, salários e encargos dos funcionários, entre diversas outras despesas.

Já a conta digital tem um modelo de negócio mais enxuto.

Justamente por realizar todos os seus atendimentos online e ter a maior parte dos problemas resolvidos pelo próprio aplicativo.

Além disso, toda a documentação é digital, e não existem gastos com arquivos e contratação de locais extras para armazenar documentos.

Passo a passo para solicitar a conta.MOBI

Imagem 8 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Simples e práticos: assim é o processo de abertura da conta.MOBI. Basta baixar o aplicativo e fazer a abertura totalmente online.

A conta.MOBI trabalha para que tudo seja muito fácil e rápido de resolver, sem burocracia e sem enrolação.

Com ela, você reduz os custos, ganha tempo, agilidade e organização na gestão financeira da empresa.

Com todos esses benefícios e melhor controle financeiro, certamente haverá melhoria dos resultados e aumento dos lucros.

Entenda como os planos funcionam

Existem três planos disponíveis e todos eles oferecem gratuitamente a:

gestão de boletos, gestão de contas, planejamento de metas, consulta de saldo e extrato, pagamento de contas, acesso a uma rede de contadores e apoio na formalização do MEI.

O que muda são as tarifas por serviços.

Conheça os planos e valores:

Plano Básico Plano Econômico Plano Profissional
Mensalidade isenta R$ 3,90 R$ 9,90
TED R$ 7,99 R$ 6,99 R$ 5,99
Boleto compensado R$ 3,99 R$ 2,99 R$ 2,49
Saque na Rede 24 Horas R$ 7,99 R$ 7,99 R$ 7,99

Passo a passo para solicitar a conta.MOBI

Para abrir sua conta.MOBI, você precisará apenas do RG, CPF ou CNPJ.

Além disso, durante o cadastro, você terá que informar dados básicos, como endereço, telefone e e-mail.

O cadastro é feito em poucos segundos e ao finalizá-lo, imediatamente você já poderá acessar a sua conta digital.

Veja como funciona:

  1. Acesse o site da conta.MOBI, baixe o aplicativo e realize o seu cadastro.
  2. Em seguida, você deve escolher entre a conta para pessoa jurídica ou para pessoa física.
  3. Na sequência, informe os seus dados pessoais, incluindo nome, CPF, CNPJ e o endereço.
  4. Caso você deseje emitir boletos bancários, informe durante o cadastro.
  5. Indique também se deseja usar a maquininha de cartão de crédito ou débito.
  6. Para finalizar, envie o cadastro e aguarde o e-mail de confirmação
  7. Você receberá um e-mail confirmando seu cadastro na conta.MOBI e informações sobre a frente e verso do seu cartão virtual.
  8. Para finalizar, informe o código de ativação recebido e comece a usar a sua conta.MOBI.

Conclusão

Imagem 9 - Inclusão financeira como as contas digitais facilitam o acesso a esses serviços
Para quem quer crescer e profissionalizar seu negócio, sem perder o controle das finanças e a organização do negócio precisa ter uma conta digital como sua grande aliada rumo ao sucesso.

Se você está preocupado com as finanças da sua empresa, deseja ter:

o controle do caixa na palma da sua mão e ainda oferecer melhores opções de pagamento para os seus clientes, já sabe qual caminho adotar para a inclusão financeira.

Estude o que você aprendeu hoje, busque mais informações e aproveite para profissionalizar a gestão do seu negócio.

Tenha a certeza de que a conta.MOBI quer ser sua parceira.

Por isso, você pode começar a usar todas as ferramentas tão logo conclui seu cadastro.

Comece com o auxílio dos contadores, fluxo de caixa ou, quem sabe, já emitindo boletos aos seus clientes.

Conte com essa praticidade e esteja sempre à frente dos seus concorrentes.

Afinal, como dizia Clarice Lispector, “quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe”.

Use a tecnologia a seu favor e deixe a conta.MOBI ajudá-lo a trilhar um caminho para o sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *