Posted in:

Banco de investimentos: Como começar a ganhar dinheiro?

Banco de Investimentos: Como começar ganhar dinheiro?
Banco de investimentos: Como começar a ganhar dinheiro?
Este texto te ajudou?

O nome não deixa dúvidas: o banco de investimentos é especializado nas modalidades de investimento, seja para pessoas físicas ou jurídicas.

Eles se diferem dos bancos tradicionais, onde você recebe o seu salário, por exemplo, porque não podem oferecer conta corrente.

Todos os serviços estão relacionados a soluções ou fomento de investimentos.

Assim, além de permitir que uma pessoa física invista em renda fixa, fundos de investimento e ações, por exemplo, esse banco também pode prestar assessoria e financiamento em operações empresariais, como fusão, reestruturação e aquisição de companhias.

Em resumo, os bancos de investimentos podem oferecer qualquer tipo de serviço que esteja voltado ao investimento de pessoas físicas ou jurídicas.

Mas como funciona, na prática, um banco de investimentos?

Quais são as principais diferenças entre um banco de investimentos e um banco tradicional?

Como escolher o melhor banco de investimento e quais estão lideram o mercado no Brasil?

O que fazer para aderir a um banco de investimentos e ver os rendimentos se multiplicarem?

Essas e muitas outras perguntas serão respondidas ao longo deste artigo, que pretende dissecar o assunto banco de investimentos e apresentar todos os detalhes relevantes para que você não cometa erros ao escolher os serviços.

Prepare o bloco de anotações e vamos começar a destrinchar esse universo.

Se preferir, navegue pelos tópicos abaixo:

Boa leitura!

O que são bancos de investimentos?

A definição é muito simples: bancos de investimentos são instituições financeiras que se dedicam a oferecer soluções de investimentos para pessoas físicas ou jurídicas.

Além de gerir as aplicações financeiras dos clientes, os bancos de investimentos também podem atuar como assessores para fomentar os investimentos, auxiliando em operações de fusão, por exemplo, ou aquisição de empresas. Banco de Investimentos: O que são?

Responsável por regulamentar as instituições financeiras no Brasil, o Banco Central não deixa dúvidas

“Os bancos de investimento são instituições financeiras privadas especializadas em operações de participação societária de caráter temporário, de financiamento da atividade produtiva para suprimento de capital fixo e de giro e de administração de recursos de terceiros. Devem ser constituídos sob a forma de sociedade anônima e adotar, obrigatoriamente, em sua denominação social, a expressão “Banco de Investimento”. Não possuem contas correntes e captam recursos via depósitos a prazo, repasses de recursos externos, internos e venda de cotas de fundos de investimento por eles administrados. As principais operações ativas são financiamento de capital de giro e capital fixo, subscrição ou aquisição de títulos e valores mobiliários, depósitos interfinanceiros e repasses de empréstimos externos (Resolução CMN 2.624, de 1999).”

Se você leu com atenção, percebeu que os bancos de investimentos não oferecem, por regra, contas correntes para os clientes.

Isso acontece porque eles se dedicam apenas aos investimentos, e não podem substituir, nem competir com os bancos tradicionais.

Por isso, os recursos são captados pelo banco por meio de depósitos à prazo, repasses de recursos e venda de cotas de fundos de investimento.

O que é e como funcionam os investimentos?

Os investimentos adotados por um banco de investimentos procuram garantir rentabilidade aos clientes da instituição.

Para fazer isso, os bancos de investimento dispõem de diversas opções de investimentos.

Entre essas opções, é possível destacar os títulos mobiliários, a emissão de títulos como o Certificado de Depósito Bancário (CDB), emissão de debêntures e repasse de empréstimos externos.

É claro que os bancos de investimentos também podem operar com renda variável, aplicando no mercado de ações.

Seja qual for a modalidade de investimento adotada, esses bancos possuem gestores capacitados e experientes no mercado financeiro para gerir carteiras com milhões de reais.

Em troca dessa gestão dos investimentos, o banco é remunerado, geralmente, com uma taxa de administração, que pode variar em relação ao capital investido ou aos ganhos.

Mas essa não é uma regra absoluta. Como cada banco opera de uma maneira própria, a remuneração também varia quanto ao seu formato.

Banco comum x Bancos de investimento: Qual a diferença?

Essa dúvida é recorrente entre quem começa a pesquisar sobre bancos de investimentos.

No Brasil, existem basicamente três tipos de bancos: os bancos comerciais, os bancos múltiplos e os bancos de investimentos.

Segundo a definição do Banco Central, o banco comercial é uma instituição pública ou privada cujo objetivo é proporcionar recursos para financiar o comércio, a indústria e outras empresas, além de pessoas físicas em geral. Os bancos comerciais captam recursos por meio de depósitos à vista.

Já os bancos múltiplos, que representam a grande maioria das instituições bancárias brasileiras, possuem ao menos duas carteiras: em geral, comercial e de investimentos. 

Finalmente, os bancos de investimentos se caracterizam por não poder oferecer captação de recursos à vista. 

Isso significa, como já vimos, que eles não podem oferecer caderneta de poupança nem conta corrente aos clientes. 

Por isso, os recursos são captados por meio de depósito à prazo, por meio de repasses de recursos externos e internos e a venda de cotas de fundos de investimento.

Qual a função principal de um banco de investimento?

A função principal de um banco de investimento é a busca e a oferta de soluções de investimentos aos seus clientes.

Pense no caso de um investidor profissional, com uma riqueza acumulada, e que não possui tempo nem expertise para fazer a gestão dos recursos.

Ele talvez não se sinta confortável em buscar os investimentos oferecidos pelos bancos tradicionais (múltiplos), seja pelo atendimento pouco especializado, pela pouca variedade de ativos oferecidos ou mesmo pela rentabilidade dos investimentos.

Se ele quiser ofertas mais consistentes e profissionais que se dediquem apenas a gerir os investimentos, faz sentido optar por um banco especialista no assunto, concorda?

Quais são os serviços ofertados?

Como já vimos, os serviços ofertados pelos bancos de investimentos no Brasil seguem as regulamentações do Banco Central. 

Os principais serviços incluem assessoria financeira para quem possui dúvidas e precisa da opinião de especialistas e gestão de capital de terceiros, quando o investidor deixa os recursos para que o banco faça o gerenciamento.

Ainda há a administração e venda de cotas de fundos de investimentos e o auxílio em operações de aquisição e fusão de empresas. 

Finalmente, esses bancos também podem auxiliar em operações de subscrição de ações – ou IPO (oferta pública inicial), além de diversas outros serviços.

Para facilitar o entendimento, elaboramos uma lista com os principais serviços prestados. Acompanhe:

  • Assessoria financeira para pessoas físicas e jurídicas
  • Administração e gestão de recursos de terceiros
  • Operações com participação societária
  • Administração e venda de cotas de fundos de investimentos
  • Financiamento de atividades suprimento de capital 
  • Empréstimos de médio e longo prazo para pessoas físicas ou jurídicas
  • Aquisição de valores e títulos mobiliários
  • Operação de Subscrição de Ações ou IPO
  • Emissão de títulos, como CDB (Certificado de Depósito Bancário) e RDB (Recibo de Depósito Bancário)
  • Emissão de debêntures
  • Repasses de empréstimos externos.

Existe banco de investimento online?

Banco de Investimentos: Existe banco online?Há diversos bancos de investimentos que oferecem plataformas online.

Essas plataformas permitem não apenas acompanhar a evolução das aplicações e comparar rentabilidade entre ativos, mas também fazer as operações necessárias.

Em alguns casos, é possível adquirir e vender ativos diretamente por meio delas, tudo de forma online, facilitada e sem nenhum tipo de burocracia

Isso vale tanto para as ações, que funcionam na base dos home brokers, como para os fundos de investimentos e outros títulos.

Quem fiscaliza os bancos de investimento?

A função de fiscalizar os bancos de investimento e as demais instituições financeiras que operam no mercado de capitais brasileiro é da Comissão de Valores Mobiliários, ou simplesmente CVM.

Se você já leu alguns conteúdos sobre educação financeira e finanças pessoais, já deve conhecer as principais atribuições da CVM: regular, controlar e fiscalizar os investimentos no Brasil.

Definida como uma autarquia, a CVM está vinculada ao Governo Federal por meio do Ministério da Economia

Além da CVM, os bancos de investimentos também são acompanhados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), que representa o setor. 

Melhores bancos de investimento: Conheça os bancos mais procurados

Existem diversos bancos de investimento no Brasil.

E para saber qual o melhor para você, só mesmo conhecendo detalhes sobre as opções disponíveis.Banco de Investimentos: Quem fiscaliza?

É o que mostramos a seguir, relacionando os bancos mais procuradas pelos investidores brasileiros.

Acompanhe!

Xp investimentos

Com 16 anos de atuação no mercado, a XP Investimentos não é um banco de investimentos, e sim uma corretora de valores.

Os serviços oferecidos são semelhantes, mas a XP não tem autorização para operar como banco de investimento.

De acordo com dados da empresa, eles possuem mais de 980 mil clientes ativos e cerca de R$ 215 bilhões em custódia, oferecendo aplicações como fundos de investimento, previdência privada e ações.

BB banco de investimento

O BB Banco de Investimento, como o próprio nome sugere, é atrelado ao Banco do Brasil.

Na verdade, ele funciona como uma corretora do banco, porque atua como intermediário nas operações de compra e venda de ações via sua rede de agências e pela internet.

Se um cliente do Banco do Brasil deseja investir em ações, por exemplo, ele pode aderir ao BB Banco de Investimento, onde terá a assessoria necessária.

Banco Mercantil de investimentos SA

O Banco Mercantil de Investimentos é a opção vinculada ao Banco Mercantil.

Ele atua no mercado desde 1970, e é voltado ao desenvolvimento das empresas brasileiras, sem um foco tão grande nas pessoas físicas.

O banco é mineiro e se orgulha do próprio conservadorismo, o que indica a preferência por aplicações sólidas e de baixo risco.

Banco Inter grupo de investimento

Banco de Investimentos: Conheça os mais procuradosOs grupos de investimentos do Banco Inter são uma maneira encontrada pelo banco para reunir potenciais investidores que sejam clientes do banco para potencializar seus ganhos.

Nesse caso, os clientes investem juntos, e podem perceber um acréscimo nos rendimentos.

Apesar desse formato, esse não é exatamente um banco de investimentos, pois opera de maneira diferente.

BTG Pactual

O BTG Pactual é o maior banco de investimentos da América Latina.

Atua no mercado brasileiro há 36 anos, sendo considerado como um dos maiores gestores de fortunas no Brasil.

O banco opera fundos que somam mais de R$ 207 bilhões, o que dá uma ideia do tamanho da sua força no mercado.

O principal destaque fica por conta dos fundos de investimentos que estão sob gestão do banco, mas eles atendem pessoas físicas e jurídicas que demonstrem interesse em investir.

Banco Modal

O Modal é um banco de investimentos com sede no Rio de Janeiro. 

Ele foi fundado em 1995 e atua no mercado de ativos, com médios e pequenos investidores.

O principal destaque do Modal é a sua plataforma digital ModalMais.

Como investir em um banco de investimento?

Para investir em um banco de investimento, não há muito mistério.

Você precisa pesquisar as instituições, conhecer o trabalho de cada uma delas e optar por aquela que parece mais adequada para você.Banco de Investimentos: Como investir?

Em seguida, basta entrar em contato, solicitando uma reunião para conversar e conhecer o banco e aquilo que ele oferece.

Se tudo for do seu agrado, é só abrir a conta e começar a transferir dinheiro de forma regular para a instituição.

Para avaliar o desempenho das aplicações, a maioria dos bancos de investimentos oferecem opções online, nas quais você consulta o saldo disponível e a evolução dos últimos dias, semanas ou meses.

É preciso começar com uma quantia mínima de investimentos?

O valor mínimo para ser aplicado em um banco de investimento varia conforme a instituição financeira e o perfil do cliente.

Em geral, há exigências diferentes para as pessoas físicas e jurídicas, portanto, é preciso ficar atento aos detalhes e tirar as dúvidas com os bancos de forma antecipada.

Usando o exemplo do maior banco de investimentos da América Latina, o BTG Pactual, não há valor mínimo para abrir uma conta no banco, mas os produtos a serem adquiridos partem de R$ 1.000.

Assim, se você não tiver esse dinheiro, poderá abrir uma conta, mas não poderá investir.

Mas fique atento: a quantia mínima pode variar bastante de banco para banco e, inclusive, sofrer alterações dependendo da época do ano. 

Em quanto tempo você pode esperar resultados?

Os resultados obtidos junto a um banco de investimentos vão variar conforme o desempenho das operações, o seu perfil de investidor e o tempo de aplicação.

Nas ações, por exemplo, é possível obter resultados diários, por meio do day trade.

Já em títulos públicos com vencimento em cinco anos, o resultado ocorrerá nesse prazo.

Percebe como o tempo varia conforme o investimento?

Nesse caso, o que você precisa fazer é comunicar os gestores do fundo a respeito do prazo que você deseja.

Pode dizer, por exemplo: “Gostaria de ter resultados de 15% de rendimento já no primeiro ano”.

Com base nessa afirmação, o gestor vai oferecer as opções que podem chegar a essa rentabilidade, e explicar os riscos envolvidos.

Se você quiser menos riscos, o prazo para chegar nessa rentabilidade pode aumentar.

É uma balança dinâmica, consegue perceber?

O risco em trabalhar com banco de investimento é alto?

O risco de trabalhar com banco de investimento está associado ao tipo de investimento que é realizado, e não ao fato de recorrer a um banco de investimento.

Imagine, por exemplo, que você possua um perfil conservador (vamos analisar esses detalhes na sequência do texto) e deseje investir apenas em renda fixa, especificamente em títulos públicos.

O risco que envolve esses títulos está entre os menores do mercado.

Você só perderia dinheiro caso o governo decretasse falência, o que, convenhamos, não é algo factível – todo o sistema financeiro sucumbiria primeiro.

Com a orientação de investir em títulos públicos com vencimento no longo prazo, o risco é mínimo, e os gestores do banco de investimentos vão escolher as melhores opções para o cenário escolhido.

Agora, se você procura um banco de investimentos para ousar, maximizar os ganhos e operar no mercado da renda variável, como ações, o risco cresce.

As ações podem oscilar positivamente ou negativamente, e não há nenhuma garantia de retorno sobre os investimentos.

Porém, quanto maior o risco, maior o potencial de ganho.

Seja qual for o seu perfil, fique tranquilo: no contato com os fundos de investimentos, os gestores vão explicar os riscos de cada operação para que você tome a decisão que melhor condiz com o seu perfil e os seus objetivos.

Banco de investimentos: Como começar a ganhar dinheiro?

Ao chegar até aqui, provavelmente, você possui um interesse acentuado em colocar seu dinheiro para render em um banco de investimentos.

Essa pode ser, de fato, uma excelente alternativa para maximizar seus lucros.

Se você escolher um banco adequado ao seu perfil de investidor e com taxas competitivas, há boas chances de que obtenha resultados melhores do que obteria operando sozinho ou em uma corretora de valores.

Mas você não sabe qual é o seu perfil de investidor?

A seguir, vamos dissecar os primeiros passos para quem deseja alcançar objetivos, como independência financeira, aportando em bancos de investimentos.

Tudo começa – e você já deveria saber disso – por um perfil que demonstre como você enxerga os investimentos e que tipo de aplicação deseja fazer.

Vejamos como fazer isso:

Perfil de investidor

O perfil de investidor é o passo número um para começar a investir.

Se você consultar o gerente de um banco tradicional, o consultor de uma corretora de valores ou o gestor de um banco de investimentos, todos eles vão começar por essa pergunta, porque ela define o básico e serve como norte para tudo que vem a seguir.

O perfil de investidor mostra o tamanho da sua aversão ao risco (fator que pode ser interpretado como a possibilidade de perder dinheiro) e as suas expectativas com os investimentos.

Essas expectativas dizem respeito ao retorno esperado, que pode ser no curto, médio e longo prazo, e à liquidez dos ativos.

Há títulos públicos do Tesouro Direto, por exemplo, com vencimento para daqui dez anos. 

E há modalidades de investimentos com liquidez diária.

A montagem do perfil do investidor se dá por meio das respostas a um questionário.

Há diversos sites que fazem esse serviço, variando das perguntas mais simples a questionários bastante complexos, com exemplos hipotéticos.

Ao fim do teste, todos os questionários vão apresentar três conclusões possíveis.

Ou você é um investidor conservador, que tem aversão ao risco e prefere ganhar menos, mas com consistência e foco no longo prazo. 

Opções de investimentos para esse perfil estão na renda fixa, como emissão de títulos do governo.

O oposto do investidor conservador é o investidor arrojado, que está disposto a correr riscos de perder dinheiro em troca da possibilidade de ganhos maiores. 

Aqui, o foco está em ganhos altos no curto e médio prazo, mesmo que isso signifique perder dinheiro em algumas ocasiões.

O investidor arrojado costuma optar por investimentos em renda variável, como ações.

Finalmente, existe uma terceira opção de perfil de investidor: o moderado.

Esse perfil, que representa a maior parte dos investidores, transita entre o arrojado e o conservador, a fim de diversificar seus investimentos.

Nesse caso, um investidor moderado pode ter 70% dos seus investimentos em renda fixa, por exemplo, e 30% em renda variável.

Conhecer o seu perfil de investidor é o primeiro passo para começar a poupar dinheiro, porque você saberá quais são os seus propósitos e expectativas com os investimentos.

Poupe seu dinheiro

Banco de Investimentos: Como começar ganhar dinheiro?Essa dica beira a obviedade e parece, de fato, muito simples.

Mas a sua aplicação pode ser profundamente complexa.

Poupar dinheiro pode ser um desafio enorme em um país como o Brasil, que tem a renda média per capita na faixa dos R$ 1.300, de acordo com dados do IBGE.

Para não gastar tudo que você ganha, é preciso, acima de tudo, de disciplina.

Comece anotando todos os seus gastos, porque só assim você conseguirá analisar onde é possível economizar mais, gastando menos.

Para anotar todas as suas despesas ao longo do mês, você pode recorrer a cadernos, blocos de notas, aplicativos no celular ou mesmo planilhas. Vale tudo.

Feito isso, você poderá dividir suas despesas em gastos fixos (que se repetem todos os meses, como conta de água, energia, financiamentos, mensalidades, aluguel e condomínio) e despesas variáveis (que variam de um mês para outro, como gastos com transporte, viagens, alimentação, etc).

Com essas informações, você pode traçar uma meta para poupar todos os meses.

Talvez seja necessário reduzir o seu padrão de vida para sobrar dinheiro no fim do mês, mas, se você não fizer isso, permanecerá correndo atrás do prejuízo em uma tentativa de fechar cada mês no azul – e não conseguirá alcançar a tão sonhada independência financeira.

A melhor dica para poupar é pagar a si mesmo primeiro.

Isso significa retirar o dinheiro para o seu investimento como primeira atitude do mês.

Assim, você vive o restante do mês com o que sobrou, e não investe o que sobrou.

Se você não fizer isso, há uma tendência de que não sobre nada no fim do mês.

Faça um planejamento de investimentos

Depois que você conseguiu organizar as suas finanças e se sente capaz de investir seu dinheiro com regularidade, é hora de planejar os investimentos.

O primeiro passo do planejamento são as metas.

Você quer guardar dinheiro para uma viagem?

Pretende criar uma poupança para o seu casamento?

Quer deixar dinheiro guardado para a faculdade dos filhos?

Tudo isso faz parte de um planejamento de investimentos, que deve definir quais metas você irá priorizar e o que pretende com cada alocamento de recursos.

Nesse planejamento, não esqueça de criar uma reserva de emergência, que pode ser calculada como o seu gasto mensal multiplicado por seis. 

Com essa reserva, você sabe que tem seis meses de sobrevivência caso fique sem emprego, por exemplo.

Montou a reserva de emergência? Então, vamos falar do planejamento.

É justamente na hora de montar o seu planejamento de investimentos que costumam surgir as dúvidas, e é por isso que os bancos de investimentos estão ganhando espaço no Brasil.

Para tomar essas decisões, é recomendável recorrer, de fato, a um especialista na área, porque ele poderá orientá-lo para a sua necessidade específica, a fim de conciliar o seu perfil de investidor com as suas metas de curto, médio e longo prazo.

Um planejamento de investimentos pode definir, por exemplo, que você deixará a sua reserva de emergência alocada em um título público com liquidez diária, que irá colocar 90% do seu dinheiro em renda fixa, com metas separadas para atividades do futuro, e que deverá aportar mensalmente pelo menos 10% do seu salário nessas modalidades de investimento.

Se você possui um salário líquido de R$ 4 mil, por exemplo, significa que você vai investir R$ 400 por mês. Se a divisão for 90% renda fixa e 10% renda variável, o resultado será R$ 360 para a renda fixa e R$ 40 para a renda variável a cada mês.

Feito esse planejamento, você poderá calcular, com base nos rendimentos passados, uma projeção para atingir todas as metas traçadas.

Encontre a melhor opção para você

Agora que você já conhece o seu perfil de investidor, já organizou suas finanças, já sabe como poupar dinheiro e já planejou seus investimentos, é hora de escolher a melhor opção para as suas necessidades.

Aqui, não temos como ajudá-lo além das dicas que já conferiu.

É sua tarefa consultar as possibilidades do mercado, ouvir especialistas de corretoras, brancos tradicionais e bancos de investimentos, em busca da modalidade de investimento mais adequada para o seu perfil.

Procure utilizar as plataformas oferecidas por cada banco antes de tomar a decisão, para descobrir qual você prefere.

E e não deixe de consultar a reputação de cada instituição financeira em sites de proteção ao consumidor, como o Reclame Aqui, além das recomendações dessas instituições nas redes sociais.

Se possível, tente conversar diretamente com os clientes de cada instituição, para entender os pontos positivos e negativos de cada uma.

Finalmente, coloque em um papel todos os detalhes relacionados a cada instituição, para comparar o custo-benefício.

Nessa comparação, devem constar as taxas cobradas por cada instituição nas operações, a liquidez dos investimentos oferecidos, a disponibilidade de assistência para tirar dúvidas, os custos em geral, a facilidade para investir e os rendimentos esperados para os produtos oferecidos.

Com base nessas informações, você conseguirá tomar a melhor decisão para salvar – e fazer multiplicar – o seu capital. 

Conclusão

Ao acompanhar todo o nosso artigo, significa que você está preocupado com os seus investimentos e deseja adquirir independência financeira em breve.

O primeiro passo é parabenizá-lo, porque essa é uma ótima notícia. 

Se você não tiver interesse em investir e fazer a gestão do seu dinheiro, ninguém poderá fazer isso por você: a tranquilidade no bolso começa pela conscientização.

Agora que você já sabe como os bancos de investimentos funcionam, quais as suas funções e diferenciais, é hora de pesquisar as principais opções do mercado brasileiro.

De uma forma geral, é possível dizer que os bancos de investimentos são uma boa opção para quem não tem tempo, paciência ou expertise para fazer a gestão de grandes quantias de dinheiro.

Mas até pequenos investidores podem se beneficiar dos serviços oferecidos pelos bancos de investimentos, assim como as empresas que desejam algum tipo de reestruturação.

Durante a pesquisa que você fará, talvez valha a pena considerar, também, as corretoras de valores, porque, em muitos casos, os serviços oferecidos são semelhantes.

Tudo vai depender da sua necessidade e do seu perfil de investidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *