Posted in:

Competências e habilidades: 7 Essenciais para o sucesso

Competencias e Habilidades: 7 essenciais para ser empreendedor de sucesso

Vamos falar sobre competências e habilidades? Essa deve ser uma preocupação para se tornar um empreendedor de sucesso.

Afinal, para chegar lá, não basta ter uma boa ideia de negócio. O caminho é bem mais longo, feito de conquistas e percalços.

Lidar com tudo isso nem sempre é fácil. E é por essa razão que se faz necessário conhecer e desenvolver competências e habilidades.

São elas que podem aproximá-lo mais rapidamente de seus objetivos em qualquer setor.

Vale dizer, inclusive, que não são apenas aspectos técnicos que entram nessa conta, mas também comportamentais.

Há  várias qualidades exigidas para atender com eficiência às expectativas de mercado, altamente dinâmico e competitivo.

Desenvolver competências e habilidades se mostra primordial também para enfrentar melhor os desafios pessoais e profissionais na vida.

Há algumas que são imprescindíveis para todo empreendedor.

Mas antes de falar sobre elas, vale compreender primeiro cada conceito, suas diferenças e como você pode crescer a partir do investimento na sua evolução enquanto gestor.

Confira no índice a seguir os tópicos que iremos abordar a partir de agora:

Se o assunto interessa, não deixe de acompanhar até o final. Boa leitura!

Competências e Habilidades: O que é?O que é Competência?

Competência é a qualidade de quem é capaz de analisar e resolver determinado assunto ou realizar determinada tarefa.

Isso quer dizer que, para ser competente em algo, é preciso reunir qualidades específicas que capacitem o indivíduo para aquela determinada ação.

Essa competência pode ser tanto técnica quanto comportamental. Ou seja, aparecer na forma como realiza tarefas e também nas suas atitudes enquanto pessoa e profissional.

Um gestor que domina o controle financeiro da empresa se mostra tecnicamente competente para a atividade.

Já aquele que conduz com respeito e desenvoltura a sua equipe, revela ter na liderança uma competência comportamental importantes.

O que é Habilidade?

Habilidade é uma parte da competência.

É aquilo que se adquire através dos diversos aprendizados, resultando em conhecimentos, determinando atitudes.

Exige esforço e dedicação através de estudos, treinamentos e experiências.

São as habilidades conquistadas que auxiliam alguém a ser mais ou menos competente para obter os resultados almejados.

E isso se aplica também ao ambiente empresarial. Ou seja, aos gestores.

Aquele que é competente para cuidar das finanças do negócio assim o é por ser hábil com os números, organizado com as contas a pagar e a receber.

Já o líder pode ter entre as suas habilidades a empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro – um aspecto comportamental e não técnico, portanto.

Habilidades e competências: Qual a diferença?

Competência e habilidade são termos que, muitas vezes, se confundem quando analisamos a receita ideal para o sucesso, seja no reduto específico do mundo empreendedor ou na vida pessoal.Competências e Habilidades: Qual diferença?

Mas é muito mais fácil do que se imagina estabelecer a diferença entre eles. Quer ver só?

Reconhecem-se as habilidades por “aquilo que se faz” e as competências pelo “como se faz”.

Um bom exemplo é o motorista que possui a habilidade para conduzir um veículo, mas que se estressa com o trânsito, provocando acidentes, mostrando-se incompetente para a função, apesar de ter sido tecnicamente treinado para dirigir.

É fácil de transpor esse exemplo para o mundo dos negócios, pois o gestor pode ser ótimo para fazer cálculos (uma habilidade), mas péssimo para se organizar, o que o leva a esquecer de pagar contas e de cobrar clientes devedores – e isso prejudica a sua competência para o cargo.

Esse é um aspecto importante a ser observado pelo empreendedor de sucesso, pois o êxito de seu trabalho não será, portanto, fruto apenas de suas habilidades (o que ele sabe fazer), mas também da forma que as realiza.

É isso que vai determinar sua maior ou menor competência para lidar na prática com aquilo sabe.

Competência, portanto, é algo muito mais amplo, um conhecimento abrangente de experiências, de atitudes e de aprendizados.

Competências: Como desenvolvê-las?

Para desenvolver competências, o primeiro passo é diagnosticar no que você precisa evoluir.

Afinal, sem reconhecer seus pontos fracos e fortes, fica difícil definir uma meta de desenvolvimento.

Por isso, é preciso ter atenção constante a si mesmo e ao mundo que nos rodeia.

Há várias ferramentas interessantes que auxiliam esse processo – mais à frente, vamos falar sobre algumas delas.

O mais importante é estar sempre à procura de crescimento e de atualização, tanto no campo pessoal como no profissional.

Mas tenha em mente que o ponto de partida é sempre o autoconhecimento.

Quem se conhece melhor tem maior facilidade para descobrir qualidades escondidas, à espera apenas de oportunidades para que se manifestem.

Também terá maiores possibilidades para reconhecer suas falhas, passo importante para buscar soluções, modificar atitudes e criar novas competências.

Pessoais ou profissionais, as competências são desenvolvidas ao longo da vida, nos mais variados contextos – empresarial, familiar, escolar e social.

Muitas vezes, elas até se misturam, o que pode se dar pela própria dinâmica, que hoje costuma reunir de forma muito mais intensa a satisfação no trabalho e as realizações na vida pessoal, influenciando-se mutuamente.

Para desenvolver competências, o empreendedor deve aprender a observar a vida como um todo, estando em constante aprimoramento para alca

Competências e Habilidades: Como desenvolve-las?

nçar o tão desejado equilíbrio no desempenho dos seus diversos papéis.

Viver bem, trabalhar bem, estar motivado, sentir-se realizado, tudo é uma questão de cuidar de si mesmo, acumular experiências, investir, persistir e superar obstáculos.

É por isso, também, que ninguém se torna competente de um dia para o outro.

A notícia boa é que sempre haverá formas de desenvolver competências, seja através de novos cursos e treinamentos profissionais, ou através de técnicas especializadas que despertem a mudança de olhar para os desafios da vida, focando-se em novas conquistas.

Competências pessoais

Competências pessoais são as aptidões individuais, traços característicos de personalidade, mas que fazem a diferença também na vida profissional.

Estando fortemente ligadas ao desempenho, habilidades e atitudes, competências pessoais podem ser aprimoradas – e é importante que assim sejam.

Seus reflexos aparecem em diferentes áreas da vida, como na carreira e nos relacionamentos.

A forma como interage com os outros, seja no ambiente de trabalho ou no círculo de amigos, por exemplo, é um tipo de competência pessoal.

Porque você pode ser ótimo para realizar tarefas sozinho, mas enfrentar dificuldades para trabalhar em equipe.

Já os relacionamentos interpessoais são ainda mais amplos, se estendendo do campo amoroso ao familiar, aos amigos e aos colegas de trabalho.

Competências profissionais

Competências profissionais são todas as aptidões que geram a soma de conhecimentos e habilidades para as diversas exigências do mercado.

Não por acaso, têm relação direta com a posição que ocupa.

Um gestor, por exemplo, é exigido em diversas frentes, como gestão de pessoas, marketing e finanças.

Para desenvolver competências profissionais, é necessário que se tenha muita dedicação e disciplina, além de um empenho em níveis cada vez mais altos nesses tempos em que se destacar em qualquer profissão é tarefa árdua.

O principal segredo é ter compromisso com o aprendizado constante e a atualização diária, o que vai muito além de títulos e diplomas.

Habilidades: Entenda como e onde elas são necessárias

As habilidades são necessárias para a realização das mais variadas tarefas, porque asseguram as condições necessárias para um desempenho mais seguro nas atividades pretendidas e para a maior satisfação nos resultados obtidos.

Não custa lembrar que se diferencia aquele que estiver melhor preparado – e são justamente as habilidades que permitem lidar de forma mais eficiente com diferentes situações e pessoas.

Elas são imprescindíveis tanto para a obtenção de melhores resultados profissionais e convívio em grupo como para a condução de uma vida mais plena e equilibrada, minimizando estresses e contratempos.

Como as competências, também há habilidades pessoais e profissionais.

Habilidades pessoais

Habilidades pessoais são qualidades individuais que servem também como instrumentos de avaliação de colaboradores e gestores.

É muito importante que o empreendedor saiba reconhecê-las.

Investir no autoconhecimento constitui-se em ferramenta indispensável, possibilitando-lhe melhores condições emocionais para que desafios sejam enfrentados com maior segurança, além de facilitar a compreensão de entraves e dificuldades que certamente influenciam o caminho e a chegada à meta desejada.

O tão desejado sucesso pode chegar mais rápido, se houver, por exemplo, o reconhecimento da necessidade de se investir em ferramentas e treinamentos que melhorem a autoestima, o controle emocional e a empatia.

Habilidades profissionais

As habilidades profissionais são características que indicam a capacidade que tem um indivíduo para se desenvolver em competências diversas.

São conhecimentos técnicos e especializações variadas que o qualificam e que podem ser adquiridos na formação acadêmica, mas que devem ser sempre acrescentados e aprimorados para uma adaptação cada vez mais assertiva às necessidades do mercado.

Para incrementar as habilidades profissionais, é preciso investir em atualização constante, observar se não há novos recursos, além dos que já se esteja habituado a utilizar.

O novo sempre estimula e permite sair da falsa segurança da chamada zona de conforto.

Competências e habilidades: Como experiências anteriores podem ajudar sua carreira de empreendedor?

Experiências anteriores sempre podem ajudar na carreira de qualquer profissional. E, no empreendedorismo, não é diferente.

Nesse amplo universo de habilidades e competências, nada se perde.

Por isso, qualquer mudança tende a ser mais positiva quando se compreende melhor os pontos positivos e negativos da fase anterior.

O futuro é uma incógnita, mas muito menos assustador para quem se prepara para enfrentá-lo.

E é assim também para o empreendedor de sucesso: foco no que está por vir, aprimorando competências e habilidades e desenvolvendo o espírito crítico a partir da experiência adquirida.

Não há o que não se aproveite do que já se fez na vida.

Todas as experiências são importantes – para repetir, para evitar, para transformar ou ressignificar.

O desafio é que, com tantas novidades, muitas vezes, fica a sensação de frustração, de que a experiência anterior não será mais aproveitada.

Isso não é verdade e vale olhar para o passado para construir dias melhores daqui para a frente.

Recursos Humanos: Esta área é peça-chave para o seu desenvolvimento

Por cuidar da gestão de pessoas dentro de empresas e instituições, a área de recursos humanos é peça-chave para o seu desenvolvimento.

Além de gerenciar planos de carreira, ela deve analisar estratégias institucionais que estejam voltadas à formação de equipes coesas, desenvolvendo profissionais seguros, autônomos, eficientes e satisfeitos na função que desempenham.

Como o RH pode desenvolver profissionais autônomos?

O RH pode desenvolver profissionais autônomos, planejando programas que estimulem competências e habilidades, como a responsabilidade e o compromisso, individual e coletivo e que, ao mesmo tempo, visem à melhoria da qualidade de vida desses profissionais de forma integral.

Para tanto, é preciso investir não somente nas habilitações para funções específicas, mas também no incentivo à convivência prazerosa em sociedade, estimulando o crescimento pessoal e profissional através de cursos e treinamentos especializados.

O foco vai para aquilo que possa garantir uma maior produtividade, mas que também promova um novo despertar para uma vida mais gratificante em termos de satisfação pessoal.

Ao gestor, vale observar também o papel dessa área na formação de times de alta performance.

Afinal, estar ao lado dos colaboradores, identificando suas necessidades de desenvolvimento de competências e habilidades, é uma importante atribuição do RH.

Coaching no desenvolvimento de competências e habilidades

Coaching é uma metodologia que possui embasamento científico no desenvolvimento de competências e habilidades.

O processo mostra que esse aprendizado pode ser adquirido nas mais diversas fontes e experiências, valorizando-se acima de tudo a obtenção de conhecimento de forma ampliada, o que vai muito além de títulos.

Em sua essência, considera que todo indivíduo pode evoluir para atingir objetivos, seja no âmbito pessoal ou profissional.

Para isso, estabelece um plano de ação que o leva do estado atual para o desejado.

E para concretizar o que tanto deseja realizar, foca nas competências e habilidades exigidas para uma meta específica.

Treinamento: O que muda com a ajuda de um coach?

O acompanhamento de um coach (que é o profissional responsável por conduzir um processo de coaching) é primordial para o desenvolver competências e habilidades.

Ele ajuda pessoas e empresas a conseguirem atingir seus objetivos, descobrir coisas que estavam escondidas e despertar a vontade de buscar novas para uma vida pessoal e profissional mais equilibrada, gratificante e feliz.

Mas o que muda com a ajuda de um coach?

Será possível com ele traçar e atingir objetivos com planejamento e criatividade, com começo, meio e fim, conscientizando equipes e despertando potenciais para enfrentar melhor os desafios.

E o mais importante: a ajuda de um coach (seja para o desenvolvimento pessoal ou para treinamento nas empresas) oferece uma forma segura de se utilizar uma metodologia moderna, direcionada e adequada para as demandas atuais.

Muitas vezes, é preciso modificar padrões de comportamento para a renovação de estratégias e traçar novos caminhos.

Também as relações humanas nem sempre são pautadas pelo consenso.

O coach sabe exatamente como resolver isso, com técnicas e programas especializados que podem ser aplicados individualmente ou em grupos.

O que são jogos cooperativos?

Competências e Habilidades: O que são jogos cooperativosJogos cooperativos são ferramentas de ensino e aprendizagem de total relevância no contexto de treinamento em Recursos Humanos.

São práticas divertidas que viabilizam conhecimentos de maneira lúdica, despertando valores que resultam em uma convivência mais harmoniosa em equipes de trabalho.

O objetivo dos jogos cooperativos não é a competição, saber quem vence ou quem perde, mas estimular a percepção sobre a importância de cada participante, do pertencimento no grupo, onde todos têm uma meta comum.

Nunca é demais lembrar que esses são valores que andaram em baixa em um mundo no qual a competição desgasta relações e afasta pessoas, substituindo companheiros de trabalho por concorrentes.

Por isso, é cada vez maior o número de empresas que estão buscando compreender a importância da cooperação nessa “selva de pedra” que começa a se movimentar para rever valores.

Quais são os resultados de jogos cooperativos para profissionais autônomos?

Os jogos cooperativos permitem mais facilmente conhecer perfis de comportamento e maneiras de incrementar a produtividade, tanto para empresas como para profissionais autônomos.

Eles podem revelar respostas surpreendentes, ajudando a derrubar barreiras de comunicação e a perceber novas ideias.

Muitos insights podem surgir dessa prática devido ao relaxamento e à diversão que propõe.

Assim, se mostram úteis para as mais diferentes necessidades, podendo incentivar a responsabilidade, o compromisso, a liderança, a criatividade.

Mais do que isso, os jogos cooperativos podem fornecer uma excelente ferramenta de gestão ao facilitar a identificação de competências e habilidades através da observação de comportamentos.

Competências e habilidades: 7 essenciais para ser um empreendedor de sucesso

Competências e Habilidades: 7 essenciais para ser empreendedor sucessoSão muitas as habilidades e as competências que permeiam as exigências atuais de mercado.

Falamos um pouco sobre elas ao longo do artigo até aqui.

Enfim, para sedimentar o conhecimento, não deixe de seguir os sete comportamentos que listamos abaixo.

Eles são essenciais para ser um empreendedor de sucesso.


1. Proatividade

Proatividade é a capacidade de agir antecipadamente, evitando ou resolvendo situações e problemas futuros.

Trata-se de uma qualidade importante que várias empresas buscam na hora da contratação para um trabalho – e que todo gestor precisa ter para conduzir bem o seu negócio.

2. Comprometimento

Comprometimento é sinônimo de compromisso, que requer responsabilidade e lealdade da parte de quem se compromete.

Em qualquer campo da atividade humana, é uma habilidade extremamente valorizada.

Gestores e equipes comprometidas são fundamentais para garantir o êxito nos resultados alcançados.

3. Controle Emocional

Controle emocional é o domínio das próprias ações e reações, a arte de saber administrar sentimentos sobre alguma situação.

Requer poder de análise e organização, em um mecanismo de estar no comando dos desafios e não ser comandado por eles.

4. Capacidade de liderança

Liderança é a capacidade de comandar pessoas, atraindo seguidores e influenciando comportamentos.

É uma habilidade que permite gerir e aglutinar grupos, motivando pessoas através de carisma, empatia, paciência, respeito e disciplina.

5. Intuição

É a capacidade de entender, de identificar ou de pressupor coisas que não dependem nem da experiência nem de conceitos racionais

Trata-se de uma habilidade importante, que requer atenção a um aprendizado diferente: a escuta de si mesmo.

É aprimorar o “sentir” soluções muito mais do que analisar, pensar, ter controle metódico sobre elas.

6. Competitividade

Diferentemente da competição, que pode gerar conflitos, a competitividade é uma habilidade saudável porque envolve a autossuperação e a busca pela melhor forma de se realizar uma atividade.

Ser competitivo significa ter as características necessárias para ter bons resultados se comparados à concorrência.

Competitividade faz bem ao desenvolvimento do profissional e da empresa.

7. Capacidade crítica

A capacidade crítica é a habilidade de ser lógico e detalhista na análise criteriosa de todos os elementos que compõem uma situação.

Muitas pessoas são críticas pelos próprios traços de personalidade, mas há treinamentos que permitem que essa habilidade seja melhor direcionada.

Não se trata de saber ou não dar opinião sobre algo, mas de conhecer e identificar os pontos corretos para se chegar a uma conclusão clara sobre um problema.

Conclusão

Viver exige preparo. Isso quer dizer que, cada dia mais, é necessário desenvolver competências e habilidades para uma vida mais Competências e Habilidades: : Conclusãoplena e feliz.

Vale para o campo pessoal e também profissional. Para quem deseja um emprego e também para quem tem a própria empresa.

O mercado exige produtos melhores, as pessoas desejam parceiros melhores, empresas querem colaboradores melhores, todos querem ser melhores.

A boa notícia é que tudo pode ser aprimorado através de esforço e treinamento. E, hoje, há ferramentas fantásticas, inovadoras, que fazem realmente toda a diferença.

Habilidades e competências não são apenas meros capítulos de livros e conteúdo de administração. Muito mais que isso, são exigências indiscutíveis do mundo com que nos deparamos hoje.

Leve essa lição para o seu dia a dia e obtenha resultados no seu papel de gestor, seja da própria empresa, da carreira ou da vida.

Se o artigo ajudou, compartilhe em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *